21 outubro 2014

O regresso do Stress (Test)

Stress Test! Stress Test!

De vez em quando, eis que aparece o palco, é montada a cena e a peça começa: Stress Test, para demonstrar que tudo no fabuloso mundo dos bancos está controlado. Tudo ou quase.

Só uma breve nota acerca dos bancos europeus em teste antes da união bancária.

Em primeiro lugar, o exame vai permitir que os bancos apresentem ao Banco Central Europeu (BCE) os livros orçamentais "ajustados ao risco". Já aqui fica clara a seriedade do teste: as contas são alteradas ainda antes do começo.

Os britânicos tinham sugerido evitar o "ajustamento ao risco" e substituí-lo com o "índice de alavancagem", que é 100 vezes mais realista (e grave).
Problema: tendo em conta a alavancagem, um banco como o Deutsche Bank deveria ser fechado já hoje (2,5% contra o exigido 8%), com uma exposição aos derivativos (uma autêntica dinamite financeira) para um valor 20 vezes o PIB da Alemanha...está tudo dito.

Então nada de índice de alavancagem, vamos directamente com as contas alteradas.

Os truques que respondem aos nomes de Special Purpose Vehicles (bancos fantasmas que "maquilham" as contas), Bad Banks (bancos fantasmas que assumem parte na contabilidade podre do banco original) ou ABS (pacotes de empréstimos que os bancos já sabem não serão devolvidos)? Nada? Ok, ignoramos também isso.

Pelo que, não é difícil entender que este Stress Teste será o que será...como do costume.
E mesmo assim, pasmem-se, haverá bancos que não passarão.

Existem três grandes bancos da Alemanha que o governo já admitiu (em segredo) falharem o teste: HSH Nordbank, IKB e MunchenerHyp. Juntamos a Deutsche Bank carregada de derivativos, com um risco como nenhum rival no mundo...e a Alemanha seria o modelo!

Segundo Goldman Sachs, Monte dei Paschi (Italia), Commerzbank AG (Alemanha, outra vez) e Banco Comercial Português (Portugal!) vão falhar também. Em risco, segundo Mediobanca, também alguns gigantes, como Royal Bank of Scotland, Lloyds Group e Danske Bank.

Esta a situação. Mas podemos ficar descansados: testes não passados, grandes títulos nos jornais ao longo duma semana (especialistas na televisão, debates, aprofundamentos...), depois voltará o Grande Silêncio, com boa paz de todos.

Os bancos falidos continuarão como sempre a não emprestar dinheiro (porque falidos), as famílias e as empresas continuarão a ter dificuldades para comprar uma casa, iniciar um projecto... até o próximo stress teste, depois do qual teremos novos títulos e novos debates, sempre com os mesmos especialistas.


Ipse dixit.

Relacionado: Stress Testes. Outra vez.

Fontes: Paolo Barnard

Sem comentários:

Enviar um comentário

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...