26 novembro 2015

Amor e Piedade na Sagrada Bília

Para completar o discurso acerca das religiões, vamos analisar a Bíblia.

Temos a certeza de que o Cristianismo (cujo livro sagrado é a Bíblia, com Antigo e Novo Testamento) seja tão pacífico? Que seja muito mais pacífico do que o Corão? Que não incluía a violência? Que rogue a tolerância? O Amor? O respeito do próximo?

A seguir, uma lista de passos do Antigo Testamento, dos quais é reportado o número (assim cada um é livre de procurar para verificar) e o sentido.

O Antigo Testamento

Génesis 34:13 - Sichem juntou-se carnalmente (antes do casamento) a Dinah, filha de Jacob, despertando a ira dos seus outros filhos. A união antes da circuncisão era considerada uma desonra, assim Jacob ficou bastante enervado. Três dias depois, "dois dos filhos de Jacob, Simeão e Levi, irmãos de Dinah, tomaram cada um a sua espada, entraram na cidade (de Sichem) e mataram todos os homens". Também passaram ​​a fio de espada Sichem e Hamor, seu filho, e tiraram de casa Dinah". Os filhos de Jacob atiraram-se para os mortos e saquearam a cidade, porque a irmã tinha sido contaminada. Roubaram os seus rebanhos, os bois, os jumentos, o que estava na cidade e nos campos.

Génesis, capítulo 6 e 7 - Deus, um poço de bondade, extermina toda as criaturas e salva apenas a família de Noé. Homens, mulheres, crianças e animais: todos afogados.

Génesis 19: 6 - Lot recebe dois anjos na sua casa de Sodoma. Naquela mesma noite, a casa de Lot é atacada por uma multidão que procuram experiências carnais homossexuais com os anjos. Lot, como um bom pai, oferece as suas filhas virgens à multidão.

Génesis 19:26 - Deus, que nada tinha visto de mal no estupro em massa das filhas de Lot, transforma a esposa dele numa estátua de sal só porque ela tinha olhado par atrás.

Êxodo 02:12 - Moisés vê um Egípcio bater um Judeu. Olha em volta, não encontra testemunha, então mata o Egípcio e esconde-o na areia.

Êxodo 7: 20-21 - Deus transforma a água do Nilo em sangue. Todos os peixes morrem.

Êxodo, 8: 6-7 - Deus envia a praga de sapos. Parece pouco, mas os sapos saltam o tempo todo e enervam.

Êxodo 08:16 - Deus envia a praga de mosquitos. Isso sim é muito chato, especialmente quando se tenta dormir.

Êxodo 08:24 - Deus envia a praga de moscas e a terra é devastada.

Êxodo 9: 5 - Deus, com mais uma epidemia, extermina todo o gado do Egipto; mas do gado dos filhos de israel não morre nenhum.

Êxodo 09:10 - Deus envia uma praga das feridas que se transformam em pústulas na pele das pessoas e dos animais.

Êxodo 9: 22-25 - Deus envia a praga do granizo que atinge homens e animais, e que esvazia os campos.

Êxodo, 12: 29 - Deus, sempre bom, mata o primogénito de cada família egípcia cuja casa não tinha sido marcado com sangue de cordeiro.

Êxodo 17:13 - Moisés, com a vara de Deus, permite que Josué extermine Amaleque e todo o povo deste, passando-os ao fio da espada.

Êxodo 21: 20-21 - Segundo a lei de Deus, se um bate o seu escravo ou escrava até estes morrerem, o proprietário deve ser punido. Mas se os escravos não morrerem durante os dois dias seguinte, então tudo bem: Deus aprova a escravidão.

Êxodo 32:27 - Deus vê o bezerro de ouro e fica histérico: ordena os filhos de Levi caminhe de porta em porta e mate casa irmão, cada amigo, cada vizinho. Resultado: 3.000 mortos.

Levítico 26:22 - Deus, sempre calmo e comedido, adverte o povo que se eles não darem ouvido às suas palavras, Ele iria enviar bestas selvagens raptarão os seus filhos, destruirão o gado, e que reduzirão o número do povo até suas estradas tornar-se desertas.

Levítico 26: 27-29 - Tanto para que a ideia fique clara, Deus afirma: "E se, apesar de tudo isso, não me ouvirem mas resistirem, vou responder com fúria e vou castigar-vos sete vezes pelos vossos". Como bónus: "Vocês vão comer a carne dos vossos filhos e das vossas filhas".

Números 12: 9-14 - Deus fica cansado da presença de Maria, então atinge-a com a lepra.

Números 15: 32-26 - Um homem recolhe lenha no Sábado. Por ordem divina dada a Moisés, toda a comunidade leva o desgraçado num campo e o apedrejam até a morte.

Números 16: 27-33 - Os homens mostram-se rebelde, então Deus faz a terra abrir-se e engolir homens, mulheres e crianças.

Números 16:35 - O fogo de Deus"consuma os duzentos e cinquenta homens que oferecem o incenso (Deus deve ser alérgico ao incenso).

Números 16:49 - Com uma praga, Deus mata quatorze mil homens.

Números 21: 3 - O Senhor deu os Cananeus a israel. Resultado. cananeus e cidades deles totalmente destruídos.

