08 abril 2016

O Brasil da crise

Situação complicada no Brasil? Sem dúvida.
Tentamos pôr um pouco de ordem para quem vive fora do País, contando com a ajuda dos Leitores sul-americanos para eventuais desenvolvimentos.

Impeachment

E comecemos em 2015, um ano amargo na óptica da Esquerda da América do Sul: a desaceleração da economia chinesa (que alguns ainda continuam a negar...), acompanhada pela queda dos preços das commodities e dos ataques especulativos contra Títulos e Bolsas de Valores locais (sem contar as pontuais vozes de iminentes deafult), tem inevitáveis ​​repercussões nas condições de vida e nas escolhas do eleitorado. Em 23 de Novembro, na Argentina é Mauricio Macri que ganha contra o candidato peronista; duas semanas depois, em 7 de Dezembro, é a vez da Venezuela, onde o partido chavista, liderado por Nicolas Maduro, perde as eleições depois de 17 anos de poder consecutivos. Dois estalos nada mal.

Mas o mosaico ainda não fica completo sem a decisiva peça brasileira: chega a recessão (PIB fecha 2015 com -3,8%), embora não suficiente para derrubar o recém eleito governo.

Em Dezembro é aberto um processo de impeachment (a medida constitucional de cassação do mandato) contra a Presidente Dilma Rousseff, algo que gira em torno da rejeição por parte do Tribunal Federal de Contas da União (TCU) do orçamento federal de 2014 e, em particular, da acusação de não ter contabilizado algumas dívidas aos bancos controlados pelo Estado.
Para já é importante realçar isso: o processo de impeachment é relativo a uma questão de contabilidade (federal) e nada tem a ver com o caso Petrobras.

Petrobras, Lava Jato & Igrejas

Petrobras, eis o nome. Uma empresa petrolífera estatal, um gigante que factura algo como 91 biliões de Dólares (dados de 2014). É muito dinheiro. O núcleo da acusação é o seguinte: a Petrobras teria "inchado" ou seus contratos para um valor de 2 bilhões de Dólares ao longo da última década, dinheiro que teria sido alegadamente distribuído a líderes políticos. E o período temporal cobre as presidências tanto de Dilma Rousseff quanto do seu antecessor, Lula da Silva.

O clima aquece em ocasião da "detenção" do ex-presidente Lula: no dia 4 de Março de 2016, 4 policiais federais invadem o seu apartamento para depois acompanha-lo para um rápido interrogatório (três horas). Este faz parte da Operação Lava Jato, uma investigação de amplo alcance que tem como objectivo apurar um esquema de lavagem de dinheiro: no caso de Lula, o ex-Presidente teria recebido fundos da Petrobras para financiar a sua campanha eleitoral.

A "mini-detençaõ" de Lula é sem dúvida um erro: não havia necessidade (contra o ex-Presidente nem é formulada uma acusação), tendo também em conta razões de ordem público. E, de facto, a tensão no País começa a crescer, com tumultos na frente da casa de Lula e de Dilma Rousseff. A Presidente responde com um erro crasso: nomeia o ex-Presidente e amigo Lula qual Ministro-Chefe da Casa Civil. Desta forma, Lula é subtraído à Justiça ordinária e fica passível de investigação apenas pelo Supremo Tribunal Federal.

Por qual razão erro crasso? Por duas boas razões. Para já, Dilma ou alguém da equipa dela deveria ter previsto quais as contra-medidas (o pedido de anulação da nomeação, depois pontualmente apresentado). Mas há algo de mais profundo e sinistro. A mensagem enviada por Dilma é simples: a política pode tornar-se um meio para fugir à Justiça (sobretudo se tivermos uma amiga Presidente do República, diga-se), as Leis podem ser contornadas se o fim é proteger... quem? Um cidadão qualquer, uma vítima dos acontecimentos? Não: um amigo, um colega de partido. Mau.

Voltamos um pouco atrás. Qual a principal suspeita que paira sobre Lula, Dilma e não só (a Operação Lava Jato é muito mais do que o Partido dos Trabalhadores)? Corrupção, o facto de ter gerido a Petrobras como fonte de rendimentos ilícitos. No caso de Lula há ainda a suspeita dele ter favorecido alguns contractos com empresas privadas em troca de "regalias" (o triplex, a fazenda...). As investigações estão em pleno andamento, portanto é difícil ter uma opinião bem definida acerca do assunto.

Mas estes são quase "pormenores": nesta altura o Brasil já está divido em duas fações, a que quer a cabeça de Dilma, a que vê a Presidente e Lula vítimas dum enredo surgido até fora do Brasil (em Washington). Raciocinar não adianta, pois não parece haver zonas neutras: ou se aceita a teoria da conspiração (e neste caso vale tudo, até nomear um amigo como Ministro para subtrai-lo à Justiça), ou se apoia a acção dos investigadores (então a publicação de conversas telefónicas privadas já não é uma flagrante violação da privacidade - e não apenas isso - mas um direito dos cidadãos "que têm que saber").

O clima aquece ainda mais e em meados de Março as manifestações multiplicam-se. Um papel interessante é também desenvolvido pelas igrejas evangélicas: em particular se destacam nas manifestações o televangelista Silas Malafaia, líder carismático da igreja pentecostal Assembleia de Deus Vitória em Cristo e dono dum império estimado em cerca de 150 milhões de Dólares, e Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus e dono duma fortuna de dividida entre Brasil e Estados Unidos.
Entretanto, a tensão política no País atinge o nível de perigo: tanto Dilma Rousseff  quanto Lula falam abertamente de golpe que quer quebrar a ordem democrática.

No dia 28 de Março o Partido do Movimento Democrático Brasileiro deixa definitivamente o governo, forçando Dilma a uma remodelação. No mesmo dia, o Supremo Tribunal Federal anula a anulação da nomeação de Lula qual Ministro-Chefe da Casa Civil mas, logo a seguir, outros juízes avançam com novas anulações. É sem dúvida uma situação caricata na qual é cada mais evidente a fractura entre poder judicial e poder político.

Crise

O Brasil enfrenta uma crise institucional enquanto se encontra mergulhado numa crise económica também. E não é um mero acaso. Do espantoso sucesso económico sobra a desolação do desemprego, o PIB em queda, o encerramento das actividades económicas e 2.000.000 despedimentos só em 2015. As previsões não são positivas, pelo menos até 2020 quando está marcada a luz no fim do túnel da recessão (a propósito: bem vindos amigos brasileiros no clube dos que esperam a tal luzinha...).

Vista "de fora", a situação é de difícil interpretação. É necessário conhecer um mínimo de história do País para entender por quais razões foi possível chegar até este ponto. Um ponto de não regresso, provavelmente, no qual há a sensação de que algo tem ainda que acontecer antes que ás águas possam voltar a acalmar-se. Entretanto, tomar partido é complicado. Dum lado, uma Justiça que parece ter saído do âmbito das suas competências para desenvolver uma uma clara ação política, com excessos que fazem lembrar de perto a Operação Mani Pulite dos anos '90 em Italia. Do outro, um  executivo sob pressão, desnorteado, com declarações e escolhas tanto absurdas quanto perigosas.   

