02 fevereiro 2015

Syriza: diga-me com quem andas...

A Grécia votou as sanções contra a Rússia.
Sonhar não é pecado nenhum, até faz bem.
Mas chega sempre a altura de acordar.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros grego, Kotzias:
Nós não somos contra qualquer sanção. Estamos com a corrente principal, não somos os meninos maus. [...] Eu não sou um fantoche russo.
Bravo Kotzias, continua a ser o fantoche de Bruxelas então.
Pelo que, agora podemos tranquilamente esquecer Syriza.

Aliás, não: mais uns pormenores.

Sabem quem o novo Primeiro Ministro grego Tsipras e o seu Ministro das Finanças Varoufakis, contrataram como conselheiros do governo? Lazard.

Um nome que pouco ou nada parece dizer. Mas Lazard é uma instituição financeira de New York, e fica entre os tubarões mais tubarões da Finança especulativa.

Lazard em 2013-2014 trabalhou com JP Morgan e Deutsche Bank para "tratar" do governo da Etiópia. Exacto, a Etiópia: aquela onde as crianças ficam morrem de fome, aquela onde as mulheres têm que vender os filhos como escravos para uma ânfora de água. Agora a Etiópia ficou presa numa armadilha especulativa feita de obrigações de uma magnitude suficiente para colocar o País e seus recursos nas mãos de Chicago e Wall Street para os próximos 70 anos.

Lazard, aquela onde trabalha Gerd Häusler, Director do Instituto das Finanças Internacionais (IIF) de em Washington, o rei da especulação com derivativos, o tal que já em 2011 coordenou a crise cada vez mais desesperada da Grécia, jogando como conselheiro dos investidores estrangeiros e consultor do governo de Papademos ao mesmo tempo. O Gerd Häusler do Grupo dos Trinta, obviamente.

É a Lazard do director Kenneth M. Jacobs, do Comité de Direcção do Grupo Bilderberg; de Nathaniel Rothschild, de Gerald Rosenfeld (CEO da Rothschild North America), de Richard Dean "Dick" Parsons (Citigroup, Rockefeller), de Henrique de Campos Meirelles...

Diga-me com quem andas e te direi quem és.


Ipse dixit.

Relacionados:
O Grupo dos Trinta - Parte I
O Grupo dos Trinta - Parte II

Fontes: Reuters, Zero Hedge,

7 comentários:

  1. Um caos organizado por alguns -> a superclasse (alta finança - capital global) pretende 'cozinhar' as condições que são do seu interesse:
    - privatização de bens estratégicos: combustíveis... electricidade... água...
    - caos financeiro...
    - implosão de identidades autóctones...
    - implosão das soberanias...
    {uma nota: depois de 'cozinhar' o caos... a superclasse apareceu com um discurso, de certa forma, já esperado... veja-se, por exemplo, a conversa do mega-financeiro George Soros: «é preciso um Ministério das Finanças europeu, com poder para decretar impostos e para emitir dívida»}
    - forças militares e militarizadas mercenárias...
    resumindo: estão a ser criadas as condições para uma Nova Ordem a seguir ao caos - uma Ordem Mercenária: um Neofeudalismo.
    {uma nota: anda por aí muito político/(marioneta) cujo trabalhinho é 'cozinhar' as condições que são do interesse da superclasse}

    ResponderEliminar
  2. Anónimo3.2.15

    “Se votar fizesse diferença, não nos deixariam fazê-lo” - Mark Twain

    ResponderEliminar
  3. Chaplin3.2.15

    O inverossímil é imaginar que a Grécia seria diferente do mundo...demorou!

    ResponderEliminar
  4. Ó pessoal, Minha Nossa Senhora da Saúde do Outros, quanto pessimismo!

    Eu não consigo encarar tudo sempre com o lema "É mau". Antes é preciso ver, depois emitir uma sentença. E "ver" é coisa rápida: o Syriza deu o exemplo. Uma vez eleita, teve que fazer além de falar. Como elemento do "sistema", as primeiras escolhas já deram para perceber qual o rumo. Adeus Syriza e ámen.

    Que eu perdi ao esperar para ver? Rigorosamente nada. Nem fiquei chocado, pois já sabemos como funcionam estas coisas. E se Syriza tivesse demonstrado ser "diferente", teria sido travada de outra forma, é sabido isso também.

    Mas agora inicia uma parte interessante, que vale a pena observar: qual será a reacção dos Gregos? Syriza tinha prometido muito, nas primeiras horas já fez marcha atrás sobre muito também. Vamos ver. Será que sou o único que consegue ver o lado positivo das coisas? Não acredito nisso...

    Abraçooooo!!!!!

    ResponderEliminar
  5. Chaplin4.2.15

    Perdeu mais uma chance da não se iludir, caro Max! Abraço.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo5.2.15

    Nada disso, em uma questão de meses isto vai virar do avesso.
    "É só dar tempo ao tempo".

    N

    ResponderEliminar
  7. QUANTUM BINARY SIGNALS

    Professional trading signals delivered to your mobile phone every day.

    Start following our signals NOW and gain up to 270% a day.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...