Números 21: 6 - O Senhor envia entre o povo os serpentes ardentes, que mordem o povo provocando a morte.

Números 21:35 - Com a aprovação de Deus, os israelitas entrar na cidade de Og, matam o rei Basan, exterminam o exército sem deixar sobreviventes.

Números 25: 4 - O Senhor diz a Moisés para pegar nos chefes do povo, enforca-los e deixá-los na frente do Senhor, à luz do sol.

Números 25: 8 - Finéias, filho de Eleazar, filho de Arão, entra numa tenda ocupada por um homem israelita e uma mulher madianita, esfaqueia a ambos no abdómen.

Números 25: 9 - Uma praga divina dizima vinte e quatro mil pessoas.

Números 31: 9 - Por ordem de Deus, os israelitas toma as mulheres madianitas e as crianças como furto do despojo.

Números 31: 17-18 - Deus ordena a Moisés para matar todas as crianças machos dos madianitas e todas as mulheres que tiveram relações sexuais com um homem. Mas aquelas jovens podem viver, ficando para os israelitas como presas.

Deuteronômio 2: 33-34 - Sob a orientação de Deus, os israelitas exterminam totalmente homens, mulheres e crianças de Siom. Não há sobreviventes.

Deuteronômio 3: 6 - Sob a orientação de Deus, os israelitas exterminam totalmente homens, mulheres e crianças de Og.

Deuteronômio 7: 2 - Deus fala com todos os homens de israel acerca dos inimigos, proclamou: "Irás extermina-los todos; não deverão fazer nenhuma aliança com eles, e não conceder-lhes a graça. Porque Deus é bom.

Deuteronômio 20: 13-14 - Deus estabeleceu as regras da guerra e, como é típico, a tolerância fica em primeiro lugar: todos os homens são massacrados, mulheres, crianças e  animais domésticos são presas.

Deuteronômio 20:16 - Deus ordena que nas cidades das nações dadas aos israelitas não seja deixada viva nenhuma coisa que respire.

Deuteronômio 21: 10-13 - De acordo com a lei de Deus, se um homem israelita, durante uma guerra, ver uma mulher atraente, ele pode capturá-la e mantê-la como sua esposa. No entanto, se o soldado não ficar satisfeito, poder abandona-la onde quer que ele deseje. Porque Deus respeita as mulheres.

Joshua 6: 21-27 - Sob a liderança de Josué, Deus destrói toda a cidade de Jericó, matando homens, mulheres e crianças (vemos o lado positivo: não há sexismo aqui). Prata, ouro, bronze e ferro ficam para os israelitas, depois a cidade é incendiada.

Joshua 7: 19-26 - Acã rouba um manto, duzentos moedas de prata e uma barra de ouro. Josué e os israelitas tomam Acã, os filhos, as filhas, bois, burros, mulas e todos os seus bens: são apedrejados e queimados vivo (pelo menos os Muçulmanos só apedrejam...).

Joshua 8: 22-25 - Deus coloca Josué em luta e extermina doze mil homens e mulheres na cidade de Ai. Ninguém sobrevive.

Joshua 10: 10-27 - Deus ajuda Josué a massacrar os gibeonitas.

Josué 10:28 - Com a aprovação de Deus, Josué passa a cidade de Machedda e o seu rei pelo fio da espada. Todas as pessoas que estavam lá são massacradas, não são deixados sobreviventes.

Josué 10:30 - Deus coloca a cidade de Libna nas mãos de Josué. obviamente, não há sobreviventes. Porque o Deus cristão e´tolerante com os infiéis.

Josué 10: 32-33 - Deus aprova que Josué mate cada homem, mulher ou criança na cidade de Laquis.

Josué 10: 34-35 - Todos os habitantes da cidade de Eglon são ceifados pelas espadas de Josué e do exército dele.

Josué 10: 36-37 - Deus permite que Josué mate o rei de Hebron, tal como todos os habitantes da cidade dele.

Josué 10: 38-39 - Josué volta para Debir, onde moram infiéis. Todos mortos.

Josué 11: 6, 8-15 - Deus ordena que Josué derrote o inimigo nas águas de Merom. Todos mortos.

Juízes, 1: 4 - O Senhor coloca nas mãos de Judá os Cananeus e os Perizeus. Dez mil mortos.

Juízes, 1: 8 - Deus aprova o ataque de Judá contra a cidade de Jerusalém, que é incendiada.

Juízes 1:17 - Judá e o irmão Simeão derrotam os Cananeus que habitavam Sefat; a cidade é destruída.

Juízes, 3:29 - O Senhor coloca os Moabitas nas mãos dos israelitas. dez mil mortos.

Juízes 9: 5 - Abimeleque assassina todos os seus irmãos.

Juízes 9:45 - Abimeleque e os seus seguidores matam todos os homens duma cidade.

Juízes 11: 29-39 - Jefté sacrifica no altar do Senhor a sua amada filha para agradecer a vitória na batalha. A filha agradece menos.

Juízes, 15:15 - Sansão, outro pacifista, mata mil homens com uma queixada de jumento.

Juízes 16: 27-30 - Deus fornece a Sansão a força para derrubar os pilares dum templo e matar três mil pessoas.

