05 dezembro 2014

IURD: a fábrica de dinheiro



Nos últimos tempos, quem em Portugal ligar Rádio Record terá reparado numa série de programas de carácter religioso, emitidos sob o auspício da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD). Não sei com precisão "quanto tempo", pois reparei nisso uma noite em que estava a ouvir a auto-rádio e quase fui bater pelas gargalhadas.

Fui espreitar na internet e descobri que a IURD é brasileira (já dava para perceber pelo sotaque dos locutores): aliás, é nada menos de que o maior e principal grupo neopentecostal do Brasil.

Agora, meus senhores: este blog respeita todas as fés religiosas (realçando como respeitar não signifique não apontar os erros). Mas há limites, além dos quais uma religião torna-se uma palhaçada ou, pior, uma burla. É exactamente este o caso da IURD.

O Diabo da IURD: uma pessoazinha educada 

É difícil resumir o que ouvi ao longo de alguns programas: alucinados que falavam duma Fogueira Santa, outros que glorificavam a Água do Mar Morto, desesperados que tinham recebido "milagres", dízima (não poderia ter faltado, não é?). Eu estou habituado a escrever, dá para ver, mas as absurdidades ouvidas foram tantas que seria uma empresa épica conseguir lista-las todas.



O bispo!!!
Num dia da semana é possível ligar para deixar o nosso nome: este será posto numa "Mesa Branca", que é boa, contrariamente à "Mesa Preta", que é má. Esta operação chama-se "Encaminhamento" e é útil porque mais logo Deus passa, lê os nomes da Mesa Branca e satisfaz os desejos pedidos, enquanto por alguma razão parece ignorar os da Mesa Preta.

Até deu para ouvir o Diabo, pessoa com voz profunda, de mau, mas que não diz palavrões e tem sotaque brasileiro. De modo que fiquei com uma certa curiosidade em conhece-lo: eu pensava fosse um ser verdadeiramente mau, mas na Rádio Record ouve, responde às perguntas e quando estamos fartos basta dizer "Vai-te embora em nome de Deus" e logo desaparece. Afinal é simples.

É claro que a IURD não passa duma máquina para fazer dinheiro. O que até seria lícito. O problema é que para obter dinheiro explora a miséria das pessoas, os azares, e muita, muita ignorância. Isso é profundamente triste.

As páginas internet da IURD bem explicam qual a situação: livros, canecas, vestuário, kits, cd, dvd, nada falta. Mas seria errado pensar que esta seja a fonte da riqueza da IURD: o dinheiro vem das dízimas, como é claro, e do regime fiscal que empresas privadas como estas exploram (as ofertas não pagam taxas e impostos, como é óbvio).

Quem paga as dízimas? Os fieis, que sofrem uma espécie de lavagem cerebral duma organização que se insinua em muitas vertentes da vida das pessoas, com meios diferentes.

Um dos meios favoritos da IURD: os testemunhos, ou alegados tais, utilizados para convencer as pessoas dos milagres que a igreja consegue. Depressão, vício, casamento infeliz, azar, amor, ódio, feitiçaria, falências, autoestima, leucemia, até cancro e morte: tudo pode tratar a IURD.

Mas o verdadeiro lema da IURD parece ser "façam o que eu digo mas não o que eu faço": não vamos aqui resumir todas as aventuras judiciais do bispo Macedo e acólitos, seria coisa demasiado comprida e penosa também. É suficiente dizer que há de tudo um pouco: formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, evasão fiscal, pedofilia com assassinato (caso Lucas Terras), falsidade ideológica, e nem falta a prisão do mesmo Macedo.

Quem deseje ter uma ideia, pode ler a secção Controvérsias da Igreja Universal na Wikipeida (e perceber assim que no Brasil a justiça dis-funciona como em Portugal).

Da ou desce

Mas melhor do que algumas notícias recolhidas pela internet são as palavras de Macedo que bem ilustram qual o fim da IURD, num vídeo de 1995 (que o bispo pediu fosse retirado do Youtube):


Ou a pessoa dá (o dízimo) e é abençoada ou ela desce, fica para traz, deixa de ser abençoada por Deus. A quinta-essência do amor divino. É o caso para ficar emocionado perante tamanha bondade de espírito.

