19 novembro 2014

Ucrânia: o ouro foi-se mesmo!

Afinal, as vozes que circulavam eram verdadeiras: o ouro da Ucrânia foi-se mesmo.



Numa entrevista concedida à televisão Ucraniana, o chefe do Banco Central da Ucrânia admitiu candidamente que "quase não sobrou ouro nos cofres do Banco Central. Há uma pequena quantia, mas é apenas 1% das reservas".

Não sabemos ao certo qual o destino. Há quem diga que o metal foi vendido para apoiar ainda por algum tempo o valor do Dólar no mercado. Se assim for, é de se esperar que, uma vez acabado o efeito, o preço do ouro irá subir rapidamente enquanto o Dólar irá perder.

Seja como for: o preço da "Liberdade" e da "Democracia" é a entrega das reservas do ouro aos Estados Unidos, neste caso 42 toneladas. Um bom negócio, do ponto de vista de Washington.

Eis a situação das reservas mundiais de ouro em Fevereiro deste anos segundo o World Gold Council, antes que os EUA decidissem democraticamente que o ouro dos Ucranianos estava farto de ficar na Ucrânia. Os valores são em toneladas: 


Para acabar, eis a entrevista do chefe do Banco Central da Ucrânia. Obviamente está em língua original mas, dados que todos os Leitores falam fluentemente o ucraniano, não há problemas de tradução (em caso de dificuldades, podem sempre activar no menu as legendas em russo!):



Ipse dixit.

Relacionados:
Ucrânia: o ouro foi-se
O ouro de Kiev: para o Iraque?

Fontes: Cluborlov, Zero Hedge

2 comentários:

  1. Anónimo19.11.14

    EXP001

    Existem sérias dúvidas que os eua tenham realmente essa quantidade de ouro.

    ResponderEliminar
  2. Em proporção Portugal parece ainda ter imenso ouro, sem bem que provavelmente está guardado nos EUA...

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...