Juízes, 18:27 - O Danitas chegam a Laís, que a Bíblia descreve como "um povo que estava em calma e sem medo"; os Danitas atacam, matam todos e incendeiam a cidade.

Juízes 19: 22-29 - Um viajante de Belém, a sua esposa e um funcionário são convidados na casa dum homem em Gibeá quando "pessoas más" cercaram a casa e exigem para "abusar" do convidado do sexo masculino. O dono da casa oferece aos atacantes a filha virgem e a esposa do viajante. Que, obviamente, são violadas até a morte.

Juízes 20: 43-48 - Os israelitas matam vinte e cinco mil homens. Seiscentos conseguem fugir, mas Deus não gosta de quem sobrevive: os israelitas conseguem apanha-los numa cidade, matam todos (fugitivos e habitantes), depois incendeiam a localidade.

Juízes 21: 10-12 - Os israelitas matam cada homem e mulher não é virgem de Jabes. Ficam com 400 virgens.

1 Samuel 5: 6-9 - Como castigo por ter roubado a Arca da Aliança, o Senhor envia entre os homens (grandes e pequenos) o flagelo das hemorroidas. Considerado o carácter de Deus, até tiveram bastante sorte.

1 Samuel 06:19 - Os habitantes de Bete-Semes espreitam no interior da arca: cinquenta mil mortos.

1 Samuel 11:11 - Sob a bênção de Deus, Saul e o seu exército massacram os Amonitas.

1 Samuel 15: 7-8 - Deus ordena a Saul para atacar Amaleque, sem compaixão, matando homens, mulheres, crianças, bois, ovelhas e camelos.

1 Samuel 18:27 - David e os seus homens matam duzentos Filisteus. Como prémio, o rei Saul concede-lhe a filha.

2 Samuel 04:12 - David decide punir Recabe e Baaná, matando-os, cortando-lhes as mãos e os pés e pendurando-os na piscina de Hebron.

2 Samuel 6: 6-7 - O boi que transportava a Arca cai para o chão exausto, e um homem de nome Uzá corre para colocá-lo novamente de pé. Péssima ideia: Deus vê e mata de imediato o desgraçado. Nunca ajudar um boi cansado, Deus perde logo a paciência.

2 Samuel 8: 1-18 - As empresas de David continuam: mata dois terços dos soldados moabitas, corta as pernas de seis mil cavalos, extermina vinte e dois mil sírios e dezoito mil edomitas. Deus fica satisfeito, gostas destas coisas.

2 Samuel 10:18 - David mata quarenta mil sírios.

2 Samuel 11: 14-27 - David deseja a mulher de Urias, então manda matá-lo para que pudesse ficar com mulher.

2 Samuel 12: 1 - Mas Deus não gostou nada: e que raio, um conto é matar dezenas de milhares de pessoa infiéis, outra coisa é matar por causa duma mulher. Assim mata o bebé de David, o único que nada tinha a ver com aquela história.

2 Samuel 13: 1-15 - O filho de David - e Bate-Seba - Amnon se apaixonou por sua irmã Tamar, virgem. Tamar protestou o namoro de seu irmão, mas - a 14 - "ele não quis ouvir: era mais forte do que ela e violou-a se juntar a ela."

2 Samuel 18: 6-7 - O exército de David extermina vinte mil homens na floresta de Efraim.

2 Samuel 00:15 - Deus envia uma praga sobre israel para punir a cidade de David. 70.000 mil inocentes morrem.

1 Reis 20: 29-30 - Os israelitas lutam contra os Sírios. 100 mil mortos. Sobre outros 27 mil desmorona um muro de pedra.

2 Reis 1: 10-12 - Elias chama o fogo do céu, invocando a ajuda de Deus: e cinquenta mortos.

2 Reis 2: 23-24 - Eliseu caminha pela rua quando quarenta e dois crianças começam a goza-lo por causa da sua calvície. Eliseu amaldiçoa-os em nome do Senhor e eis que aparecem duas ursas: 42 crianças mortas.

2 Reis 10: 7 - Jeú ordena que os setenta filhos de Acabe sejam decapitados.

2 Reis 10:17 - Jeú vai até Samaria e extermina tudo o que restava da casa de Acabe.

2 Reis 10: 19-27 - Jeú prende os adoradores de Baal num templo, depois diz às guardas para entrar e matá-los sem que ninguém escape.

2 Reis 11: 1 - Atalia destrói a família real.

2 Reis 15:16 - Menachem ataca a cidade de Tifsach, destruindo-a e rasgando o ventre de todas as mulheres grávidas.

2 Reis 19:35 - Um anjo do Senhor extermina 185 mil homens assírios.

2 Crónicas 13:17 - Deus concede aos israelitas o controle de Abias e de Judá. Quinhentos mil mortos.

2 Crónicas 21: 4 - Joram toma posse do reino do seu pai e mata todos os seus irmãos mais alguns oficiais.

Isaías 13:15-18 - Isaías vê uma profecia sobre o destino da Babilónia: "Quantos serão encontrados, serão mortos, quantos serão presos vão perecer pela espada. E as suas crianças serão despedaçadas perante os seus olhos; as suas casas serão saqueadas, e as suas mulheres violadas. Com os arcos iremos abater os jovens, não teremos piedade dos pequenos recém nascidos, os olhos não terão piedade das crianças". Lembramos que o Corão é um livro violento, a Bíblia pelo contrário...