O futuro? Incerto. O sonho socialista da América Latina parece ter chegado ao fim: após a derrota de Maduro na Venezuela, após um Obama que saltita em Cuba, sobram realidades importantes sim, mas não tão emblemáticas. Mas seria um erro ver o Brasil como parte deste movimento: na verdade, o caminho escolhido foi outro, desde que o País foi entregue às leis do livre mercado.

Pouco importam a corrupção (que existe e bem enraizada), os sucessos em âmbito social  do governo Lula (que não podem ser postos em causa) ou até as ideologias (frágeis cortinas de fumaça para capturar seguidores): não há uma verdadeira tentativa de golpe, pois o que se passa no Brasil é um duro choque entre dois grupos de poder, dois grupos internos mas com óbvias ligações ao exterior. Não existe o risco do regresso duma ditadura militar, pela simples razão que não é este o objectivo de quem segue as directivas de Washington. Tal como não há risco duma deriva socialista, porque quem olha para Pequim seguem bem outros modelos. E pouco importa se no governo quem decide for o Partido dos Trabalhadores ou outro movimento qualquer, pois são as leis do Capitalismo que mandam. E um Capitalismo com rosto humano ainda tem que ser inventado.


Ipse dixit.

Relacionados:
Acerca da Petrobras: A Petrobras e o charco
A Operação Lava Jato: Operação Lava Jato
Outras investigações: A Operação Zelotes - Parte I, Parte II, Parte III, Parte IVA Operação Satiagraha - Parte I, Parte II

68 comentários:

  1. Anónimo8.4.16

    Tem a bolha imobiliaria tambem prestes a "estourar" pra depois da olimpiada!
    Grupos internacionais ja estão "investindo" em imoveis por aqui, curiosamente provenientes da Terra Santa. - http :/ veja.abril.com.br /noticia/economia fraqueza-do-mercado-imobiliario-brasileiro-atrai-estrangeiros - https :/ en.wikipedia.org wiki Neil_Bluhm

    ResponderEliminar
  2. Considero que seja muito difícil de tão longe ter clareza do que ocorre no Brasil hoje se, aqui dentro há tantas interpretações parciais, obscuras, com falhas. Embora estando por completar 66 anos, a maioria aqui vividos,e acompanhando dia a dia os acontecimentos, é de se esperar que cometa erros , como qualquer outra pessoa. É claro que meu posicionamento é afirmar a existência de um golpe para facilitar o estabelecimento definitivo de um estado mínimo, privatização exacerbada e total farra da corrupção.
    Gostaria de complementar a análise do Max, chamando a atenção de alguns pontos que considero chave.
    1. A polícia federal no Brasil começou a ser respeitada, instrumentalizada e dotada de autonomia parcial nos últimos 15 anos, com vistas a minimamente deter o ímpeto corruptor e sonegador dos privados, dos governos e das agências de regulamentação, permitindo a apuração de todos os desvios.
    2. As instituições jurídicas e policiais em muitos casos,ganhando força e poder, desviaram-se totalmente das suas funções técnicas para agirem politicamente de acordo com interesses diversos. Isso não é nenhuma novidade entre nós, mas agora com poder elevado a enésima potência, e total liberdade de divulgação.
    3. A desejável objetividade técnica deu lugar à seletividade, ilegalidade e poder desmedido em favor dos interesses de quem realmente manda no país: 71 mil pessoas, em detrimento de 200 milhões.
    4. Os interesses destas 71 mil pessoas são óbvios. Eles vivem de dividendos, na sua maioria, num país onde os impostos não incidem sobre lucros provenientes de dividendos, vivem do "quanto pior melhor" porque é nestas ocasiões de caos que conseguem aumentar brutalmente suas fortunas, lhes é conveniente desemprego e diminuição de direitos porque a força de trabalho torna-se mais barata e obediente,se alimentam com o Estado mínimo porque vem-se livres de quaisquer regulamentações estatais e lucram assustadoramente com o leilão a preços desprezíveis dos recursos naturais, industriais, empresariais quaisquer.
    5. Pequena parte da população dos 200 milhões sabe localizar os seus interesses no pólo oposto por motivos também óbvios: histórica tradição de escravatura consentida, desinformação generalizada, independente de escolarização, cooptação, mentalidade conservadora, servil, ao mesmo tempo racista, classista e violenta.
    6. Apesar deste caldo de cultura inóspito e insalubre, e às custas de muito populismo e pactos com os representantes mais imundos dos 71 mil, os governos Lula e Dilma conseguiram criar algumas condições de possibilidade para que,a longo prazo, o paraíso dos 71 mil sofresse algum tipo de impacto, o que motiva todas as iniciativas para atrasar em, no mínimo 1 século, pequenos ganhos.
    Ora, coincidiu este estado da arte com o interesse internacional de mudança de regime suave por parte dos EUA, já tendo ocorrido suavemente nos já mencionados no post e também no Paraguai, no governo Lugo.
    Os motivos internacionais são também óbvios: privatização de tudo, especialmente o pré-sal, desbaratamento das iniciativas de soberania na América Latina ( Banco do Sul, Mercosul e congêneres)enfraquecimento de empresas particulares nacionais competitivas a nível internacional impacto negativo nos desdobramentos de um mundo multipolar, interrupção da construção da rede de comunicação e dados submarina, independente dos EUA, desaceleração de construção de mecanismos de defesa/ataque como submarino nuclear, armamento e alta tecnologia, ou seja, todos projetos e implementações dos últimos anos no Brasil.
    Agora, por favor, aceito críticas, insultos e elogios; só não me qualifiquem como petista, comunista e congêneres porque não sou, mas tenho a pretensão de entender um pouquinho de geopolítica, graças a experiência "de campo" no Brasil e na Líbia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Você poderia até ser "petista" mas escreveu aqui um belo artigo criticando o PT, a Dilma e o Lula. grato.

      Eliminar
  3. Anónimo8.4.16

    Max
    Directivas de Washington:
    https://www.bostonglobe.com/ideas/2014/10/18/vote-all-you-want-the-secret-government-won-change/jVSkXrENQlu8vNcBfMn9sL/story.html

    Directivas? Quanto muito é o que descreves no ultimo parágrafo. Se o Boston Globe o NYTimes não consigo aceder ao link e o Washington Post publicam isto, a que questionar tudo e mais alguma coisa.

    Pelo que tenho falado no skype isso é o que já vários nomes europreus e norte americanos disseram e é basicamente uma luta de classes.
    A corrupção começou com este ou aquele ou já funcina assim desde nós chegamos às americas sejam portugueses,espanhóis, ingleses basicamente e criou-se uma sociedade quase de "castas"?

