03 julho 2014

Lucis Trust

A Lucis Trust é uma organização sem fins lucrativos fundada pelos ocultistas Alice e Foster Bailey,
em 1921, e que faz parte do Conselho Social e Económico da ONU, sendo também regularmente representada nas reuniões informativas da Direcção-Geral da Organização das Nações Unidas.

Mas o que faz esta Lucis Trust? Esta é a parte interessante.

Fundada inicialmente como uma editora, com o nome de Lucifer Publishing Company (!) como afirmado no mesmo site da organização, a Lucis inclui agora a Arcane School (escola de esoterismo e espiritualidade), uma cadeia de livrarias (a Lucis Trust Libraries), uma editora (Lucis Publishing Company), a Lucis Production, a World Goodwill e a Triangles.

Oficialmente tem 6.000 membro e um lucro anual estimado em 600.000 Dólares.
Entre as principais actividades da Goodwill há a produção e distribuição de literatura específica a nível mundial, a publicação da Goodwill Newsletter, cursos de estudo no que diz respeito aos problemas fundamentais da humanidade, a cooperação com as Nações Unidas e com as suas agências especializadas.

Sempre da Lucis é o Temple of Understanding, que gere a "sala de meditação" no interior do edifício de vidro da ONU, em New York. 

A presença da Lucis Trust no interior das Nações Unidas, bem como a dívida cultural explícita de Robert Muller (ex-Secretário-Geral Adjunto das Nações Unidas), levou alguns a acusar a ONU de possuir uma ideologia New Age e de orientaras suas políticas de acordo com os princípios e os propósitos de tal ideologia.

Mas as coisas não são tão simples.

Alice Bailey
O nome Lucis é uma abreviação de Lúcifer  (doutro lado, nome originário da organização).

E dado que aqui entramos num âmbito muito delicado (não faltam páginas internet que falam amplamente dos ritos satânicos na sociedade moderna, acusando também a "elite" de ter vendido a alma ao Diabo), melhor tentar entender o todo.

Apesar do nome dado à sua organização, o casal fundador da Lucis não era satanista. Iniciador de Alice Bailey (a principal impulsionadora) eram o Mestre da Sapiência Djwhal Khul (que nunca existiu), que ditava telepaticamente (!!!) as obras literárias da Bailey, e Madame Blavatskij, figura em destaque no esoterismo do 1800.

As obras (e a filosofia) dos Bailey é uma sopa na qual podemos encontrar muitos temas: espiritualismo, ocultismo, astrologia, teosofia, teologia, a Era do Aquário, a visão duma única sociedade com uma só religião unificada, etc..

Escreve Alice no seu "Os Problemas da Humanidade":
Um só conceito dominante hoje pode salvar o mundo da luta económica, para evitar o ressurgimento dos sistemas materialistas, travar o ressurgimento de velhas ideias e colocar um fim ao segredo domínio dos interesses financeiros e ao violento descontentamento das massas: acreditar na unidade de todos os homens.
E continua:
A causa de todo o turbamento mundial, das guerras que assolaram a humanidade e da miséria tão difundida pode ser atribuído em grande parte a um grupo de homens egoístas que durante séculos têm explorado as massas e trabalho humano utilizados para os seus fins materialistas. A partir dos barões feudais da Idade Média, aos poderosos grupos financeiros da era vitoriana, ao punhado de capitalistas - nacionais e internacionais - que controlam hoje os recursos do mundo, o sistema capitalista afirmou-se e atirou o mundo para a ruína.
Madame Blavatskij
Curioso que estas ideias sejam hoje guardadas no interior duma organização (a ONU) ao serviço do maior País capitalista do planeta.

Mas isso não deve surpreender, pois tal como os rituais do Bohemian Grove, esta é uma fachada com uma específica utilidade: o Temple of Understanding já reuniu várias personagens, como Eleanor Roosvelt, Papa João XXIII, o Dalai Lama, Mãe Teresa de Calcutá.

Política, portanto, contactos entre quem detém o poder em vários níveis.