Isaías 14: 21-23 - Deus fala: "Preparai a matança para os filhos por causa da maldade dos seus pais e não possam mais surgir para conquistar terras e encher o mundo de ruínas. Me levantarei contra eles - palavra do Senhor dos exércitos -, irei destruir o nome de Babilónia e o resto, os filhos e a descendência. Farei dela o domínio dos cachos, um pântano estagnado; irei varre-la com a vassoura da destruição". Porque Deus é bom e não tem ódio no coração Dele, só o perdão.

Isaías 49:26 - O castigo de Deus contra os que atacam israel, "Farei comer aos teus opressores a sua própria carne; ficarão bêbados no seu próprio sangue, como acontece com o vinho.

Jeremias 16: 4 - A palavra do Senhor sobre os filhos nascidos nesta terra: "Eles vão morrer de doenças angustiantes, sem ser enterrados, mas serão como esterco sobre o solo. Perecerão pela espada e pela fome; os seus cadáveres serão a comida das aves do céu e dos animais da terra".

Ezequiel 23: 45-47 - E o adultério? Deus prevê algo também para isso. Se no Corão a pena é a lapidação, o Antigo Testamento não quer ficar atrás: "Vai ser enviada uma multidão e serão abandonados ao saques. A multidão deve apedrejá-los e partir em pedaços com as suas espadas; irá matar os filhos e filhas deles, as casa serão queimadas".

O Novo Testamento

Até aqui o Antigo Testamento. E o Novo? Bem, aqui temos a palavra de Cristo, o registo muda, não
é? Agora é só bondade e perdoo.

Mateus 10: 35-36 - Jesus motiva sua vinda: "Não penseis que vim trazer paz à terra; Eu não vim trazer paz, mas espada. Porque vim para dividir o filho do seu pai, a filha da sua mãe, a nora contra a mãe-de-lei; os inimigos do homem serão os na sua própria casa".

Mateus 11: 21-24 - As obras das cidade de Corazid, Betsaida e Cafarnaum não parecem impressionar Jesus que condena as localidades a um destino pior daquele que recaiu sobre Sodoma.

Marco 4:10 - Na parábola do semeador, Jesus explica aos discípulos que costuma usar parábolas para aumentar a confusão, "para que não se convertam e seus pecados não sejam perdoados".

Lucas 19:26 - Na parábola das dez libras o chefe - Deus - diz daqueles que decidem não segui-lo: "Tragam-os aqui e matem-os na minha presença".

Romanos 1: 26-27 - Paulo diz que os homossexuais e as lésbicas são dignos de morte.

1 Pedro 1:20 - Depois do fracasso da experiência do Jardim do Éden, a catástrofe de Noé e da solução final do sacrifício de Cristo, descobrimos que tudo foi "já foi decidido antes da criação do mundo".

Que dizer: vivemos numa enorme peça teatral, da qual somos involuntários actores para papéis já escritos. E o arrependimento, o perdoo? Esqueçam:

Efésios 1: 4-5 - de facto, o mesmo Jesus afirma que Deus tem "predestinado" aqueles que serão salvos de acordo com Sua vontade.

Apocalipse 6: 8 - E até teremos um prémio: no fim dos tempos, Deus vai autorizar que a Morte corte 25% da população mundial "pela espada, com fome, com peste, e com as feras da terra". Obrigado!


Como podemos observar, o Islamismo é verdadeiramente muito violento, bem mais violento do que a nossa religião, onde tudo é Amor. Nem falamos aqui dos massacres efectuados em nome de Deus ao longos dos séculos: aqui tudo é limitado às palavras do Livro Sagrado, a Bíblia.

Antes de criticar as outras religiões (qualquer uma delas), façam o favor de conhecer os horrores da vossa ou do vosso País, obrigado.


Ipse dixit.

24 comentários:

  1. Max,

    Sempre achei a Torá, a Biblia e o Corão livros "horror".

    Todas estas religiões monoteístas tentam apenas relatar os factos bondosos, que existem é verdade, mas é difícil engolir um "Deus" apenas bondoso.

    Claro que este comentário não justifica qualquer acto terrorista, antes pelo contrário, chama a atenção que as religiões também são (e devem ser) criticáveis.

    A abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  2. Ricardo26.11.15

    Agora "pega" nas profecias da bíblia sagrada,profecias que se cumpriram, as que estão se cumprindo e as que a de cumprir, e faz o mesmo , poste aqui no blog. Seria bem interessante.

    ResponderEliminar
  3. Que tal fazer uma breve explicação entre antigo testamento e novo testamento... que tal passares um destes dias por uma igreja...uma qualquer e procurar escutar que incentivos á violência ali se dizem ATUALMENTE . Deve um religião qualquer que seja viver permanentemente assombrada pela má conduta dos seus antecessores ? Existe na minha região um proverbio que diz ( Quem quer bater encontra sempre um pau) Parabéns! Encontras-te um grande pau! E agora? Vais fazer um concurso para encontrar a religião mais violenta? A religião é como outra coisa qualquer ...até como uma arma...não é boa nem má, boa ou má será a intenção de quem a usa. Neste caso procuras-te violência. Parabéns. Encontras-te. Nota: Eu não sou religioso...mas procuro não ser tendencioso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Lopes!

