10 dezembro 2015

A Toyota responde

A Toyota responde ao meu pedido de esclarecimento.
Apreciamos a atenção e vamos ler.
Caro Mr. Dernam [deve ser um meu parente, ndt],

Obrigado por entrar em contacto com a Toyota Inc. e partilhar as suas preocupações sobre os produtos Toyota desviados.

Gostaríamos de tranquilizar: a Toyota tem uma rígida política para não vender veículos a compradores que potencialmente poderiam usa-los ou modificá-los para as actividades paramilitares ou terroristas, e temos procedimentos e compromissos contratuais em vigor para ajudar a impedir que os nossos produtos sejam desviados para utilizações militares não autorizadas. Na verdade, a Toyota parou de vender veículos na Síria há vários anos, por exemplo, a menos que estejam a ser usados para iniciativas internacionais de ajuda humanitária. Estamos empenhados em cumprir integralmente as leis e os regulamentos de cada país ou região onde operamos, e exigimos que os nossos revendedores e distribuidores façam o mesmo.

A Toyota também está a apoiar um mais amplo inquérito do Departamento do Tesouro dos EUA para estabelecer as cadeias de fornecimento internacionais e o fluxo de capitais e mercadorias para o Oriente Médio. A nossa interacção com o Tesouro faz parte dum programa de maior alcance que também inclui instituições financeiras, fabricantes de equipamentos, fornecedores de energia, petróleo e infraestruturas.

Há dezenas de milhões de carros e de camiões da Toyota em serviço em todo o mundo. Nós também somos consternados ao observar as fotos de militantes armados que utilizam os nossos produtos, e trabalhamos duro para garantir que os veículos em nosso controle não caiam em mãos erradas. No entanto, como qualquer construtora, não temos controle sobre os veículos usados ​​quando são vendidos, ré-vendidos, trocados e comercializados por terceiros nos mercados de carros n​do mundo.

Obrigado novamente por compartilhar as suas preocupações connosco, de forma que seja por nós possível enfrenta-las e, esperamos, resolve-las. O seu e-mail foi arquivado na nossa Sede Nacional.

Atenciosamente,

Anita M.
Centro Toyota Customer Experience

Tinha a certeza de que a Toyota teria respondido e que o tom teria sido este: não era possível esperar outra coisa. Agora Algumas considerações.

A Toyota é actualmente o maior construtor de carros do mundo. A razão? Simples: faz bons carros. E
aposta forte nos híbridos, a melhor solução no curto prazo para aliviar (não resolver) o problema da poluição.

Ver colunas de carros Toyota nas mãos do Isis não é uma boa publicidade. E de facto não foi a Toyota que forneceu o Estado Islâmico.

No ano passado, foi relatado que o Departamento de Estado dos EUA tinha enviado frotas de veículos (especificamente Toyota, ABC) para a Síria em apoio ao "Exército Livre da Síria" (os tais "rebeldes moderados").

Recentemente (PRI), o Departamento de Estado norte-americano retomou o envio da ajuda, sempr eem favor dos "rebeldes" sírios, com outros 43 veículos Toyota. Oubai Shahbander, consultor da Coligação Nacional da Síria baseada em Washington:
Equipamento como os Toyota Hilux são o que preferimos.
O governo britânico também tem fornecido um número não especificado de veículos aos terroristas que lutam dentro da Síria. Num artigo de 2013, o diário The Independent realçava mesmo este facto:
Até agora, o Reino Unido enviou cerca de 8 milhões de Libras de ajuda "não-letal", de acordo com os documentos oficiais, que incluem cinco veículos 4×4 com protecção balística; 20 conjuntos de armaduras corporais; quatro camiões (três de 25 toneladas, um de 20 toneladas); seis SUVs 4×4; cinco pick-ups não-blindados; um veículo de recuperação; quatro empilhadeiras; três kits avançados de resiliência destinados a resgatar pessoas em situações de emergência; 130 baterias de energia solar; cerca de 400 rádios; purificação de água; laptops; VSATs (pequenos sistemas de satélite para comunicações de dados).
Recentemente, o Daily Telegraph da Austrália relatava o desaparecimento de 800 veículos em Sidney e segundo, os especialistas, o destino dele foi o Isis.

O mistério das centenas de pick up Toyota novinhos em folha nas mãos do Estado Islâmico está resolvido. Estados Unidos, Reino Unido mas também Turquia e Jordânia têm fornecido os veículos aos "rebeldes moderados" da Síria. Os quais são tão moderados ao ponto de entregar logo os Toyota ao Isis. Agora o Tesouro dos Estados Unidos investiga: mas como isso pode ter acontecido?
Pois, um mistério inexplicável...


Ipse dixit.

Fontes: no artigo.

3 comentários:

  1. Anónimo10.12.15

    Max, parabéns pela iniciativa.

    Tanto este post como o anterior sob o título 'O Califa', são importantes para ajudar a desenrolar a teia de desinformação que envolve o ISIS.

    Krowler

    ResponderEliminar
  2. Ricardo10.12.15

    Aqui na Inglaterra nós resolvemos escrever para nossos representantes no parlamento reclamando de bombardear a Síria etc. Etc.

    Respostas cheias de bla bla bla, porém o interessante foi afirmar "já sabemos que não existem moderados". :)

    Hipocrisia é a alma do negócio...

    ResponderEliminar
  3. Será que eu consigo uma "ajuda não letal" dessas, tipo um toyota hilux, pode ser de câmbio manual mesmo, ou uns 500k.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...