    Estás a simplificar algo muito mais complexo.
    Gostava sinceramente de ouvir a opinião de algo estranho o sistema democrático, em que quando vais a votação não votas uma vez como aqui, votas 3 vezes. Ou seja quem para lá for tem que fazer alianças com quem não quer. É um sistema que é propício a isso senão é ingovernável.
    Nós aqui já fizemos disparates quanto baste e lembremo-nos da cartilha da troika, privatizar e privatizar e ficamos melhor? Ou na Grécia ou na Itália, Espanha não me parece.
    Mais desemprego, mais divida odiosa, mais emigração...A coisa vai sempre a dar ao mesmo, muda-se a roupa o continente é o mais do mesmo.
    A nossa sorte é que estamos na Europa e mesmo com a hipocrisia reinante ainda temos certos valores(que estão ir pelo ralo).

    Ah ja tinha lido e reli a MMT aqui mesmo e noutros sitios. Basicamente vivemos numa fraude sistémica e mais tarde ou mais cedo (aposto mais cedo) a bolha vai rebentar...é tudo virtual logo quando vivemos não baseados na realidade mas numa falsa percepção de realidade (ou em negação) sabemos bem o que isto vai dar acho que a maioria só vai acordar quando se sentir atingidos e depois é tipo revolução francesa e passado um tempo volta tudo ao mesmo.

    Abraço
    Peço desculpa pelo off-topic mas se calhar até nem é.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo8.4.16

    O Brasil é resultado da herança cultural que foi implantada quando "supostamente" foi descoberto por Pedro Alvares Cabral e sua corja de BANDIDOS que vieram de PORTUGAL em navios para EXPLORAR,ROUBAR,ESCRAVIZAR...O seu passado te condena. Depois o povo teve que aceitar um REI PORCO GORDO e a nobreza portuguesa então surgiu a CLEPTOCRACIA. Hoje o BRASIL é governado por SINDICATO DE LADROES.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo9.4.16

      És indio para te estares a queixar ??? Se és até te dou razão , pois eles podem queixar-se de terem sido colonizados e explorados. Mas na america do norte ainda se podem queixar mais pois foram expropriados e confinados a rezervas como uma especie em vias de extinção. Na Australia bem que se podem queixar do mesmo. Para terminar essa conversa de que todos os males que o Brasil ainda sofre devem-se a colonização Portuguesa é desculpa barata pois o Brasil tornou-se independente em 1822 o que ja da tempo para terem feito alguma coisinha.

      a culpa e dos Porutgueses
      a culpa e dos sindicatos
      a culpa e do pt

      atirar as culpas de todos os nossos males para os outros é sempre mais fácil e conveniente que olhar para os nossos erros , admiti-los e corrigi-los.

      EXP001

      Eliminar
    2. É isso mesmo EXP001. Muitos tendem a ter essa visão simplista de problemas e situações complexas. Não querem se aprofundar, pensar muito, então chegam a conclusão simples e elegem um culpado.

      Eliminar
    3. Anónimo10.4.16

      Brasil independente após 1822? A sua ESCOLA deve ser de RETARDADO. Apos 1822 o Brasil virou império ainda submisso a Portugal por isso a corte de LADROES portugueses governaram até 1889. Graças ao Brasil- colônia a família real portuguesa escapou de serem mortos por NAPOLEAO BONAPARTE. Isto facilitaria a separação definitiva de portugal mais cedo.

      Eliminar
    4. Anónimo10.4.16

      Ora Max e Maria aqui vemos um bom exemplo de alguém a enterrar-se e sem argumento logo o indivíduo/a tenta será persuadir através do insulto a sua frustração, em 1822 Napoleão já estava debaixo de terra em 1814...mas vamos analisar o resto...
      Os portugueses governaram até 1889 essa é nova nem nos livros de história conspiracionista tinha lido algo de tão fora da realidade.
      Se existe uma coisa que não percebe é história pois Portugal e a Inglaterra tinham e sempre tiveram uma união, aliás a mais antiga da Europa. Isso indirectamente foi bom para a expansão do território brasileiro pois com o domínio inglês tudo o que foi questões de delimitação de terras, tirando o Pirara(Guiana) 50/50 foi tudo para o Brasil e sim provavelmente eram descendentes de portugueses pois que eu saiba fomos nós que para aí fomos e corremos com holandeses (Africa do Sul - Apartheid ) e franceses que perderam e foram corridos para a province d'autre mere Guiana Francesa. O nosso dna é a maioria brancos e pardos. Se não fossemos nós esta voz nem existia muito provavelmente. E pergunto os Espanhóis eram melhores? pois e os Ingleses na América do Norte? Até agora existem problemas raciais.
      Todos eles não são exemplo mas nós nunca fomos conotados com esses dois porque será?

      Mas peço desculpa pela intervenção continue que isto está a ficar divertido...faz de conta que nem estou aqui. lol

      Eliminar
    5. Debord11.4.16

      O BRASIL É COLÔNIA DOS MARRANOS SIONISTAS, MAS LENDO AS MESMAS FONTES "OFICIAIS" JAMAIS ENTENDERÃO...

      Eliminar
    6. Anónimo11.4.16

      Napoleão morreu em 1814? O Brasil não foi governado até 1889 por monarcas portugueses? A resposta é simples: a historia real do Brasil foi vivida e contada por aqueles se adequaram ao novo mundo. Enquanto os portugueses europeus viviam no seu reino de fantasias a parte dos acontecimentos. Um bom motivo para explicar sua grande arrogância. Devolvo o "marranos sionistas" a vocês por que dispensamos ESMOLAS.

      Eliminar
    7. Anónimo12.4.16

      Napoleão para o exilio em 15 de outubro de 1815 para ilha de Santa Helena e morreu lá em 5 de maio de 1821.


      Independencia do Brasil
      - Declarada em 7 de setembro de 1822
      - Reconhecida em 29 de agosto de 1825

      Proclamação da República
      - 15 de novembro de 1889

      Contínuam a confundir a independencia com a proclamação da Republica.

      Por essa ordem de ideias Canada, Australia e Nova Zelandia não são estados independentes e são governados pelo Reino Unido, visto que a monarca e chefe de estado desses 3 paises é a Rainha Elizabeth II

      EXP001

      Eliminar
    8. Anónimo12.4.16

      Papel aceita tudo más a realidade foi e será a outra. A cartelização do poder pela aristocracia. Uma independência disfarçada feita pela nobreza e a maioria do povo não sabia. Graças ao Brasil em 1821 o rei,após longas férias ,voltou a Portugal. E deixou a besta do príncipe do seu filho tomando conta do galinheiro rodeado de raposas e levaram a rasteira merecida.

      Eliminar
    9. Anónimo14.4.16

      "Papel aceita tudo más a realidade foi e será a outra."
      Ai sim ?
      Estavas la nessa epoca para constatar ?
      Vai mas é para o wc ler olavo de carvalho ao som do Anselmo Ralf

      Eliminar
  5. Anónimo8.4.16

    É igual em toda a América Latina e nos EUA só mudar de português para Reis de de Espanha e Rainha de Inglaterra.

    ResponderEliminar
  6. José Figueiredo8.4.16

    O problema histórico do Brasil está, a quando da sua Independência face a Portugal, ter-se tornado numa colónia da Inglaterra e seus aliados, nunca tendo sido capaz de cumprir para com os seus cidadãos, os deveres inerentes a uma República que se designa como livre e independente.