      "Deve um religião qualquer que seja viver permanentemente assombrada pela má conduta dos seus antecessores?"
      Se eu desejasse falar das más condutas dos antecessores, poderia citar não poucos exemplos. Mas o artigo mostra passos da Bíblia tal como ela é hoje. É a mesma Bíblia utilizada nas igrejas hoje. Nenhum dos passos citados foi alguma vez desmentido.

      "E agora? Vais fazer um concurso para encontrar a religião mais violenta?"
      Pode ser uma ideia. Há algum impedimento? Já encontrei três que nada brincam neste aspecto: Cristianismo, Hebraísmo e Islamismo. Mas obrigado pela sugestão.

      "A religião é como outra coisa qualquer ...até como uma arma...não é boa nem má, boa ou má será a intenção de quem a usa."
      Sim, foi o que eu disse há alguns artigos atrás.

      "Neste caso procuras-te violência."
      Exacto.

      "Parabéns"
      Obrigado.

      "Encontras-te"
      Eu sei.

      Abraçoooo!

      Eliminar
    2. Não há nada para desmentir, a má conduta a que me referido dos antecessores da igreja católica é neste mesmo contexto e tem a ver com as escolhas dos livros que formam a bíblia em detrimento dos apócrifos. E sim a bíblia é exatamente assim mas o que te pergunto é se ouves os responsáveis da igreja a enaltecer exemplos de violência ainda que estejam na bíblia? Que interpretação é que ouves a igreja dar a estes exemplos? Sabes? Se não sabes deverias saber e incorpora-los no teu artigo ( só por uma questão de justiça) porque a igreja faz o mesmo que tu fazes...uma interpretação, só que a tua interpretação neste artigo apenas procura a violência o que já percebi parece ser motivo de jubilo a ter encontrado, bravo!
      Max...sabes , devo estar a ficar saudosista ...do tempo em que os artigos que aqui lia serem verdadeiras visões alternativas e com fundamento, não percebo, tens capacidades para mais do que exercícios literários , sobre ourivesarias de extraterrestres ... sobre as inigualáveis capacidades dos mulos, enfim, muito entretenimento e pouca informação, Mas atenção o entretenimento é o maior negocio do mundo . Amén!!!

      Eliminar
    3. Olá P. Lopes!

      O presente artigo nasce como contraposição às leituras sem interpretação que nós ocidentais fazemos da Corão. Não acho correcto referir que também a Bíblia contém violência mas enquadra-la num contexto histórico ou metafórico, enquanto o Corão é lido sem nenhuma interpretação, sendo assim apresentado como "facto" e ponto final.

      O que defendo neste blog, desde sempre, é que os Muçulmanos não são uma cambada de assassinos, mas sim pessoas como nós; como nós, acreditam num livro com falhas, mas não é por isso que podem ser condenados porque ao fazer isso teríamos antes que condenar boa parte da Humanidade, nós Cristãos também, com toda a nossa história.

      Pode ser uma observação supérflua a minha, mas convido a ouvir as conversas nas ruas e o retrato que é feito dos Muçulmanos: é o mesmo retrato espalhado pela comunicação social, sem interpretação nenhuma. Os Muçulmanos são pessoas como nós, com trabalhos, famílias, filho, amigos. O que querem é o que nós queremos: conduzir a nossa vida, possivelmente com poucos problemas. E, sobretudo, em paz, longe das guerras.

      Entre eles há radicais? Com certeza que há, a mãe dos idiotas está sempre grávida. E entre nós? Eles matam inocentes em Paris, nós apoiamos activamente um País que mata inocentes na Palestina. Onde está a diferença? A diferença está no facto que os Muçulmanos não exploram os nossos recursos. Nós exploramos os deles e ao fazer isso alimentamos regimes que mantêm a maioria dos Muçulmanos numa condição de atraso. Não acho ser uma questão secundária: falamos de 1.6 biliões de pessoas.

      "do tempo em que os artigos que aqui lia serem verdadeiras visões alternativas e com fundamento".

      A minha visão não mudou, é sempre a mesma e poder ser encontrada na integra aqui, no blog: não mudei uma vírgula, confirmo tudo, contradicções incluídas. Mas também estou farto de repetir sempre as mesmas coisas: se um Leitor (e não é o caso teu) não tiver a paciência de ler o que já foi publicado, eu nem posso continuar a ser uma fotocópia de mim mesmo. Por isso escolhi falar mais da realidade, entendida como os acontecimentos de todos os dias.

      (continua)

      Eliminar
    4. (continua)

      Agora: este blog não pretende ser um diário, simplesmente lê a realidade com uma atitude um pouco diferente. Alguns não gostam e isso é demonstrado pelo número de Leitores: muitos para mim, poucos quando comparados com blogues que tratam outros assuntos. Doutro lado, como já tive ocasião de repetir, quem deseja ter hordas de Leitores não abre um blog deste tipo, a não ser que seja masoquista. E eu não sou masoquista.

