22 maio 2015

Os mais ricos do mundo

Quem são as pessoas mais ricas do mundo?
E quanto ricas são? 

O relatório da Oxfam, "Riqueza: ter tudo e querer mais" (título simpático, sem dúvida) contém dados chocantes que a imprensa não divulgou (quando divulgou...) de forma suficiente.Em primeiro lugar:
  1. As 80 pessoas mais ricas do planeta possuem tanto quanto a metade dos mais pobres da humanidade.
  2. Durante o período 2009 - 2014, a riqueza das 80 pessoas duplicou, mas a riqueza de 50% da população tem ligeiramente diminuído.
Agora, as fontes: os dados são calculados pela revista Forbes no que diz respeito aos indivíduos mais ricos do mundo, e pelo Credit Suisse Global Wealth Databook (link) no que respeita à distribuição da riqueza global.


Os ricos "esquecidos"

A questão das fontes é um "pormenor" importante, pois existem duas listas deste tipo, uma da revista Forbes e outra de Bloomberg. As duas listas geralmente concordam, mas às vezes há grandes diferenças.

Por exemplo, em Maio de 2015 Forbes mostra o sueco Ingvar Kamprad (o antigo nazi proprietário da Ikea) em oitavo lugar, com 43,1 bilhões de Dólares; mas Bloomberg coloca-o em 497º lugar, com 3,5 bilhões.

Além disso, Forbes exclui os membros das famílias reais e os que considera como "ditadores enriquecido graças à sua posição de poder". Não é claro se Forbes, por exemplo, excluiu Vladimir Putin porque considerado "ditador" ou porque, como afirma Forbes, "Vladimir Putin não está na lista porque não temos sido capazes de demonstrar o seu património de um bilião de Dólares ou mais".
Esclarece ainda Forbes: 

Nós não incluímos membros de famílias reais, [...] muitas vezes grandes famílias que controlam a riqueza dos seus Países. Isto significa que as ricas famílias reais dos Emirados Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita e outros Países do Golfo não são elegíveis para o nosso ranking da riqueza global.
Consequentemente, a lista de Forbes é confiável mas até um determinado ponto: deixa de fora membros de famílias reais que muitas são mais ricas do que qualquer outra presente na lista publicada. Isso significa também que Forbes subestima sistematicamente a riqueza das pessoas que são realmente as 80 mais ricas (e que podem nem aparecer na lista). As 80 pessoas mais ricas do mundo, na verdade, possuem mais riqueza do que a metade dos mais pobres do planeta.
"Quanto" mais? Não sabemos.
Os pobres

As coisas estão melhores com a outra fonte: para calcular a riqueza pessoal em todo o mundo e a distribuição dela temos os dados do Credit Suisse, que é considerado pela maioria como a instituição que publica os resultados mais abrangente sobre este assunto. Chefe da equipa de pesquisa é o economista britânico Anthony Shorrocks, o mesmo que em 1978 introduziu no Coeficiente de Gini (uma medida de desigualdade desenvolvida pelo estatístico italiano Corrado Gini) o Shorrocks Index, que melhora o cálculo da distribuição da riqueza em determinadas situações.

O Credit Suisse Global Wealth Databook apresenta uma pirâmide da riqueza global que mostra como o 8,6% mais rico possui uma riqueza 5,8 vezes mais elevadas do que 91.4% dos mais pobres. Uma desigualdade que atinge todo o planeta, como é possível observar nos dados relativos ao Coeficiente de Gini de 2014 (clicar para ampliar!):

 photo 1.png

Uma situação confirmada pelo Credit Suisse Global Wealth Databook. Eis o estados da desigualdade nas economias avançadas e nos Países emergentes (outra vez: clicar para ampliar!):

 photo 2_1.jpg

A lista

E eis portanto a lista das 80 pessoas mais ricas do mundo segundo a revista Forbes: os valores apresentados são em biliões de Dólares.
Como sempre, para ampliar: clicar!:
 photo 3_1.jpg

As diferenças entre esta e a lista de Bloomberg não são substanciais. Trata-se de mais um ou menos um bilião de Dólares, coisa pouca. Os nomes que circulam são sempre os mesmos, pois os critérios seguidos são muito parecidos.

No caso em que o nome do Leitor tenha sido esquecido por alguma razão, façam o favor de contactar-me para que a lista possa ser emendada.


