20 maio 2015

As batatas fritas do McDonald's fazem mal?

Pergunta legítima: sabemos que muitas vezes as cadeias de fast food sacrificam a qualidade em prol da rentabilidade. Pelo que, lógico questionar-se acerca dum dos itens mais consumidos no mundo: as batatas fritas vendidas pela McDonald's.

O engenheiro Grant Imahara, conhecido pela série televisiva Mithbustersvisitou a fábrica dos EUA onde as chips da McDonald's são preparadas e tornou públicos os resultados.

Pelo que, agora é possível responder à pergunta mais importante: não, as batatas fritas do McDonald's não fazem mal. A não ser que sejam comidas, pois aí o discurso muda.

Mas se forem utilizadas como ornamento, como material para encher as almofadas ou para experiências químicas, então são perfeitamente inócuas.

As chips do simpático Ronald McDonald's contêm 14 ingredientes, alguns dos quais utilizados duas vezes durante o processo. A seguir a lista completa dos ingredientes presentes em cada batata frita.


Os ingredientes

1. Batata
Por incrível que pareça, a McDonald's ainda não conseguiu substituir totalmente este ingrediente. Mas deve ser só uma questão de tempo.

2. Óleo canola
É um óleo alimentar transgénico da semente da planta colza. Óptimo também como lubrificante de moldes em fundição de aço; aditivo para outros óleos, pois melhora o desempenho sob alta velocidade e pressão; vulcanização da goma elástica; inseticida ou no biodiesel. Contém acido erúcico, que é tóxico para os humanos.

3. Óleo de soja
O óleo de soja em si não é particularmente prejudicial. Não é o melhor óleo do mundo (bem pelo contrário...): o importante é utiliza-lo com moderação e nunca para fritar, pois nestas condições cria 4-idrossi-trans-2-nonenale que é altamente tóxico. Obviamente, as batatas fritas do McDonald's são fritas...

4. Óleo de soja hidrogenado
O processo de hidrogenização do óleo de soja tem como efeito colateral a isomerização de algumas das ligações insaturadas do carbono. A hidrogenação converte parcialmente essas moléculas em trans-isómeros, os quais estão implicados em doenças circulatórias, incluindo doenças do coração.

5. Aroma natural de carne
Este é um produto natural, derivado do leite. Porque as batatas fritas tenham que ter um sabor a carne não é claro, mas a gente gosta...

6. Leite hidrolisado
É um leite submetido ao processo de hidrólise, uma reação química que quebra as ligações duma molécula com a adição de uma molécula de água. Apesar da descrição que pode assustar (e que nada tem de natural), este processo torna o composto de leite mais saboroso e menos problemático para as pessoas que sofrem de intolerância ao lactósio.

7. Farinha hidrolisada
Como antes: enriquece o sabor.

8. Ácido cítrico
Contrariamente ao que pode ser pensado, hoje o ácido cítrico nada tem a ver com os citrinos, nomeadamente com os limões. É produzido de forma industrial com a fermentação de fungos (com o Aspergillus niger) ou leveduras em ambientes com baixo pH e baixa concentração de ferro. É um bom estabilizador e tem óptimas propriedades anti-calcário.

9. Dimetil polissiloxano 
O Dimetil polissiloxano é uma mistura de polímeros lineares de siloxano totalmente metilados. Dito de forma mais simples: é silicone. Este ingrediente tem a função de construir uma membrana capaz de "plastificar" as batatas fritas para que estas não se oxidem. Óptimo como agente antiespumante, combate os piolhos e é utilizado como condicionador para os cabelos.

10. Dextrose
Basicamente: açúcar.

11. Ácido Pirofosfato de sódio
É um composto químico levemente tóxico (mas só levemente) e medianamente irritante (mas só medianamente), inorgânico, utilizado para manter a cor das batatas uma vez congeladas.

12. Sal

13. Óleo de milho
Vegetal, é rico em Poliinsaturados Ômega 6, portanto é muito mais saudável de que o óleo de soja, apesar de ser muito rico em calorias. No entanto: é o 4º óleo utilizado pela McDonald's nas suas batatas fritas....

14. TBHQ
É o Tert-Butylhydroquinone. E já o nome deveria preocupar. É um anti-oxidante que, em elevadas quantidades, provoca o aparecimento de cancros no estômago e alterações do DNA. O que não admira: é um derivado do petróleo.

É importante realçar como a receita aqui apresentada seja aquela utilizada nos Estados Unidos, sendo que pode variar consoante a legislação dos vários Países: no Reino Unido, por exemplo, não é permitido o Dimetil polissiloxano. O que é uma pena, pois desta forma as batatas perdem a camada plastificada...

Como afirmado, a utilização de alguns dos ingredientes citados (nomeadamente: óleo canola, óleo de soja, óleo de soja hidrogenado, ácido cítrico e dimetil polissiloxano) é repetida durante a fase de preparação, pelo que o número de componentes atinge o total de 19. Isso mesmo: dezanove ingredientes para preparar batatas fritas...

Uma simples comparação.
Eis a lista dos ingredientes para preparar batatas fritas em casa:

1. Batata
2. Azeite
3. Sal


Serão mais saudáveis, mas são definitivamente batatas muito mais pobres, não é?


Ipse dixit.

Relacionados:
McDonald's: a Imortalidade do Happy Meal
Os antibióticos do McDonald's

McDonald's: a imortalidade do Happy Meal
Fontes: Daily Mail, CNet, National Post, Wikipedia (várias páginas em inglês)

1 comentário:

  1. Prefiro as do Burguer King, que não devem ser menos letais.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...