    Actualmente no Brasil, reina um completo desnorte sobre qual o caminho a tomar para que se apure responsabilidades dos crimes e falhas cometidos desde há décadas; sem um rumo é impossível conseguir com eficácia derrotar aqueles que pretendem um retrocesso naquilo que se fez de bom nos últimos anos em que a actual força política, desempenhou funções governativas, através do voto dos cidadãos da República Federativa do Brasil que nela delegaram a responsabilidade de dirigir o país.

    Porém, é certo que o que está por detrás desta anarquia propositada fomentada pelo poder financeiro e clerical europeu através dos Estados Unidos da América, tem como objectivo criar uma mudança de políticas mais favoráveis à Europa, e para isso servem-se uma vez mais da Oligarquia e Classe Média brasileiras para dar corpo ao manifesto, sendo esta última dotada de uma iliteracia tremenda sendo um exemplo fiel do tipo de gente que fica contente se lhe derem um chouriço em troca de um porco.

    O que apresento como uma alternativa a esta situação, seria o governo da República Federativa do Brasil convocar eleições (quem não deve, não teme) e derrotar as forças políticas oligarcas e imperialistas através do voto dos cidadãos que se revêem nas grandes conquistas económicas, laborais, e sociais, alcançadas nos últimos anos e que deram oportunidades e dignificaram a vida do Povo Brasileiro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chaplin11.4.16

      Tens a propaganda, o controle da moeda e a informação privilegiada, tens o domínio do mundo cujas eleições são meras oficialidades perante os dominados...

      Eliminar
  7. Anónimo9.4.16

    Bom artigo do Intercept
    https://theintercept.com/2016/03/18/o-brasil-esta-sendo-engolido-pela-corrupcao-da-classe-dominante-e-por-uma-perigosa-subversao-da-democracia/

    Reparem nos links o golpe de estado na altura foi obra dos mesmos que colocaram Pinochet e a junta militar na Argentina.
    Foram desclassificados pelo foia em 2016...o resto está lá preto no branco em português e inglês. Nao é só o pré sal é as resrvas aquiferas no sul e norte do país. Aliás aqui já se criou um post do Max das compras da filha do Bush no Paraguai, no qual também se falou que por baixo do Tigre e Eufrates existe também um enorme aquifero.
    Mas se querem vender, que vendam, eu nem moro já aí e sei bem o que está em jogo.
    Aliás investiguem mais, desde 1985 e o que foi feito antes é uma insignificância comparado com alguém que apanha o que vem de trás.
    Acho as memórias das pessoas está com sérios problemas, possivelmente pelo bombardeamento incessante de desinformação desde que o PT para lá foi. Sim já na altura. Incomoda os 71 mil porque é para acabar com salários mínimos, para explorar mão de obra barata que é o que as multinacionais, sector agricola e outros querem.
    Após ler o que escreveu a Maria não podia estar mais de acordo e o que reparei é que me assustou: medo de represálias e insultos em cascata, pois dá para ver o ambiente "democratico" que lá se vive.*ironia para quem tem dificuldade de percepção.
    Exmo. José Figueiredo eles querem tudo menos eleições.
    A mim podem me chamar de petista (dupla nacionalidade), até agora o melhorzinho que já aí esteve. O Brasil estava antes desta palhaçada estava a ser visto a sério um global player, se o que penso que o que vai ocorrer, ocorre vão ser vistos outra vez como uma república das bananas, aliás já está a acontecer.
    Sem dúvida foi um bom des (trabalho)

    Nuno

    ResponderEliminar
  8. Caro Nuno: te juro que não é medo, não, porque já enfrentei coisa bem pior. É misto de angústia, raiva e desalento. É ter de ouvir todo o dia a mesma lengalenga de gente que não tem noção de coisa alguma, que afirma e nega baseado (a) em mentiras assombrosas marteladas 24 horas por dia via rádio e TV. É tentar responder, por escrito também em blogs, mail e o escambau, usando de um mínimo de bom senso, tentando entender a lógica de quem escreve e/ou fala, e percebendo que não há lógica, é simplesmente descarregar ódio que estava represado, ódio do igual, porque não se sente igual, ódio do diferente porque se sente mais e/ou melhor, ignorância pura e descabida.
    Apenas um simples exemplo de faz meia hora. Uma senhora que me vende produtos para a pele me chama por mail para combater a "corrupção contida no pagamento da bolsa família para essa cambada de vagabundos que não trabalha".
    Inicio perguntando qual a estatística que ela conhece para considerar que as mães brasileiras que recebem a BF não trabalham. Ela me responde que a Mirian Leitão havia comentado na TV. Pergunto quais as fontes que comentarista midiática havia embasado sua afirmação. Ela rebate que não precisaria ouvir, que todo mundo sabe. Pergunto quais os casos que ela conhece, ao que a senhora responde que "graças a Deus, aqui em Santa Catarina as pessoas tem vergonha na cara e trabalham" Pergunto se ela considera trabalho aquele livro ponto que ela assina todos os dias na prefeitura do município, e não comparece, mas recebe no fim do mês, porque todos os dias ela vende de casa em casa os produtos de beleza para aumentar a sua renda e, com isso pagar a faculdade da filha, pois ela é arrimo de família como muitíssimas das mães do BF. Acrescento que eu conheço pesquisas sobre a BF, que comprovam que os valores recebidos mediante comprovação que os filhos frequentam escolas e postos de saúde, tem sido uma complementação necessária para estas famílias muito pobres, que muitas chegam a desistir da BF quando acham que podem levar a frente seus gastos familiares, e que este é um programa de distribuição de renda reconhecido no mundo inteiro como exemplo. Ela muda de assunto e me diz que com o salário da prefeitura ela teria de por a filha a fazer faxina. Eu enfatizo que sem BF muitíssimas famílias no Brasil poriam menos comida na mesa. Por fim ela me pergunta se eu vou "prejudicá-la". Eu digo que não porque entendo que a "corrupção" que ela pratica corresponde a umas 6 BF, que eu considero ilegal, mas não imoral, e que, dadas as circunstâncias, e como eu sou a favor da distribuição de renda num país de gente pobre como o nosso, eu apenas preferiria que ela fosse mais uma mãe a vender produtos de beleza e participar do BF como beneficiária. Mas ela vai continuar dizendo e multiplicando nos facebbooks da vida as mesmas asneiras, com certeza. É assim...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chaplin11.4.16

      A mídia se coloca como "procuradora" oficial dos interesses da população, eis o poder da propaganda e da realidade editada pelas oligarquias midiáticas pelo mundo. Vive-se vidas novelescas, onde os ditos 71 mil dão risadas e agradecem...