      Posso dizer mais: o facto de ser um blog "de nicho", que não trata assuntos foleiros, tem uma enorme vantagem, aquela de poder contar com Leitores seleccionados. Não seleccionados por mim, mas pelas mesmas temáticas do blog. E o resultado é que há pessoas de valor que comentam aqui, cujas intervenções são importantes e constituem uma contribuição fundamental, concordando com quanto publicado ou discordando.

      O blog está pior? Muito sinceramente: não acho. Mas posso estar enganado, isso sim: às vezes é difícil ler as coisas a partir "do dentro".

      O blog tem menos atenção de minha parte? Sim, é verdade: um pouco porque nos últimos meses tive que lidar com uma inesperada e repentina questão de saúde (que para boa sorte parece estar resolvida), um pouco porque comecei a dedicar parte do meu tempo à política activa, entendo fora da Internet. Não falei disso porque não achei que a coisa pudesse interessar, mas admito que estes dois factos tenham limitado o tempo à disposição do blog.

      Tudo isso pode ter interferido também com a qualidade dos artigos? Repito: na minha óptica não, mas posso errar.

      P. Lopes, agradeço esta tua intervenção aberta e franca e não simplesmente "raivosa" (com aspas, claro, não exageramos!): gosto disso. E não é apenas uma resposta "diplomática" que fica tão bem. Se achas que o blog perdeu qualidade, convido-te a falar ainda mais abertamente, indicando as falhas, fazendo comparações. Pode ser aqui nos comentários ou via e-mail (informacaoincorrecta@gmail.com), tanto faz. Não é um desafio, é um pedido de ajuda para melhorar. Claro, se tiveres paciência e tempo para isso.

      Por exemplo, só para eu ter uma ideia: qual tipo de artigos achas que o blog deixou de tratar? Ou qual a forma que já não utiliza?

      Mesmo com tempo mais reduzido, considero o blog um meu trabalho: e quero que seja feito bem.

      Abraçoooooo!!!!!

      Eliminar
    5. Aprendi muito com o teu blog, e continuo a aprender não é por acaso que continuo a ler e a comentar, mas custa-me ver que chegas a gastar metade de um texto apenas para fazer chacota de anunakis ou longas dissertações sobre as capacidades do mulo...a dado momento começo a pensar que diferenças há entre o teu blog e os gatos fedorentos ? Estou farto de entertenimento, gosto de uma boa piada, gosto de ironias, porra , mas há limites! E como o chocolate.No caso dos anunakis e outras teorias por mais absurdas que pareçam : Pára de bater no ceguinho, não concordas? Eu também não , mas respeita, respeita nem que seja o direito a dizer asneiras...afinal é um direito. Tu és muito bom no que fazes, concentra-te nisso. Abraçooooo

      Eliminar
    6. Anónimo2.12.15

      Engraçado isto ser dito em um post que expõe a bíblia e suas milhares de reinterpretações, traduções e alterações. De qualquer forma, permaneceu incólume a realidade dos fatos, demonstrados no artigo. Não é sobre atacar os outros, é sobre auto-crítica ou mesmo conhecer como as coisas são. O que foi levantado no artigo não necessariamente é absurdo, mas quando descontextualizado, sim é. Mas quando é a religião dos outros, eles sim são piores. Hipocrisia humana tem que ser exposta. Parabéns Max, mesmo que eu não seja cético, um mandamento budista deveria ser seguido por todas as religiões ou não religiões: não empurrar sua religião guela abaixo dos outros, aliás, parece ser um pecado...

      Eliminar
    7. Ola P.Lopes!

      Obrigado pelas boas palavras em primeiro lugar!

      E mais:
      "Estou farto de entertenimento, gosto de uma boa piada, gosto de ironias, porra , mas há limites! E como o chocolate."

      lololol....sabes qual o problema? É que eu sou assim mesmo: gosto de ver as coisas do lado mais divertido e irónico. Sinceramente: brinco com qualquer assunto, não há limites (os únicos são aqueles ditados pelo respeito do outros). Se acontecer algo divertido num funeral, eu rio-me (desde que o funeral não seja o meu, aí perde a graça toda). Excessivo? Sim, pode ser.

      Mas não é ser malcriado: é encarar a vida por aquilo que é, relativizando e tentar dar um peso mais leve à vida que, se encarada de forma séria, se torna um fardo insustentável.

      "No caso dos anunakis e outras teorias por mais absurdas que pareçam : Pára de bater no ceguinho, não concordas? Eu também não , mas respeita, respeita nem que seja o direito a dizer asneiras...afinal é um direito"

      Aqui há um problema. Pegamos nos Annunaki: as pessoas que acreditam nisso (Nibiru, etc.) não são tão poucas assim. Agora, como tu dizes, é preciso ter respeito. O que é verdade. Todavia não é apenas uma questão de respeitar as crenças dos outros. Há pessoas que lucram com isso, que exploram a credulidade dos outros para obter dinheiro. Um exemplo? O tal que farta-se de vender livros e dvd acerca dos Reptilianos: eu acho isso nojento.

      Ao atacar estas teorias, não ataco directamente quem acredita nelas (afinal cada um é livre de escolher o que mais lhe apetecer), mas uma indústria feita de mentiras e sanguessugas que ganham com isso. Não acho existir muita diferença entre David Icke com os seus Reptilianos e o Bispo Macedo da IURD.