Ipse dixit.

Fontes: Oxfam: Wealth - Having it all and wanting more (ficheiro Pdf, inglês), Credit Suisse Research Institute: Global Wealth Databook 2014 (ficheiro Pfd, inglês), Forbes: The World's BillionaireBloomberg: Today’s ranking of the world’s richest people

12 comentários:

  1. Max, faltou o brasileiro Edir IURD Macedo.
    Ah... me lembrei: o pobre coitado só tem 1 bilhão .
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Anónimo23.5.15

    Pra mim, fica muito difícil crer nestas listas, onde nunca vemos os verdadeiros trilionários. Dizem até, que cabeças rolam se alguém se atreve em revelá-los. Aqui uma possível falácia? Já li que só os Rothschilds acumulam algumas dezenas de trilhões de dólares. Mesmo dividindo tal montante pelos membros da família a quantia de cada um deve ultrapassar em muito os quase 80 bilhões do Bill. E temos também seus congêneres, tais como: Du Ponts, Rockefellers, Warburgs e alguns outros. Onde está a verdade?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo27.5.15

      Pois a lista não é sobre os detentores do Sistema Financeiro...

      Eliminar
  3. Anónimo23.5.15

    Essa lista é assim um pouco estranho.
    Os mais ricos não estão aí, basta ver quais os negócios legais, semi-legais e ilegais e seguir o dinheiro que vai ser dividido em inúmeras empresas ficticias ou verdadeiras em contas em offshore(sigilo) em vários locais do mundo diferentes nomes mas uma matriz de computador igual e mais esquemas para tornar indetectavel o ou os donos da mesma. Concordo com o Anónimo e com o que disse.
    A verdade não está nessa lista isso quando muito e alguns não serão mais do que testas de ferro daqueles que não se sabe, e justamente controlam poder & finança = anonimato.

    Nuno

    ResponderEliminar
  4. Anónimo23.5.15

    Não sei até que ponto esta lista corresponde à verdade. A Rainha de Inglaterra, por exemplo, deveria constar nessa lista, uma vez que é "só" a maior proprietária de terras do planeta, segundo o site "Who owns the world": http://www.whoownstheworld.com/about-the-book/largest-landowner/

    Se património significa riqueza, deveria constar na lista

    ResponderEliminar
  5. Anónimo23.5.15

    Sempre vi esta lista da Forbes com alguma desconfiança, porque existem nomes que não estão lá e que deveriam estar, em particular do sector financeiro.

    Krowler

    ResponderEliminar
  6. Chaplin24.5.15

    Todas riquezas subestimadas pelo simples fatos de existir a possibilidade de mensurar ganhos com pirataria, corrupção e lavagem de dinheiro, entre outros fatores...

    ResponderEliminar
  7. Chaplin24.5.15

    Corrigindo, pelo simples fato de inexistir...sem falar que a lista despreza nomes como Rothschilds, Rockfellers...

    ResponderEliminar
  8. Chaplin26.5.15

    Fiz um levantamento junto ao Wikipédia sobre os primeiros vinte mais ricos da lista da Forbes. Chega a ser cômico o conteúdo sobre essas pessoas. Não consta praticamente nada de aproveitável no sentido de identificar os meandros que resultaram em tais fortunas. Agora, condecorações, elogios, reconhecimentos e tudo o que possa engrandecer os pseudos méritos dessas pessoas tem de sobra. O que pode-se observar, ainda que precariamente, que a maior parte tem relações diretas ou indiretas com o sionismo judaico/cristão.

    ResponderEliminar
  9. Anónimo28.5.15

    http://time.com/3898089/palestinians-fifa-israel/

    E para provar que Chaplin está certo eis um
    exemplo de 2 em 1 como um champô (retirar mundial à Rússia e não expulsar Israel da fifa).
    É o último escândalo e é num timing preciso.

    Nuno

    ResponderEliminar
  10. Anónimo28.5.15

    http://rt.com/news/262769-fifa-scandal-blatter-usa/


    Nuno

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo29.5.15

      Objectivo concluído com sucesso:

      https://twitter.com/fifamedia/status/604290774805651456

      Outro anglo do aperto de mão:

      https://twitter.com/everydaypundit/status/604292826927632384/photo/1


      Ha que passar uma boa imagem não é FIFA?

      Eliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...