      Eliminar
  9. Anónimo10.4.16

    cara Maria, isso descrito acima só demonstra algo (sei que aí é pior mas eu pessoalmente o que mais me dá prazer é banir pessoas ultimamente, não tenho paciência) que é um pouco o novo normal e sobre o que são as redes sociais.
    Essa senhora acima está a dar indirectamente a "dar tiros nos pés", mas a cabeça não dá mais porque já esta programada/alinhada com um que um auto proclamado guru (que vende um produto, neste caso propaganda).
    A maioria como você sabe nem são má gente, o que se passa não só aí, mas a nível geral é relativamente facil de entender.
    As pessoas sentem necessidade de ouvir o "quarto poder" aparelho que despeja conteúdos e os "experts", que de experts nada possuem a não ser tempo de antena.
    Isso reflecte nas redes sociais o fulano(neste caso a fulana Leitão) disse isto... ok sim e daí. Quem é ela se não mais uma peça descartável de marketing político.
    Existe algo que já tentei anteriormente mencionar(aqui no II sobre o controlo de pensamento e usei um exemplo simples Sun Tzu, ninguém me deu uma resposta em condições, lembro me que consegui contra argumentar tudo ou quase)factor timing e os estudos levados a extremos no século passado sobre a psique humana.
    Hoje em dia os estudos sobre isso mesmo aliados ao timing e outros factores (estudei marketing sei alguma coisa), consegue fazer passar quase tudo.
    Outras pessoas mostraram-me formas que nem pensava ser possível, muito mais avançados.
    As redes sociais limitam as pessoas porque não deixam nada que seja reprovável(o que e por quem?* Está bem que haja limites, claro mas é tudo muito difuso). Ou seja não passa algo que não permite a pessoa expandir-se e usando a expressão inglesa: think outside the box.
    É limitativa a todos os níveis, tem que se alinhar com ideias reinantes por mais estapafúrdias que sejam.
    Alem disso nos passamos a ser sem querer um produto.
    É o instrumento perfeito para a venda da "banha da cobra", mexericos, difamação, invejas enfim quase uma novela.
    Estas redes são supervisionadas pela nsa e embora sabendo ou não estamos a dar gratuitamente dados de todo o tipo com o qual desenham perfis.
    Podes ver o meu nada de jeito musica anti sistema, basicamente anti-establishment mas não insulto ninguém pelo contrário deixo-os enterrar-se e depois saí a "picada".

    O bolsa familia? O programa considerado pela onu, unicef o melhor até agora e um modelo a ser seguido a nível mundial.
    Nem comento.
    Enfim...não querem trabalhar? Quando aí morei vi bem o que era miséria,viviam na rua de dia para dia, nem comento.


    https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Bolsa_Fam%C3%ADlia

    ResponderEliminar
  10. Anónimo10.4.16

    http://www.undp.org/content/undp/en/home/presscenter/articles/2012/06/01/un-development-chief-president-of-brazil-present-mdg-awards.html

    ResponderEliminar
  11. Anónimo10.4.16

    Completamente risível a retórica do Brasil pobre por culpa dos portugueses. Ehehehe!
    Nós por cá ainda somos pobres por culpa dos romanos.
    Dizer que os portugueses roubaram o Brasil é outra idiotice equivalente. O Brasil foi fundado pelos portugueses e era território português. É como se hoje se dissesse que Portugal rouba o Algarve ou o Douro Litoral.
    E é patético ver gente até culta repetir estas balelas, como se um país com tantos recursos pudesse ficar amarrado ao que ocorreu há dois séculos.
    Outra coisa notável é os brasileiros, que são descendentes dos colonos virem apontar o dedo aos portugueses que ficaram pela europa. A ascendência é a mesma. Com a agravante de que se houve alguma injustiça praticada pelos colonos, estão a falar dos seus antepassados diretos e não dos que nunca saíram do território da Metrópole europeia.
    Que podemos pensar de um povo que na posse de tantos recursos naturais passa duzentos anos a lamuriar-se por o país não ter surgido por geração espontânea e tal como todos os outros países americanos ter surgido da expansão europeia.
    Outra coisa notável é referirem-se aos nativos como os únicos legítimos habitantes do território. Têm bom remédio, venham-se embora e entreguem-lhes o país. A europa vai receber-vos como recebe milhões de muçulmanos.
    Nós por cá até favorecemos os não europeus em detrimento dos nativos.
    Essa anedótica culpa dos portugueses pelo que de mau surge no Brasil sempre foi bem explorada pelos políticos brasileiros corruptos e pelos italianos emigrados que dominaram muitos anos a mídia. Começam nas escolas a instilar ódio aos portugueses e a promover o escárnio.
    O que me divirto quando vou ao Brasil e ouço aquele chorrilho de barbaridades.
    Os portugueses deixaram-lhes um país imenso. Têm petróleo, minério, tudo o que a natureza pode dar e choram.
    Talvez se o Brasil tivesse sido criado e fundado por marcianos, hoje fossem todos ricos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chaplin11.4.16

      Culpar portugueses é o máximo que se faz qdo. se desconhece a história não oficializada pelos verdadeiros "donos" da América Latina...

      Eliminar
    2. Anónimo11.4.16

      Chaplin, concordo, mas o anônimo exagera na sua crítica quando fala do nosso choro e de nossa incapacidade de tomarmos o país em nossas mãos. Portugueses também assim agem, e se por aqui temos riquezas, sabemos perfeitamente que passamos por um processo de derrube total. O sistema aponta a desregulamentação das leis trabalhistas. Uma sinozisação (China) da nossa mão de obra. Vivemos um momento de desmanche do nosso parque industrial, algo semelhante ao que o próprio EUA vivem. Nosso processo de desmanche vem ocorrendo desde 1954.

      O PT quis se amasiar com os donos do prostíbulo usando da despudorada Selic e das depravadas privatizações. Não fez absolutamente nenhuma reforma de base. A saúde e a educação são verdadeiras casas de raparigas de vida difícil. Não fez a auditoria da dívida pública, prevista na nossa constituição e promessa de campanha do partido. O PT na verdade passou a ser tratado como garota de programa que envelheceu e passou a tomar porrada do cafetão que já nem pensa em mais horas de sacanagem desta velha combalida. O que o cafetão quer é uma puta nova, mais atraente, que lhe traga mais e novos dividendos. E assim a vida no prostíbulo prossegue. Sempre putas novas nos lugares das sifilíticas.

      Ah, o bolsa família... apenas uma concessão, uma migalha jogada aos pombos. Mitiga a fome da barriga do pombo, mas a fome da metamorfose em falcão, a fome espiritual, isto jamais assistiremos. Não foi pensada para ser assim.

      Duas perguntas: O PT é de fato um partido de cunho socialista? É um bom garoto propaganda para a esquerda?

      De qualquer forma sabemos perfeitamente que forças externas tramam contra o país, e é exatamente por isso que não podemos duvidar de que lado devemos lutar, apesar do PT.

      Eliminar
    3. Chaplin11.4.16

      De qual PT vc se refere? De eleitores que foram traídos e que se afastaram do Partido ou da sua cúpula de sindicalistas que decidiu deixar de ser oposição para ser uma função de oposição (observe a sutileza disso)do sistema quando se sujeitou aos interesses de segmentos dominantes.
      Quanto ao socialismo, prefiro deixá-lo distante pois jamais passará de referência utópica para a raça falante e seus instintos animalescos...

      Eliminar
    4. Anónimo11.4.16

      Donos: As Oligarquias/corporações/banca e interesses : Anglo-Americanas-s****s.

      Não! Que ideia...será.