      Se levarmos ao extremo o respeito pelas crenças dos outros, não sobra muito: afinal, que direito tenho eu (ou qualquer outro blog ou site) de atacar os media que espalham notícias nas quais as pessoas acreditam? Porque contestar a versão oficial do 9/11? Há muitos que acreditam nela e sentem-se bem com isso: tenho o direito de minar as suas convicções?

      Há depois outro aspecto, que julgo ser o mais importante. O mundo da informação alternativa é uma lástima, cheio de alucinados que têm como único resultado afastar muitas das pessoas que desejam apenas ter umas fontes de informação diferente do costume. É claro que eu não posso mudar a situação, mas posso contribuir, nem que seja de maneira infinitesimal. Não é uma questão de princípio, acho mesmo um dever meu de de todos os que estiverem interessado num mundo melhor.

      Tudo isso só para explicar o meu ponto de vista.

      Mas eis a boa notícia: terás reparado como Annunaki & companhia representam uma parte mínima do material presente no blog. E podes ficar descansado: no futuro não é previsto que isso mude, também porque não são assuntos com demasiado interesse.

      Abraçoooooooooo!!!
      e obrigado :)

      Eliminar
    8. Anónimo!

      Bingo: "O que foi levantado no artigo não necessariamente é absurdo, mas quando descontextualizado, sim é"

      É exactamente isso. O que encontramos na Bíblia (o que foi relatado neste artigo) é totalmente descontextualizado: não faz sentido interpretar a religião Cristã tendo em conta estes excertos. Da mesma forma, é inútil interpretar o Corão tendo como base frases escritas há 1.300 anos. Quantas religiões poderiam resistir perante uma análise conduzida nestes moldes? Quantas leis poderiam resistir?

      Obrigado e Abraçoooooo!!!!!

      Eliminar
  4. Anónimo26.11.15

    Max, tem uma corrente que nomeia este deus das sagradas escrituras de Demiurgo. Um ser que não o Deus verdadeiro. Um usurpador, digamos. Devem estar no aguardo de alguém mais caridoso. Daí também devem impor aos demais seu deus por meio da caridade. Quem sabe algo semelhante ao que fizeram com os peladões vermelhos que viviam em sulamerica sem consciência do pecado original e outros sonhos molhados de monsenhores. Coitados viviam suas vidas no rumo do inferno sem se darem conta. Os Jesuítas tinham que alertá-los de que o Belzebu não tinha mais espaço pra eles nos seus quintos. Pra onde estas almas iriam?

    Expedito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ricardo26.11.15

      Exactamente. falou tudo.

      Eliminar
    2. Olá Expedito!

      Não sei se o Deus do Cristianismo é um Demiurgo. Pode ser.

      Eu acho-O bastante doente, com fortes perturbações psiquiátricas. Talvez tenha tido uma infância infeliz, não sei (não esquecemos que cresceu sem pais). No mínimo é um bipolar: agora promete todo o bem do Universo, logo a seguir massacra dezenas de milhares de pessoas. Não me parece uma atitude típica dum ser particularmente equilibrado.

      Teve a boa ideia de enviar o Filho Dele há uns 2.000 anos e, de facto, Jesus conseguiu pôr uma boa palavra e refrescar a imagem do Pai. Mas o passado Dele continua preocupante.

      Há uns anos publiquei um artigo com o total das pessoas mortas por Deus no Antigo Testamento (http://informacaoincorrecta.blogspot.pt/2012/05/deus-um-bocado-enervado.html): mais de 34 milhões. Na prática, Deus é melhor do que Hitler (62 milhões) mas pior do que Estaline (entre 10 e 20 milhões de mortos).

      Mas os Cristãos gostam Dele assim, portanto: Ámen.

      Abraçooooo!!!!

      Eliminar
  5. Caro Max,

    Nao tenho comentado por uma questao de disponibilidade mas tenho acompanhado os teus artigos e continuam excelentes como sempre. Tenho uma questao para ti. Nao teras uma versao em italiano do teu blog? Tenho um amigo meu italiano (pequena e bela cidade da Toscania - Lucca) que muito provavelmente iria gostar do teu blog.

    Grande abraco!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oal Xenofonteeeeeeee!!!!!

      Não, não tenho. Quando o blog nasceu era apenas a versão portuguesa de Informazione Scorretta, do amigo Felice Capretta, pelo que fazer uma versão italiana não fazia sentido.

      Depois Informazione fechou, Informação continuou e mais do que uma vez tive a ideia de traduzi-lo. Só não o fiz por uma questão de tempo, mas sim, a ideia está sempre lá... cedo ou tarde tenho que arranjar coragem e começar a obra. Provavelmente irei traduzir o artigo do dia para italiano (já escrevo directamente em português! Com todos os erros do caso, óbvio) e, com calma, acrescentar algo do velho material.

      Lucca é bem bonita! Pequenina, mas muito bonita mesmo.

      Grande abraçoooooo e obrigado!!!!