Fica assim explicada a origem da fortuna do bispo, avaliada segundo Forbes em 2 biliões de Reais (mais de 600 milhões de Euros).

Mas Macedo tem um dom, isso é verdade: consegue encontrar sempre demónios mansinhos.
Nada de cenas tipo "O Exorcismo", com Macedo tudo acontece na boa: o demónio põe-se de joelhos, levanta-se quando recebe a ordem, não diz palavrões (no máximo diz "porcaria"), se for o caso até fica quieto enquanto o Bispo explica aos espectadores o que se passa. Isso é: mais educado do que um adepto de futebol.

ATENÇÃO!
Este vídeo tem cenas absurdas que podem ferir a inteligência das pessoas


Fantástico.

Ainda não percebi porque todos os demónios têm sotaque brasileiro, deve ser um contracto que têm com a IURD para falar assim, mas o que importa é realçar a coragem do bispo: mesmo perante a violência do possuído (violência com uma braço só, pois este não era um demónio particularmente inteligente), o religioso continua a cena absurda até o fim. Eu não teria conseguido, admito.

Quantos fieis tem a IURD? Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística são 1.873 milhões os desgraçados que caíram na armadilha do bispo Macedo. Portanto nem chegariam aos 2 milhões. Mas segundo a mesma IURD os desgraçados são mais: 8 milhões. Há uma leve diferença, que piora ao ler os dados de Adherents: 6 milhões em todo o mundo.

Seja como for: muitos, demais. Porque não há apenas a IURD: a técnica de subtrair dinheiro a quem já tem problemas que sobram (e na maior parte dos casos nem navega no meio da riqueza) encontra-se em plena expansão, o que faz sentido numa sociedade como a nossa, onde a vertente espiritual é literalmente "atropelada" pelo materialismo.

As pessoas mais frágeis, as que mais precisam de ajuda, encontram nestas pseudo-igrejas uma voz aparentemente amiga, que fala numa linguagem conhecida, muita vezes longe dos "tecnicismos" e dos rituais cristalizados da Igreja Católica. Também oferecem resultados já, não depois, e tudo alegadamente baseando-se na palavra dos Evangelhos.

Voltando à IURD: querem saber como realmente funciona a Igreja Universal do Reino de Deus? Funciona assim:


Diego Ribeiro é um ex-pastor da IURD e, uma vez abandonada a "igreja", empenhou-se em desmascarar as mentiras do bispo Macedo e acólitos. Em internet é possível encontrar muito mais: reportagens bastante compridas que explicam bem o funcionamento da IURD (A Verdadeira Identidade da Igreja Mundial, A Trajetória de um ex- escravo Universal).

E Diego não é o único que decidiu falar: é simples encontrar testemunhas de outros ex-pastores ou seguidores que escolhem revelar a verdade.

Mas nós preferimos lembrar o simpático Edir Macedo assim, como um autêntico homem de Deus que amaldiçoa os telemóveis e todos aqueles que "enchem o saco"...

Ámen.

Dados

O Templo de Salomão, a nova sede
A IURD faz parte do grupo das Igrejas neopentecostais, das quais só no Brasil as principais são:
  • Igreja Apostólica Renascer em Cristo, 600 igrejas e 2 milhões de seguidores, com televisão (Rede Gospel), rádio (Gospel FM) e passagem pela prisão dos fundadores (no Brasil e nos Estados Unidos: lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e estelionato).
  • Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra, mais de 1.000 igrejas e 1 milhão de seguidores (também em Portugal), com televisão e rádio.
  • Igreja Mundial do Poder de Deus, 5 mil igrejas e 315 mil fieis (presente também em Portugal), acusações de simonia, lavagem de dinheiro, uma fazenda em Santo António do Leverger (MT) com 10.174 hectares de terras e milhares de cabeças de gado, dívidas entre 13 e 21 milhões de Reais.
  • Igreja Tabernáculo Evangélico de Jesus, 140 mil membros.
  • Igreja Internacional da Graça de Deus, com mais de 2.000 congregações.
  • Igreja Apostólica Fonte da Vida, 380 igrejas e 90.000 membros.
  • Igreja Apostólica Plenitude do Trono de Deus, com 10 igrejas mas ainda nenhuma acusação judicial (temos que dar tempo: surgiram só em 2006)
  • Ministério Internacional da Restauração
  • Igreja Bola de Neve, a minha favorecida pois imagino os seguidores agasalhados em ocasião de cada missa.
Em Portugal, além da presença das filiais brasileiras, temos 2 produtos locais:
  • Igreja Maná do Apostolo Tadeu, um cromo com jet privado e muito dinheiro, que actua também no Brasil
  • Igreja Cristã do Renovo que descobri existir só agora aqui pertinho, no Seixal (não muito longe de Lisboa).
Também tenho visto por aqui um Ministério Internacional Batista em Chama (cuja sede portuguesa, em Corroios, fica ao lado dum armazém ardido) e uma Fogo no Altar: mas nestes dois casos suspeitos dalguma obscura ligação com a corporação dos bombeiros.

