17 outubro 2015

Interrupção involuntária

Peço desculpa a todos os Leitores por causa da interrupção nas publicações.

Isso foi devido a um acidente inesperado (como todos os acidentes) que obrigou-me a cuidados especiais. Nada de grave, tudo irá resolver-se nas próximas horas (como disse Roberspierre no dia em que foi decapitado). Portanto, no prazo de poucos dias tudo voltará à normalidade.

Percalço, coisas que acontecem.
Tenham paciência.


Ipse dixit.

16 comentários:

  1. Mauricio17.10.15

    Melhoras Max, que vc fique bom logo

    ResponderEliminar
  2. Anónimo17.10.15

    Max, que tudo corra pelo melhor.

    abraço
    Krowler

    ResponderEliminar
  3. Anónimo17.10.15

    Boas melhoras.

    Nuno

    ResponderEliminar
  4. Melhoras, ainda esperamos a parte IV da série "O Verdadeiro Poder", e cuidado para não ser "atingido" por ele, antes de publicar o final da série. Sabemos que no final Todo poder Emana do Povo não é? mas mesmo assim faço questão de ler, tem ficado ótimo.
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Anónimo18.10.15

    Taí o que acontece com quem se atreve a revelar o que é para permanecer oculto. Daqui por diante mantenha distância da beira da plataforma do metro, prefira escadas ao elevador, desconfie de um singelo suco de laranja, não desafie as cataratas do Niágara num barril, não pule de paraquedas e o mais importante: não pratique curling sem armadura.

    Expedito.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo20.10.15

    Melhoras rápidas Max.

    Um abraço

    Zarco

    ResponderEliminar
  7. Olá Max: tem muita coisa acontecendo pelo planetinha para te dares ao luxo de ter sido acidentado, violado, adoentado...ou o que seja. Pensa só na OTAN que vai pro brejo depois que a Rússia resolveu intervir contra o terrorismo norte americano travestido de ISIS e outras cositas más no Oriente Médio, e naturalmente bem pertinho das suas fronteiras. Pensa só no "Império decadente" na iminência de ficar sem grãos para aqueles 200 milhões de iludidos que não são o 1%, porque hoje só 2% da população ativa está nas granjas e plantações. Pensa só neste Brasil surreal onde uma presidenta eleita, sem crime nem corrupção, é levada a negociar com um escroque que, " por acaso" é também presidente da Câmara, para manter-se no governo...olha só a que se chega numa bela democracia "representativa" (dos interesses da oligarquia nacional e internacional). Pensa ainda na nossa mui sensível Merkel que não sabe se recebe os refugiados classe média do Oriente, atendendo às ordens do "Império" e espalha Pânico e terror entre os germânicos, ou se chuta o traseiro dos pobres diabos, e segura as eleições. Tem até um meteorito no fim do mês...e a II de cama, amigo!! Levanta-te!! Abraçooooosss!!!

    ResponderEliminar
  8. " Pensa só neste Brasil surreal onde uma presidenta eleita, sem crime nem corrupção, " , essa superou a história do vento estocado, e da saudação a mandioca, ptz, vai matar o Max.

    ResponderEliminar
  9. Chaplin22.10.15

    Agora que estava começando a ficar bom, será "coincidência"? Acreditemos e não percamos o otimismo...rsrs. Boa recuperação.

    ResponderEliminar
  10. max essa vai fazer levantar da cama , tenta explicar essa:http://www.contextolivre.com.br/2015/10/civilizacoes-antigas-estao-sendo.html
    melhoras

    ResponderEliminar
  11. Max, tens de voltar às lides e depressa.
    Como diz a Maria, está a acontecer demasiada coisa no mundo para que possas dar ao luxo de adoecer. ;)

    ResponderEliminar
  12. Anónimo28.10.15

    Max

    volta depressa, olha o que está acontecendo aqui na " nossa União":

    "Um estudo sobre transparência, publicado hoje pelo observatório "Corporate Europe", torna evidente a enorme porta giratória entre os cargos institucionais europeus e o sector privado. E, nesse campo, a antiga Comissão Barroso domina.