O que fica ainda mais claro nestas considerações, sempre de Alice e publicada póstumas na obra "A Educação na Nova Era":
Que seja o ideal democrático, a visão dum estado totalitário ou o sonho dum comunista devoto, o efeito sobre a totalidade da consciência humana é definitivamente bom.O seu sentido de consciência global é aumentado de forma significativa, o direito de ser considerado parte de um todo cresce rapidamente e isso é desejável, adequado e esperado pelo plano divino.
Isso aponta para o conhecido conceito maçónico (especialmente difundido nas lojas baseado no Antigo e Aceite Rito Escocês, a das quais parece que Foster Bailey estivesse ligado) de Ordo ab Chaos,  "Ordem do Caos": o fim sempre justifica os meios, o que parece um pouco duvidoso, sobretudo se tivermos em conta a educação que a mesma Alice sugere para as crianças:
Ensinar-lhe (à criança) que em tempos de grave perigo ele, como indivíduo, não tem nenhum valor, mas a única coisa que conta é aquele maior complexo social do qual ele é parte mínima. Este é certamente um progresso para aquela expansão de consciência que a humanidade deve alcançar.
Então, para combater o individualismo, a educação é reforçada e mira a anular o indivíduo em prol do sistema. O que é típico de regimes totalitários. Para justificar isso, é manipulado e distorcido um conceito fundamental do esoterismo clássico (e duma boa parte da filosofia) tradicional ocidental e oriental.

No Lucis Trust, portanto, é possível ver tudo: satanismo, paganismo, maçonaria, Nova Ordem Mundial. Mas a única coisa que deve preocupar é a seguinte: pode esta pseudo-religião (se tal desejarmos considera-la) ser um dia utilizada como base espiritual para a implementação duma Nova Ordem Mundial?

ONU: a Meditation Room
A verdade é que actualmente estamos muito, mas mesmo muito longe disso: é suficiente pensar no
abismo existente entre Cristandade, Islamismo e Judaísmo.

Uma eventual Nova Ordem Mundial terá como motivações aspectos muito mais pragmáticos: aqueles económicos em primeiro lugar. Se depois na "onda" poderão inserir-se elementos esotéricos, isso é possível e bem provável.

Mas o nosso mundo funciona com base no dinheiro e assim continuará a ser até este sistema colapsar.

Última nota: eu sei, eu sei qual a objecção: "o sistema irá colapsar porque assim é previsto pelos planos da elite que quer implementar a NWO". Por enquanto, o que temos é o dinheiro, o mesmo combustível utilizado nos últimos 300 anos pelo Capitalismo; isso sem falar da sua importância nas sociedades anteriores.

Se depois a alegada "elite" deseja dar-se uma camada esotérica porque fica bem, porque desta forma são "defendidas" todas as religiões do mundo e porque a ONU bem queria ser a porta-voz das várias fés do planeta, este é outro discurso.

E o Leitor está livre de acreditar nisso: mas sugiro não perder de vista a razão pela qual tudo foi feito até agora: o dinheiro.


Ipse dixit.

Fontes: Wikipedia (várias páginas em língua inglesa e italiana: Alice Baley, Lucis Trust, Temple of Understanding), Informazione Consapevole, Lucid Trust

4 comentários:

  1. Anónimo4.7.14

    Max, na realidade, as 3 religiões estão cada vez mais ecumenizadas. Já existem templos onde se praticam as 3 religiões. E se, como se diz, o anti-cristo em preparação irá ser visto como uma figura central para cada uma das religiões, irão ser ecumenizadas de vez.

    ResponderEliminar
  2. Olá Anónimo!

    Sim, em teoria sim, mas esquecemos por um segundo a "teoria" e pensamos na prática: enquanto fala-se de "irmandade", de "pontos de convergência", assistimos à demonização do islamismo, isso enquanto os israelitas fazem de tudo para afastar-se da comunidade internacional. Acredito que será muito mais simples chegar a uma série de compromissos "teológicos", por assim dizer, do que emendar anos (já décadas) de erros que semearam ódio entre os povos.

    Utilizar uma religião na vertente mais fanática (é o caso do Islão) como "Cavalo de Tróia" para desestabilizar inteiros Países traz pesadas consequências. Podemos observar isso nestes mesmos dias no Iraque ou na Nigéria. Ou da desconfiança com a qual muitos ocidentais olham para os Islâmicos que vivem na Europa ou na América.

    O medo do "estrangeiro", sobretudo quando a religião dele é vista como fonte de autêntico terror, é duro a morrer...

    Abraço!

    ResponderEliminar
  3. Curiosa esta matéria, que para pessoas que não possuem opinião formada, passa como uma aula sobre o tema!
    De fato a humanidade é capaz de barbaridades sutis como esta organização parece ser...
    Para mim a única coisa que importa é que neste texto existem dois seres pelos quais possuo muito carinho e apreço pela sabedoria: Arcanjo Lúcifer e Djwhal Khul...este citado como "nunca existiu" rs...gostei da "pegada"...
    Bom caro blogueiro, cada um que sustente seu próprio poder, sabedoria e principalmente amor...e que haja luz para esta humanidade baseada no dinheiro!

    ResponderEliminar
  4. Talvez esta organização sirva ainda para outro objectivo: propiciar uma matrix moral ao punhado de pessoas que controla o mundo...

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...