15 julho 2014

Nestlé: a comida do futuro

Ficção científica?
Não: demência.

Protagonista: a Nestlé (óbvio).

O glorioso grupo suíço prepara os alimentos do futuro. E é um futuro que pode ser bastante próximo até.

O projecto da multinacional é simples. O Instituto Nestlé de Ciências da Saúde (uma espécie de laboratório do Dr. Frankenstein, evidentemente) planeia criar uma máquina parecida com aquelas do café, que não prepara café mas mistura factores nutricionais essenciais para o: tudo numa única bebida, cujo nome será Iron Man ("Homem de Ferro"...).

A máquina substituirá o tradicional forno microondas nas nossas cozinhas (isso segundo os planos da Nestlé).

A ideia não é nova: no ano passado, Rob Rhinehart experimentou na sua pele, durante cinco semanas, uma mistura por ele criada, baptizada Soylent. O resultado foi maravilhoso: Rob sobreviveu e, sobretudo, conseguiu economizar duas horas por dia. Afinal é só abrir o pacote, misturar e gozar as duas horas de liberdade conquistadas (provavelmente tentando digerir a mistura).

Quais os ingrediente do Soylent? Isso é interessante, pois fornece algumas pistas acerca do novo projecto da Nestlé também.
  • Carboidratos (400 g), sob forma de Oligossacáridos como a Maltodextrina
  • Proteínas (50 g), em pó sob forma de proteína de arroz.
  • Gordura (65 g), sob forma aceite
  • Sódio (3.5 g) sob forma de sal
  • Potássio(3.5 g)
  • Cloreto (3.4 g) sob forma de sal
  • Cálcio (1 g) sob forma de Carbonato de Cálcio
  • Ferro (18 mg)
  • Fósforo (1 g) como Fosfato monossódico
  • Iodo (150 μg)
  • Magnésio (400 mg)
  • Zinco (15 mg)
  • Selénio (70 μg)
  • Cobre (2 mg)
  • Manganês (2 mg)
  • Crómio (120 μg)
  • Molibdénio (75 μg)
  • Vitamina A (5000 IU)
  • Vitamina B6 (6 μg)
  • Vitamina C (60 mg)
  • Vitamina D (400 IU)
  • Vitamina E (30 IU)
  • Vitamina K (80 μg)
  • Tiamina (1.5 mg)
  • Riboflavina (1.7 mg)
  • Niacina (20 mg)
  • Ácido fólico (400 μg)
  • Biotina (300 μg)
  • Ácido pantotênico (10 mg)
  • Colina 
Ingrediente acessórios (não necessários):
  • Licopeno (500 μg)
  • Ácidos graxos ómega 3 (750 mg)
  • Ginseng (50 μg)
  • Ginkgo biloba (100 μg)
  • Luteína (500 μg)
  • Alfacaroteno (140 μg)
  • Vanádio (100 μg)

...e sim, deve saber mesmo bem.

Funciona?
Não.

Antonio Malorini, ex-director do Instituto da Ciência da Alimentação no Centro Nazionale Ricerche (CNR, Italia):
Comer não é apenas engolir proteínas e vitaminas, estas coisas não funcionam, nem do ponto de vista teórico. Porque estamos a perceber que muitas substâncias, que tinham sido julgadas ​​desnecessárias do ponto de vista nutricional, têm efeitos importantes sobre a expressão genética. Mesmo o limão no chá, tanto para dizer. A alimentação é uma de relações biológicas complexas e é impossível que uma refeição sintética possa contar com tudo.
A forma exacta da máquina da Nestlé ainda não está determinada e serão preciso alguns anos de
trabalho antes do resultado final.

Um grande obstáculo é no sentido de obter dos consumidores informações sobre os seus perfis nutricionais completos para avaliar quais os nutrientes que estão a faltar; no presente, os testes custam centenas de Dólares, mas a Nestlé trabalha para uma faixa de preço acessível.

Mas, como vimos, a comunidade científica questiona-se acerca do real valor de tais suplementos, quanto é que podem realmente ajudar, se são uma forma eficiente de entregar os nutrientes. E uma dúvida: há perigos nisso?

Nada que um bom "financiamento" da Nestlé não possa resolver, como é claro.
Mas tentamos ver as coisas duma perspectiva positiva: uns compostos nutricionais (se devidamente testados) poderiam ajudar aquelas populações desnutridas que hoje sofrem as inúmeras carências derivadas da fome. Este é um aspecto que deve ser considerado.

O problema? Tudo estaria mais uma vez nas mãos duma multinacional. E a ideia de que a Nestlé possa fazer caridade é ainda mais aterradora (já ouviram falar do leite radioactivo na Índia?).


Ipse dixit.

Fontes: Il Fattaccio, Time, Bloomberg Businessweek, Wikipedia (versão inglesa)

6 comentários:

  1. maria15.7.14

    Mas que fdp, Max: e é claro que isso não visa os pobres mas a idiota classe média e seus suplementos alimentares para suprir o que o fast food retira ou não preenche.Qualquer hortinha caseira, qualquer pomar de fundo de quintal, quaisquer raízes e legumes junto com alguma proteína dão conta do recado de uma dieta perfeita. E, se for o caso, para quem pode se dar a este luxo, uns 30 exames de sangue a um custo de 300 reais no Brasil indicam os elementos que estão faltando ou os em excesso. Aí entra a medicina ortomolecular (não reconhecida pelo CNM no Brasil) que, com com desintoxicantes, retira o excesso e, com compostos nutrientes, regulariza o que falta, permitindo metabolismo ótimo e evitando envelhecimento. Confesso que a minha manutenção ortomolecular me custa 500 reais por mês, mas acaba saindo mais barato prevenir do que remediar às custas de planos médicos caríssimos e tratamentos pela medicina tradicional ocidental que, no caso de uma sujeita na terceira idade cronológica, como eu, sairia bem mais caro, isso sem contar os remédios geriátricos, o dermatologista, o cirurgião plástico, não cobertos pelos planos médicos e, naturalmente, a poção mágica da Nestlé. Abraços

    ResponderEliminar
  2. Anónimo15.7.14

    Soylent, que nome curioso!
    Estou seguro que não irão faltar adeptos desta nova tecnologia de 'encher' o bucho. Os mesmos adeptos do RFID, do sexo virtual, e de todo um conjunto de cretinices que estão sempre a aparecer. Não é por acaso que o Carl Sagan chamava a Terra de 'O planeta dos idiotas'.
    Sempre sobram 2 horas por dia, que podem ser gastas por exemplo ... a trabalhar.
    Naqueles empregos que não servem para nada. No final bate tudo certo.

    Krowler

    ResponderEliminar
  3. E a Nestle vai ajudar muito comprando as nascentes de água, retirando os minerais, poluindo, destruindo e vendendo água "mineral" mais essa gororoba ai por uma fortuna.

    ResponderEliminar
  4. E a Nestle vai ajudar muito comprando as nascentes de água pura, retirando os minerais , poluindo ,destruindo o ambiente e vendendo água "mineralizada" mais essa gororoba ai, abençoada pelo Papa.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo16.7.14

    Soylent...ahhahah
    Soylent Green:
    Capa
    http://frederation.files.wordpress.com/2014/02/soylent_green_poster1.jpg

    Soylent Green Is People!!!
    http://youtu.be/9IKVj4l5GU4

    Estranho sentido de humor!

    Nuno

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16.7.14

      Foi exactamente o que me ocorreu!
      Também já vi o filme... realmente, estranho sentido de humor...

      Eliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...