No mundo, o fenómeno neopentecostal é algo limitado: 130 milhões no total, sendo que a máxima expressão se encontra nas Américas (quase 60 milhões). A maior destas igrejas é a Associação Mundial da Assembleia de Deus que sozinha consegue entre 30 e 60 milhões de seguidores.

Em expansão?

Esta não é a sede
Pergunta: haverá entre estas igrejas neopentecostais alguém que actua com boas intenções, sem tentar manipular e explorar o próximo?

Não sei, acho não ser possível excluí-lo: se calhar alguém que ainda não percebeu o joguinho "ou dá ou desce" existe. O que é certo é que as maiores congregações não são a melhor das publicidades: é só rios de dinheiro e problemas com a justiça.

O caso da IURD é paradigmático: um grupo de abutres que se escondem atrás dos Evangelhos para operar no limite da legalidade e enriquecer. Dito aqui entre nós: é uma actividade bastante enjoativa.

Seria possível argumentar que no fundo estas igrejas ajudam os que precisam: fornecem uma maneira para encontrar uma força, que já está no interior de cada um de nós, com a qual é possível ultrapassar as adversidades, solucionando-as ou absorvendo-as.

Seria um bom argumento, não fosse que tudo o que rodeia a IURD (e não só ela) está finalizado ao lucro: e se for verdade que uma instituição, mesmo que de abutres, tem que ter fundos para poder operar, é também verdade que um património de milhões de Euros não encontra justificação nenhuma (que dizer, na óptica dos vários bispos e apóstolos justificação há...).

O fenómeno destas igrejas se encaixa magnificamente bem numa sociedade como a nossa, cuja estrutura está integralmente baseada no materialismo, onde a igreja tradicional demasiadas vezes não consegue responder de forma adequada, onde é normal que haja nichos explorados por indivíduos como estes.

A dúvida: é um fenómeno limitado ou algo destinado a crescer com o tempo?

Julgando com base na experiência portuguesa, a impressão é que estas igrejas tenham ainda margem para crescer. Surgem continuamente novos "templos", e afinal haverá sempre desesperados dispostos a acreditar nas coisas mais absurdas perante situações sem saída: a actual conjuntura económica ocidental fornece continuamente novo material humano.

Centro de Ajuda

Para acabar, queria gastar este último espaço para ajudar o bispo Macedo, que no blog dele evidencia alguns problemas de relacionamento com o mundo que nós rodeia.

Na secção Galeria de fotos há séries dedicadas à IURD, à família do bispo, a paisagens bonitas e uma que chamou a minha atenção: Bichos curiosos.
Por exemplo, este:

Bispo, este não é um bicho curioso: é uma cão. É feioso, nem tem um ar muito inteligente, mas o nome dele é "cão".
Da mesma forma:


Tranquilo bispo, não é preciso memorizar: pode fazer copia/cola desta imagem para o seu blog, não me importo de ajudar quem mais precisa. Só para obter os nomes dos outros bichos é necessário que envie a dízima porque, como está escrito na Bíblia, "ou dá ou desce".

Mas acho que já sabe disso, não é?


Ipse dixit.