    Dos 26 antigos comissários europeus de Durão Barroso, que terminaram o mandato em 2014, pelo menos nove saltaram para empresas privadas e organizações ligadas a grandes multinacionais. Os ex-comissários acumulam um total de 115 novas funções entre si, entre membros de conselhos executivos de multinacionais, consultores e até eurodeputados com interesses empresariais.

    E há também que incluir nesta lista o próprio Durão Barroso que, além de estar ligado ao clube Bilderberg, acumula mais 21 outras funções, desde organizador de conferências e orador em palestras em Washington - todos eles aprovados à luz das regras de ética da Comissão.

    Os exemplos são vários, mas há quatro em particular que preocupam o observatório, porque os ex-comissários têm nas suas novas funções pastas com ligações aos seus anteriores trabalhos na Comissão.

    Viviane Reding, por exemplo, que esteve à frente da Justiça, Direitos Fundamentais e Cidadania, e agora é eurodeputada pelo Luxemburgo, aceitou uma posição no conselho executivo da tecnológica Agfa-Gevaert. A nomeação foi aprovada pelo conselho de ética da Comissão Europeia, desde que Reding, evite "fazer lobby" pelos interesses da empresa junto de Bruxelas.

    Também Karel De Gucht, ex-comissário para o Comércio, que lançou as primeiras pedras do acordo transatlântico, tem acumulado vários cargos de consultoria. E pertence aos quadros da telecom belga Proximus, trabalhando também para a Capital Partners, uma empresa de 'private equity'. Já Siim Kallas, o antigo comissário estónio para os Transportes, que mantém ligações a Bruxelas, é consultor da empresa de tecnológia Nortal. Por fim, a holandesa Neelie Kroes, antiga comissária para a Agenea Digital, é consultora especial do Bank of America Merrul Lynch.

    A esmagadora maioria das novas funções dos antigos comissários - 96 num total de 115 - foram aprovadas pela comissão de ética da Comissão, mas o observatório questiona a transparência das mesmas. O 'lobbying' está regulamentado em Bruxelas, mas o observatório quer reforçar algumas regras como, por exemplo, o tempo em que os antigos detentores de cargos institucionais não podem fazer 'lobby' empresarial junto da Comissão. As actuais regras estipulam 18 meses - daí a antiga Comissão Barroso poder começar a fazer 'lobby' a partir do início do próximo ano -, mas o observatório tem defendido o aumento do prazo para três anos, pelo menos..."

    E assim é a vida em Bruxelas...

    Um abraço

    Zarco

    ResponderEliminar
  13. Anónimo29.10.15

    Zarco e Max esta entrevista ao independent:
    http://www.independent.co.uk/voices/i-didn-t-think-ttip-could-get-any-scarier-but-then-i-spoke-to-the-eu-official-in-charge-of-it-a6690591.html

    Ou seja brochelas vai ficar ou já é pior que uaxinton
    Efeito carne pior que vermelha depois de degustada por leöes e hienas.
    Nuno

    ResponderEliminar
  14. Anónimo29.10.15

    Nuno,

    Essa entrevista comprova o que já sabíamos, os membros da Comissão ( que não são eleitos ) governam a União a seu belo prazer, dão pouco cavaco aos governantes dos países e nenhum às pessoas...

    E cavaco em PT também não era preciso :-)

    ResponderEliminar
  15. Anónimo30.10.15

    Que o "macaco" não era preciso sei eu. :))
    Qual é a finalidade de uma pseuedo-união em que os que não são sequer eleitos, são os que ditam as regras do "jogo" e precisamente não ligam aos governantes da mesma quanto mais às suas populações "o mercado".
    Os lobbies aqui pelo visto é como nos EUA, mas aqui a coisa é ainda mais nebulosa.

    Abraço
    Nuno

    ResponderEliminar
  16. Anónimo10.11.15

    O saudoso George Carlin em 3 minutos:

    http://youtu.be/rsL6mKxtOlQ

    Nuno

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...