      Ps: Amanhã um tal de Cunha...Rep. Federativa do Brasil Bananeiro...se deixarem é claro.

      Eliminar
  12. Anónimo10.4.16

    Sabe-se que todas as colonias de Portugal não atingiram desenvolvimento adequado algum até hoje.Deu quase tudo errado. Concordo quando você diz que os portugueses deixaram para trás um território rico em recursos mas isto só não basta. Os portugueses não foram inteligentes para aproveitar o potencial sem olhar o futuro da nova terra e seu povo. Os portugueses passaram a ter DIARREIA MENTAL quando perceberam o erro mais tarde. Tentam negar o passado mas mesmo assim se condenam. Este é o legado da QUADRILHA PORTUGUESA. GRAÇAS A DEUS que não precisamos mais de vocês sugando o sangue nesta terra.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo11.4.16

      Agora a culpa é nossa, por amor de Deus trate-se. Portugal foi ultarapassado pela egemonia da Inglaterra, em relação às colónias independentes só depois da ditadura, fomos lutar guerras em África impossíveis pois o "inimigo" era armado pela URSS e EUA. E não decerto na maioria do povo portuguê, viviamos numa ditadura decadente.
      Agora faço uma analogia com os boeres são/eram a maioria de brancos e apoiantes do Apartheid. São holandeses, sinceramente acha que o povo Holandês não era conta esse regime?
      Só a maioria esmagadora contra, claro.
      E lá porque houve o nazismo na Alemanha todo o alemão é nazi?
      E lá porque o cidadão brasileiro faz afirmações estúpidas todos os cidadãos brasileiros são estúpidos?!
      É lógico que não!

      Eliminar
    2. Anónimo11.4.16

      O seu passado te condena. Não fuja.

      Eliminar
    3. Anónimo11.4.16

      Sim sou descendente de italianos e portugueses nascidos no brasil.
      E...

      Sim mentalidade alienada, preconceituosa e mais limitada a jargão.
      Jargão ver s.f.f. o que é, para isso posso dizer que o anónimo é isto ou aquilo por ser de local x defender y.
      Isso é tudo menos liberdade de expressão são Jargoes.
      Não seja intelectualmente tão reducionista.
      O meu passado não me condena o seu é escrever a diarreia mediatica que botaram no teu crânio.
      Tente usar o cérebro para raciocinar, auto estima-critica aprender e ler, eu sei que é difil mas vale bem o esforço, pense por sí, não siga o rebanho.
      Fique bem.
      Ps: Ódio gera ódio, que tal esfriar um pouco e depois sim: falar/conversar/ouvir/etc...
      O meu passado me condena porqu dos ancestrais ou o que a tua imaginação doentia inventa o ódio/divisão.
      Pobre exemplo de ser humano.

      Eliminar
    4. Anónimo12.4.16

      O Sigmund Freud esta fazendo uma participação aqui? Mas que honra para nós.

      Eliminar
    5. Anónimo12.4.16

      E é mentira? Ao menos tem senso de humor, já é um começo ;-)

      Eliminar
  13. separatista-50-5010.4.16

    À atenção do pessoal do PT: Vontade de combater 'golpeadores'... não é apontar 'milagreiros'... mas sim, reivindicar/criar:
    -» MAIS CAPACIDADE NEGOCIAL PARA OS CONTRIBUINTES/CONSUMIDORES!
    .
    Se não reivindicarem mais capacidade negocial... os contribuintes/consumidores estão otariamente a colocar-se a jeito de 'Golpes Palacianos'...
    .
    Ora, o contribuinte não pode ir atrás da conversa dos parolizadores de contribuintes - estes, ao mesmo tempo que se armam em arautos/milagreiros em economia (etc), por outro lado, procuram retirar capacidade negocial ao contribuinte!!!
    Mais, quando um cidadão quando está a votar num político (num partido) não concorda necessariamente com tudo o que esse político diz!
    Leia-se, um político não se pode limitar a apresentar propostas (promessas) eleitorais... tem também de referir que possui a capacidade de apresentar as suas mais variadas ideias de governação em condições aonde o contribuinte/consumidor esteja dotado de um elevado poder negocial!!!
    .
    .
    Caso 1:
    O CONTRIBUINTE TEM QUE SE DAR AO TRABALHO!!!
    -» Leia-se: o contribuinte tem de ajudar no combate aos lobbys que se consideram os donos da democracia!
    ---»»» Democracia Semi-Directa «««---
    -» Isto é, votar em políticos não é (não pode ser) passar um cheque em branco isto é, ou seja, os políticos e os lobbys pró-despesa/endividamento poderão discutir à vontade a utilização de dinheiros públicos... só que depois... a ‘coisa’ terá que passar pelo crivo de quem paga (vulgo contribuinte).
    -» Leia-se: deve existir o DIREITO AO VETO de quem paga!!!
    [ver blog « http://fimcidadaniainfantil.blogspot.pt/ »]
    .
    .
    Caso 2:
    CONCORRÊNCIA A SÉRIO!!!
    Não há necessidade do Estado possuir negócios do tipo cafés (etc), porque é fácil a um privado quebrar uma cartelização... agora, em produtos de primeira necessidade (sectores estratégicos) - que implicam um investimento inicial de muitos milhões - só a concorrência de empresas públicas é que permitirá COMBATER EFICAZMENTE A CARTELIZAÇÃO privada.
    [ver blog « http://concorrenciaaserio.blogspot.pt/ »]

    ResponderEliminar
  14. Anónimo10.4.16

    O Max tem de deixar de fazer posts sobre o Brasil......é sempre uma guerra nos comentários, porra........

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo11.4.16

      Eu não sei mas a nível de estudo social/psicológico é do melhor que há.

      Nuno

      Eliminar
  15. Chaplin11.4.16

    O PT só chegou ao poder quando sua cúpula, depois de perder três eleições presidenciais, resolveu se aliar a alguns segmentos conservadores do país, traindo a classe trabalhadora. Aqui, já identificamos um golpe, uma sucessão histórica neste país. Desde lá, a corrupção sistêmica existente se alastrou pela necessidade de alcançar a governabilidade, pois nunca teve mais do que 20 por cento do Parlamento. Visto como um "penetra" num contexto eminentemente burguês liberal colonizado, pode-se imaginar o quanto precisou desembolsar para se manter no poder. A economia funcionava com o aval dos credores rentistas que eram remunerados pelos mais altos juros pagos no mundo, pelos grandes industriais privilegiados com linhas do BNDES (Banco de Desenvolvida Nacional) e sua popularidade garantida pelos programas de grande espectro como o Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida. Mas, "infelizmente" foi descoberta a maior riqueza natural em mais de 500 anos de história. O pré-sal. O governo procedeu a licitação geral e manteve o controle do processo.
    Isso gerou inconformidade do cartel que refina petróleo/gás natural no planeta. Desde meados de 2013, um ano antes da última eleição presidencial, iniciou-se o dispositivo essencial de quem domina: a conspiração. Primeiro com ampla e insistente divulgação de escândalos onde o partido do governo estava sempre em primeiro plano, numa clara tentativa de condicionar o eleitorado. Perdida a eleição, intensificou-se a divulgação de escândalos, uma imensa retirada do capital internacional, responsável por enorme parcela da economia interna, provocando recessão, desemprego, elevação de preços, impopularidade, e por último a perda do "Partido" que verdadeiramente governa o país. O Partido da Governabilidade. Traídos por dispositivos criados em seu próprio governo, como o instituto da "delação premiada", onde criminosos relatam pseudos acontecimentos buscando unicamente a mitigação das penas, e pior, da ampla divulgação midiática de tais depoimentos. Uniram-se as mesmas forças ocultas organizadas desde a derrubada da monarquia como maçons, sionistas e bucheiros, e forças opositoras visíveis mas protegidas pelas instituições defensoras do establishment.
    A Petrobrás passou a ser o alvo principal pelo fato da mesma representar o obstáculo entre os mentores do golpe e o acesso ao pré-sal. O mesmo acontecera com a Vale do Rio Doce, empresa estatal controladora maior dos minérios nacionais, dilapidada criminosamente durante alguns anos e privatizada, depois de altas somas injetadas pelo governo liberal conservador na década de 1990 por 5 por cento de seu valor.