Nota: lembro que, em caso de censura repentina, o blog continua na versão de emergência: http://informacaoincorrecta.wordpress.com (vou actualiza-lo neste fim de semana, nunca se sabe com certas pessoas...).

15 comentários:

  1. Como existe gente boba nesse mundão!

    ResponderEliminar
  2. Olá Max

    Olha o Edirzinho , gente !!! Jamais esperava encontrá-lo por aqui.
    No Brasil existe uma máxima envolvendo o dono da IURD e da Rede Record:
    "Se Jesus é o caminho, Edir Macedo é o pedágio"
    Antigamente a Record passava ( não sei atualmente ) alguns programas religiosos da IURD na madrugada: "Vigésima quinta hora" e o "Fala que eu te escuto". Ri muito com esses caras !!
    Podia ficar horas comentando sobre as igrejas neopentecostais brasileiras, mas vou deixar para outro, já digitei demais por hoje.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  3. Max, tens uma solução melhor que a versão de emergência, aqui .

    Encontrei quando fui observar a secção bichos curiosos :)

    ResponderEliminar
  4. Anónimo6.12.14

    O demonio tem sotaque nordestino.KKKK

    ResponderEliminar
  5. O texto abaixo não é meu - mas expõe exatamente o que é a IURD
    Autor do texto: Marcos Soares
    Fonte: http://fotossintetizador.blogspot.com.br/2011/12/sobre-o-livro-os-demonios-descem-do.html
    Em Os Demônios Descem do Norte, o jornalista Delcio Monteiro expõe como a ideologia capitalista se apropriou em seu favor de um fenômeno religioso surgido na América do Norte no século XIX. O fenômeno é o protestantismo norte-americano, mas o autor também tece considerações sobre as seguintes igrejas neocristãs (ou pseudocristãs) que exercem papel semelhante nessa empreitada: Testemunhas de Jeová, Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (mais conhecida como Igreja de Mórmon ou Mormonismo), Associação do Espírito Santo para a Unificação do Cristianismo Mundial – a seita Moon –, e ainda as entidades transconfessionais. O autor descreve o processo de alastramento dessas denominações religiosas (chamadas por ele de seitas) no continente latino-americano num período em que os levantes populares e as ditaduras fervilhavam na América Latina. No livro, Delcio elucida que não foi a ideologia capitalista que criou tal fenômeno religioso de maneira sistemática para atacar o comunismo na América Latina. Embora não seja possível dissociar as ideias protestantes dos ideais capitalistas (como expôs Max Weber em clássica obra A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo), o que Delcio quis mostrar é que os ideólogos do capitalismo se aproveitaram da efervescência religiosa do século passado para somar forças contra os levantes comunistas da população latino-americana. De fato, a política conservadora norte-americana se aliou ao protestantismo, de modo que um passou a favorecer o outro num jogo de benefícios recíprocos para os dois lados. Nesse sentido, a facilidade com que as seitas norte-americanas se infiltraram na América Latina não foi inocente, mas sim um acontecimento pensado com claras finalidades no campo político do nosso continente. Não é por acaso também a grande soma de investimentos direcionados para o mercado religioso – levando o autor a se perguntar de onde vem tão grande quantidade de dinheiro! São inúmeros os canais televisivos religiosos, revistas, jornais etc. com o intuito de propagar ininterruptamente a ideologia capitalista travestida do manto religioso. Como exemplo, temos a Teologia da Prosperidade veiculada pelos pastores eletrônicos. E tenho também a impressão de que esse tipo de ideologia se faz mais pesadamente presente em países estratégicos como o Brasil.
    Enfim, Os Demônios Descem do Norte é um livro bastante esclarecedor. O próprio título da obra já diz muito sobre a visão do autor a respeito do uso que se faz do fenômeno religioso. Os Demônios seriam, enfim, as seitas que desceram da América do Norte para povoarem o continente latino-americano para a execução de obras, cujos interesses são, à primeira vista, nebulosos e pouco claros. É exatamente aí que entra a visão do analista, que busca desvelar a realidade do manto enganador da aparência para penetrar na verdadeira razão dos fenômenos sociais.

    ResponderEliminar
  6. Esses ladrões até nas comunidades mais recondidas de Cabo Verde e de São Tomé e Príncipe (por onde andei) têm as suas fábricas de idiotas.