      Eliminar
    2. Sim. O tempo escasseia e acho impressionante que consigas arranjar temas tão diversificados e elaborá-los da forma que tu o fazes. Traduzir textos é sem duvida uma tarefa que requer tempo logo percebo perfeitamente a tua situação. O teu portuguêis escrito é excelente e raramente tem erros o que é impressionante para um estrangeiro!

      Curiosamente, recentemente acabei de ler o Gomorra de Saviano e é uma brutal descrição das operações da Camorra. Também já vi a primeira época da série e agora espero ansionsamente pela segunda.

      Abraço

      Eliminar
  6. Anónimo27.11.15

    A minha vida teve uma educação cristã quando jovem, como quase a totalidade das crianças deste país, mas há algo que deixa-me um sentimento de "revolta" em relação à Igreja (para mim distinta de religião cristã).
    Quem é que gosta de recordar o filho morto como pregrado numa cruz? Porque não recordar em momentos de alegria? Porque quando se entra numa igreja, existe sempre um ambiente de noslatgia, tristeza profunda, castigo, quando deveria ser o contrário, um hino à alegria? Porque as imagens no seu interior contém traços relacionados com a morte?
    Tudo isso contrario ao que tenho visto em imagens e estatuas em igrejas antes periodo Barroco.

    ResponderEliminar
  7. Nos dias de hoje, Deus tornou-se uma pessoa como nós, com quem a gente pode relacionar-se no mesmo nível, tentar subora-lo, adula-lo, compra-lo com orações ou dinheiro e até mesmo zangar-se com Ele.

    Eu gosto muito de ler escrituras de todas as religiões, para mim uma das mais "engraçadas" é a do décimo terceiro apóstolo em I Cor 7,25-28.

    Mas como diz João, o apóstolo, escreve sete cartas para as sete igrejas . . .

    ResponderEliminar
  8. Anónimo27.11.15

    O filho olha para o pai e o admira por bons exemplos, em forma de atitudes e pensamentos. No trato com os demais. Com afeto, sensibilidade, amabilidade e sinceridade.

    Infelizmente o que um religioso de boa índole faz é procurar, não digo esconder, embora muito se esconda em reuniões religiosas, é dar sentido afável ao que carece de amabilidade em seus livros sagrados. Dar sentido ao que está repleto de ódio, vingança, crueldade. Vislumbrar um sentido qualquer no que não tem sentido nenhum, a não ser pura maldade. Quanto mais nos aprofundamos e mais percebemos que nossa leitura é baseada não em virtudes, mas em vícios e ódio, vingança e crueldade, o que os guias espirituais nos dizem?
    1- Temos que entender o contexto daquela época.
    Ou
    2- Nosso Pai escreve certo por linhas tortas.
    Se há uma terceira explicação no momento não me vem a cabeça.

    A ICAR foi vidraça por muito tempo. Apanhou que nem boi ladrão. Hoje procura ter uma visão menos maniqueísta (apenas menos) dos católicos, embora muitos digam que esteja contaminada desde seu interior. De fato, não temos mais cruzadas, nem inquisição, nem venda de indulgências. Mas e a situação atual de toda a cristandade, não apenas os católicos, no que se refere a ganância, a ostentação, ao superlativo? Qual a ligação com alguém que nasceu numa manjedoura?

    Visualizando como um todo a religiosidade humana, seja que vertente for, abarcando Bíblia (A.T. & N.T.), Talmude, Corão: onde o filho (nós) pode olhar para o pai (Deus Javé, Allah) e nele se espelhar? Digo se espelhar e replicar atos e palavras de bondade, de justiça, de amor (se espelhar na maldade, isso fazemos de forma exímia). Pois são destas virtudes que estamos extremamente carentes. Se alguém puder me dizer o quanto minha visão sobre as obras de Deus carecem de fundamentos, sou todo "ouvidos".

    Expedito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo27.11.15

      Todas, é algo imaginário. Mas na falta de melhor é algo que preenche a nossa fé.
      A Fé move as pessoas como eu, fé que existe algo melhor, no ser humano, no desejo de saúde/bem-estar/alegria geral...
      E isto vêm de um agnóstico.
      Tudo de melhor para todos é o que desejo
      Não preciso de "condutores' ou "religiões", ao viver em sociedade é "o" principio.
      Defeitos sim e não poucos, algo inerente ao ser humano.
      Abraço(s)

      Nuno

      Imagine - John Lennon.

      Eliminar
    2. Anónimo28.11.15

      Tô nessa Nuno.

      Forte Abraço.

      Expedito.

      Eliminar
  9. Chaplin27.11.15

    Não esqueçamos de que a Bíblia latina não passa de uma versão adaptada da Torá, está sim, um compêndio original de escrituras onde a elite sacerdotal hebraica se auto-elegeu como o povo escolhido e partindo deste princípio ordenou todos os demais que formaram o comportamento ocidental desde então. O cristianismo nasceu de dissidentes judeus mas que foram cooptados por Roma e pela própria elite hebraica, serviram-se da sistematização de fé alcançada pelo judaísmo, como como meio de expandir os mesmos princípios, algo que jamais seria alcançado pelo judaísmo. A perseguição aos judeus durante a Inquisição jamais atingiu as elites judaicas que se mantiveram firmes em postos estratégicos nas Cortes dos reinos católicos, até porque os monarcas tinham alta dependência de seus serviços.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...