    ResponderEliminar
  16. Anónimo11.4.16

    Falam tanto em geopolítica, commodities, manobras mundiais, mas o que isto realmente muda nos pobres? O nome do ladrão, seja ele uma multinacional, um estrangeiro, um irmão patriota "protetor", um herói megalomaníaco, para o povo isto realmente nunca mudará, quem manda usurpa e ponto final. O projeto de poder do PT traiu a confiança e promessa da pouca esperança do brasileito, bobo por natureza acredita sempre em heróis. E a esquerda brasileira (será só aqui?) usurpa está confiança cobrando do povo o que deveria ser obrigação do político e como sempre na cultura brasileira, cobra dos 'ingratos' a conta por ter feito algumas migalhas enquanto cobra a comissão. O menor dos problemas do Brasil atualmente é o 'golpe americano', a pouca reação do povo está entregue a dois grupos, um de falsos esquerdistas de comissão e outro já bem explanado por todos os lados e que o povo já conhece bem, antigos ladrões. Mas o que mais indigna é esta esquerdopatia brasileira, trans vestida de intelectualidade, e chamo aqui de doença, porque não enxergam o mal que fazem com este projeto de poder, parece que se é obrigado a aceitar tamanha falácia porque não temos escolhas ou por que fizeram alguma obrigação, enquanto outros não fizeram. Ou talvez pensem que a esquerda roubar para financiar contra grandes grupos seja uma saída interessante, do tipo Hobbes Hood, só esquecem de combinar isto com quem rouba bilhões para lembrar de esquecer o luxo que pode agora comprar e não esquecer o ideal é o povo. Que falácia. E como gostam de se citar donos da verdade, do bom senso, que tentam refletir e dialogar, e agem como mini ditadores através dos pequenos prazeres de poderem bloquear alguém nas redes sociais. Há quem mereça estas atitudes? Aos milhares, direitistas, esses que querem a volta dos militares, malucos de argumentos, trolls, etc, mas estes são os óbvios, esperava mais questionamento destes que se dizem 'inteligentes' e revolucionários, não protetores de aprendizes de ditadores como são os líderes brasileiros de esquerda no poder, ou mesmo de outros países, que matam quem tem opinião contrária em seus paredóns. O que quero dizer é que não há quem possa ser defendido hoje no Brasil, consequentemente não pode governar. E o Max, com seu artigo, a distancia fez muito mais análise real do problema, que qualquer maluco bipolar do Brasil atual.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo11.4.16

      Ninguém é dono da verdade por isso as diferentes opiniões são válidas.
      O que vejo sem partidite aguda. Acho que o Chaplin sintetizou muito bem, e ele é isento pelo que tenho visto, vê além do obvio.
      Ora vão inpugnar uma presidenta com "0" =zero provas. Adoro ver os delirios da Jamila e ouvir o Bolsonaro assim como a elucidada massa cinzenta que acha que nada muda para os pobres e remediados ahahahah muda tudo e você sabe, para pior.
      Ditadores? Vejam a história do Brasil porque acabou a monarquia(abolição da escravatura)golpe oligarcas de São Paulo, Jango etc... história do Brasil na Wikipédia quanto mais se lê, mais se vê quem sempre foi o problema de o Brasil ser uma eterna promessa...
      Wiki História do Brasil e golpes e quem esteve por trás.
      Está lá é só ver.
      É cultura geral que qualquer cidadão devia ter noção para saber entender o presente.

      Eliminar
  17. Anónimo11.4.16

    https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_do_Brasil
    Pricipalmente o conluio de interesses e o papel da oligarquia, é um ciclo vicioso.

    ResponderEliminar
  18. Bandido11.4.16

    Existe aqui um elemento que tem de ser referido porque influencia tudo o que se está a passar no Brasil.
    O Brasil está sob ataque externo, nomeadamente de Washington ou se preferirem, da alta finança.
    No meio de toda a recente confusão, os Brasileiros arriscam-se a que quando o pó acalmar, vão descobrir que ficaram sem a Petrobrás, o Pre Sal e vários outros "recursos" valiosos.
    A corrupção é um problema grave, endémico e está presente em ambos os campos politicos, mas na minha opinião, é um problema secundário no actual contexto.
    Primeiro o Brasil tem de derrotar o ataque externo e depois tem de resolver os problemas internos.
    Se não fizer isto, não tem a minima hipotese de ser soberano.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo11.4.16

      Exacto.

      Nuno

      Eliminar
    2. Anónimo11.4.16

      Meu bom Bandido, o problema do... ("No meio de toda a recente confusão, os Brasileiros arriscam-se a que quando o pó acalmar, vão descobrir que ficaram sem a Petrobrás, o Pre Sal e vários outros "recursos" valiosos.") ...é que tem gente que crê que privatização é uma espécie de pós-modernismo político porque os experts em economia assim ensinam. Mentiram tanto e tão descaradamente à este respeito que as beatas creem piamente que para acabar com o endividamento público este é o único jeito. Ninguém tem o discernimento de se aprofundar na grave crise que assola o planeta. As nações privatizaram esplendorosamente a preços módicos suas riquezas para estas bestas corporativas mais que corruptas, e de que adiantou? Cada vez mais estas nações estão mais endividadas e as corporações não se satisfarão sem antes alcançar o controle total de tudo que há.

      No mais estou contigo. Também creio que a corrupção é um meio de chocar eternamente eleitores ingênuos. O sistema é corrupto por natureza. A democracia deveria ser participativa, e mesmo esta não será a quintessência de uma nova humanidade, mas penso que temos que partir de algum ponto.

      Eliminar
    3. Anónimo11.4.16

      LOL....Estou à favor do BANDIDO (este daqui), enquanto não se entender que o ESTADO é uma maquina antiga movida por um conjunto de engrenagens, e sabendo como funciona uma maquina com engrenagens, sabe-se que um dente ou uma engrenagem que não esteja em conformidade será moído pelos outros(as), terão de ser substituidas! E sendo substituidas ainda farão parte da maquina.Qual a solução? Trocar a maquina ou deixar de utiliza-la (jogar na sucata)ja que é sabido que não funciona direito e voltar à nadar de jumento e comer o que plantar!!