    É nojento e deveriam ser colocados na prisão!


    Um abraço,

    ResponderEliminar
  7. Anónimo6.12.14

    Eu acredito em Deus e em Jesus Cristo e nunca pus os pés numa igreja para aprender com pastor, ja sei dos anunakis, da mecanica quantica, do gnosticismo, da maçonaria, dos ets's, ashtar sherando, e tudo em quanto, continuao acreditando que tem um Ser criador que ira resolver este problema pois como vimos nem nós nem os donos do mundo resolverão....se o futuro é caixão e vela preta, prefiro crer que este Ser maior tem algo melhor....pode vir os chingamentos....rsrsr

    ResponderEliminar
  8. Anónimo6.12.14

    "continuao" não - continuo, desculpe não ler antes de pulblicar

    ResponderEliminar
  9. Anónimo6.12.14

    Nota prévia: Que aquilo dá muito dinheiro deve dar, para o Edir Macedo (na cena do tipo que finge estar possuído) usar umas calças verdes com uma camisa vermelha. É mesmo de quem já não sabe o que fazer com o dinheiro.

    Sobre o assunto em questão:
    Pegando num gangue de vigaristas que escolheram como tema de actuação a religião, e juntando uma grande quantidade de imbecis, o que pode dar senão isto?
    A questão está na definição de imbecis. Muita gente num momento de fragilidade agarra-se a tudo aquilo que lhe aparece à frente.
    A McDonalds faz o mesmo mas com um tema diferente, a comida.
    A Cofidis explora as necessidades financeiras.
    A mesma história repetida, vezes sem conta.

    Krowler

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo7.12.14

      "calças verdes com camisas vermelhas". Deve se tratar de torcedor da seleção portuguesa. "É mesmo de quem já não sabe o que fazer com o dinheiro". Os portugueses não se sentiram bem com essa Krowler.

      Eliminar
  10. Chaplin7.12.14

    A questão maior é a precariedade existencial em que vive a civilização. O indivíduo não consegue se tornar sujeito de si mesmo, depende de algo exterior, e nisso o monoteísmo hebreu serviu como exemplo e referência para praticamente todas as religiões surgidas após seu advento. A lógica é a mesma, mudando o modus operandis e as segmentações sociais e culturais. Religiões sempre foram negócios de poder econômico/político e dominação, sempre!

    ResponderEliminar
  11. Anónimo7.12.14

    De pasmar:
    A presidenta do Brasil foi na inauguração da super pirâmide do faraó pentecostal!
    "O Templo de Salomão conta com 126 metros de comprimento, 104 metros de largura, 55 metros de altura com dois subsolos, que corresponde a de um prédio de 18 andares".
    -A cada minuto nasce um otário!
    emerson57

    ResponderEliminar
  12. Os efeitos nocivos desta IURD são ínfimos quando comparados com os efeitos da igreja católica, em Portugal, no Brasil ou no Mundo...

    ResponderEliminar
  13. Anónimo22.10.15

    Olá, achei o seu post muito bom. É um alerta para as pessoas. Sou do Brasil e já frequentei a Igreja Universal, sim eles fazem lavagem cerebral e praticamente obrigam as pessoas a participarem de "propósitos", não colocam o envelope na sua mão, mas usam pressão psicológica, que para conquistar algo, é necessário "dar" para então "receber". Não sei em Portugal, mas aqui no Brasil o livro do Edir Macedo ficou em primeiro lugar na lista dos mais vendidos, porque as sedes enviavam muitos livros para as igrejas e essas, tinham a obrigação de pagar( por isso foi um dos mais vendidos) sempre sobrava para os obreiros, jovens e evangelistas, a maioria destes sempre vivem endividados, pois sempre o pastor obriga-os a participarem destes propósitos e a pagarem o Ônibus que levam s fiéis para a igreja.
    Amanda

    ResponderEliminar
  14. Order a professional Sparkling White Smiles Custom Teeth Whitening System online and SAVE BIG!
    * 10 shades whiter in days!
    * Professional Results Guaranteed.
    * As good as your dentist, for a fraction of the cost.
    * Same strength as dentists use.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...