Mas vamos aos factos.
Um grupo de indivíduos com graves problemas psíquicos (como todos os radicais religiosos) que se fazem chamar Boko Haram, tem espalhado o terror em África com aquele que já é definido como o "maior e mais destrutivo" ataque de toda a sua existência: segundo Amnistia Internacional, em duas cidades nigerianas milhares de casa foram destruídas enquanto o destino dos habitantes é incerto (mas adivinha-lo não é nada difícil).