22 julho 2015

Grécia: o discurso final de Tripas

Obrigado povo grego, obrigado por ter eleito o nosso partido qual principal força política deste País.

A mensagem é clara, a nossa campanha eleitoral quis passar uma mensagem simples mas forte: “Basta!”.

Basta com esta Europa dos tecnocratas, dos burocratas, dos bancos. Chegou altura de sair desta Zona Euro que faz os interesses do grande capital mas esquece quem verdadeiramente precisa. Chegou a altura de recuperar a nossa autonomia e a dignidade de homens e de povo!

Não, não estamos assustados: temos ideias claras, temos um caminho que os eleitores indicaram nas urnas e não iremos vacilar perante as manipulações ou até as chantagens de Bruxelas.

Esta Europa, esta União nas mãos das multinacionais, esquece-se dos valores democráticos que estiveram na base do seu projecto. Aqueles valores que deveriam reger a Zona Euro e que encontraram aqui, na nossa amada Grécia, o berço primordial.

Como pode a Zona Euro ficar sem o País que viu nasceu os seus valores? Como pode esta Europa abdicar do País que deu ao Mundo uma palavra como “Democracia”? A verdade, queridos concidadãos, é que uma Zona Euro sem Grécia não faria sentido, seria como perder a sua própria alma. É por isso que Atenas continuará a ser parte tanto da União Europeia quanto da Zona Euro.

Claro, queridos concidadãos, claro está: a Europa sobe o tom, agora ameaça, agora chantageia. Mas
nós ficamos aqui, sempre firmes nos nossos ideais. Nós não vacilamos.

A Europa diz: “Se quiserem ficar na Zona Euro, então têm que aprovar a nossa proposta”.

Mas quem são estes senhores para mandar em nós? Qual a legitimidade deles? Não, meus senhores, não: nós não abalamos perante estas ameaças. E foi nesta altura que Vocês, todos Vocês meus queridos concidadãos, foram chamados a escolher com um referendo: temos que aceitar um acordo com esta Europa ou não? Temos que baixar a cabeça perante as ordens de Bruxelas, de Berlim, do Fundo Monetário Internacional, do Banco Central Europeu?

Pensem nisso, meus amigos: 5 anos de austeridade serviram para quê? A economia está pior, o povo grego está pior: e isso por ter seguido as ordens da assim chamada “Troika”. E agora teríamos que voltar a seguir o mesmo percurso? Mais austeridade, mais cortes, ainda mais pobreza? Oiçam as palavras do meu amigo e colega Varoufakis, Ministro das Finanças: “Se ganhar o Sim, demito-me”. Esta é coragem, esta chama-se determinação, a mesma que pedi a Vocês todos.

E não fiquei desiludido porque a Vossa resposta, meus queridos compatriotas, foi clara e inequívoca: “Não!”. Não perante as ameaças, não ao ultimatum. Não a um qualquer acordo com esta Europa, não às ordens da Troika! “Não” foi o êxito do referendo e Varoufakis, coerente como sempre foi este governo que nunca vacila, demitiu-se logo a seguir.

É por isso que hoje, finalmente, estou em condições de anunciar: o sucesso foi alcançado! Aceitámos
o acordo com a Zona Euro. A Grécia não apenas permanecerá na Moeda Única como já foi aprovado um empréstimo que aumentará de forma substancial a já enorme Dívida Pública e tornará impossível paga-la nos próximos 50 anos e talvez ainda mais.

É o tão desejado sucesso, obtido permanecendo sempre firmes nos nossos princípios, com determinação: algo que não teria sido possível sem o apoio deste grande povo.

Obrigado, obrigado a todos Vocês, cidadãos deste maravilhoso País, esta vitória é vossa e... ohhhh, olha só: alguém perdeu um molotov?


Ipse dixit.

Relacionado: A Grécia não sai da Zona Euro (por enquanto)

4 comentários:

  1. Anónimo22.7.15

    Grande discurso!
    Até que fiquei um pouco emocionado ao ponto de uma pequena lágrima me cair pela face.

    Krowler

    ResponderEliminar
  2. E eu que acreditei neste indivíduo, claramente que fui demasiado optimista... Será o Varoufakis também uma fraude...?

    ResponderEliminar
  3. (Palmas)

    Syriza, Syriza, Syriza, Syriza !!!!!!!!

    (Fim da emoção)

    Eu acho que o Max já tinha adivinhado este desfecho a algum tempo num outro artigo

    ResponderEliminar
  4. Chaplin23.7.15

    Ele sabe de que lado deve ficar...como faz falta ao povo aquele Trivium...hehe

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...