      Eliminar
  19. Anónimo11.4.16

    Curioso como o que se esta a desenrolar no Brasil faz lembrar o que ocorreu na Ucrania.
    Ambos foram bem envenenados com propaganda e manipulação.
    Na Ucrania viveram a ilusão que com a revolta Euromaidan iriam acabar imediatamente e magicamente com a corrupção e viver melhor, sem tentarem compreender o quê e quem estava por detrás desses movimentos e os seus objectivos.
    Agora estão bem pior do que estavam, endividados, sem o ouro, com os seus recursos dados a preço de banana, divididos e em guerra uns com os outros.
    No Brasil se não compreenderem que o real objectivo deste movimento não é mitigar a corrupção mas sim apoderarem-se das vossas riquezas (tal como na Ucrania) dividirem os povos da America Latina que finalmente estavam a conseguir livrar-se do garrote dos eua e conseguirem inverter o dito movimento. Espera-vos um destino muito semelhante ao Ucraniano , terra sem destino, sem norte, sem esperança e mergulhada na obscuridade e miseria.

    EXP001

    ResponderEliminar
  20. Max...estou boquiaberta, és feliz por teres os comentaristas que tens aqui no ii. Experimenta largar o teu post num blog brasileiro (a favor ou contra qualquer coisa) e ver o que acontece. Pessoalmente aprendi em matéria de palavrão até o que eu ainda não sabia, xingamento puro com argumentação zero. Aproveito para reiterar as explanações do Chaplin. com as quais concordo, e outras mais que consigo compreender perfeitamente. Só não concordo com a briga com os portugueses, pois se para cá vieram degredados, se a colonização portuguesa cá instituiu um pelourinho, uma igreja e uma casa grande, nada disso explica todos os desdobramentos da nossa história e da nossa cultura, inclusive a bestialização atual, onde até agora não ouvi os ecos da favela, dos pequenos agricultores, dos trabalhadores de salário mínimo, dos pequenos comerciantes, dos catadores de lixo, das gentes que habitam os subúrbios das grandes cidades, do pessoal miúdo das pequenas cidades, dos avulsos, dos ribeirinhos, dessa gente toda que eu gostaria de ouvir. Se bem que na cidade maior desta América Latina, o governador mandou fechar as catracas do metrô quando era "desfile" dos pobres (o prefeito não desmandou), mas a Federação das Indústrias (cujo dirigente não é industrial ) pagou cervejada na rua, com direito à área vip para alguns no "desfile" dos a favor do golpe. Mas isto é só para o pessoal de Portugal rir um pouco porque cá entre nós brasileiros a vida funciona assim mesmo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estas pessoas citadas por vc, Maria, não têm voz, pois não ficam o dia inteiro "penduradas" nas redes sociais, porque precisam trabalhar duro para sobreviver. São bombardeadas incessantemente pela propaganda suja das mídias. Sobra-lhes as urnas. Por isso , o próximo passo dos golpistas, é impugnar a candidatura do ex-presidente Lula, que é líder nas pesquisas com 21% dos votos ( segundo a Datafolha)

      Eliminar
    2. Anónimo12.4.16

      Pega leve! se não ela não vai aguentar.

      Eliminar
  21. Anónimo12.4.16

    https://consortiumnews.com/2016/03/30/a-silent-coup-for-brazil/

    ResponderEliminar
  22. O único problema do Brasil é estar cheios de brasileiros, retirassem a metade e teriamos a metade dos problemas. Uns acham que a culpa é dos portugueses que já se foram a mais de século, outros acham que as instituições fugiram as suas funções mas não atribuem o fato ao governo de já domina ha 13 anos e é responsável pelas instituições, outros ainda atribuem a crise a "forças" exteriores, talvez extraterrestres, mas não aceitam que a classe política deveria ser capaz de defender-nos de tais influências e da mesma forma da corrupção. Enfim o desgoverno está a cantar por todo lado, conquistando apoio popular, que "NÃO VAI TER GOLPE" nem que para isso tenha que colocar o exército e a guarda nacional na rua.

    ResponderEliminar
  23. Anónimo12.4.16

    Ivan sinceramente esperava melhor.
    Vão virar uma triste comédia um impdedimento sem provas um cunha com os pdf(já li uma copia vinda da Suíça com vários +20 milhões em offshore um Temer com 4 casos de corrupção e foi apanhado também indirectamente na "coisa" do Panamá.
    O Serra o Temer e Cunha o Gilmar(outro)e acólitos assustaram tudo o que era político (de todo o espectro) aqui fugiu a sete pés.
    A imprensa aqui viu logo, apoios que não tiveram muito/antes pelo contrário.
    Como o Scolari dizia, digo: e os burros somos nós? pois...

    abraço
    Nuno

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo13.4.16

      É impressionante o que os abutres americanos (falo do governo, não do povo americano) têm que ainda fazer para que as pessoas acreditem nas suas ingerências em países diversos. Não basta um Mosadegh, um Irã/contras, arma de destruição em massa iraquiana, do aumento da produção e tráfico de drogas (onde quer que o desgoverno americano esteja), de operações terroristas tanto em Europa, quanto nas Américas, a presença de tanta ONG comprovadamente operando em diversos cantos do globo para disseminar a derrocada de ditadores inimigos, já que os amigos bem podem esquartejar toda sua população ou empalá-la por completo.

      É, realmente, é coisa de caçadores de OVNIs suspeitar que o que se passa no Brasil não tem mão daquele desgoverno total. Entre os comentários encontrei o de Ivan "o marciano". Definitivamente comprovando que existe vida em outras estrelas.

      Penso que a postagem que vem na sequência sobre Trevor Aaronson, mais o que John Perkins tem dissecado em seu livro, definitivamente deixam evidentes existências de vidas em outros planetas. Mas temos sempre algum Scully cético, para quem tudo não passa de teorias conspiratórias, nunca conspiração de fato.

      Ah, quero mais que o PT se exploda, mas quero muito mais que os hegemonistas nos deixem em paz. Houve uma eleição, paciência, aguardemos a próxima para elegermos outro do espectro da conveniência alheia.

      Creio em bruxas, e elas de fato existem.

      Eliminar
    2. Anónimo13.4.16

      Desde que sei que o Obama queria retirar do Afeganistão e a resposta foi tipo nem penses mais tropas ou muito mais ou...
      JFK o irmão o Watergate e o maior escândalo de todos e que pasou por vários pseudo eleitos mandantes o Irã(o)-contras...Esse dava para 3 ou 4 threads aqui no blog.
      Estou como dizem muitos americanos o tipo/a eleito tem oas poderes muito limitados e se vai contra o script dos que manejam os cordéis é tramado.

      O povo vota mas já começa a votar desconfiado não querem um Repúblicano ou Democrata qualquer querem um fora do sistema, Trump e Sanders são os mais fora do sistema, o primeiro tem algo contra é muito teatral(não acredito em metade do que diz, quer é votos) o segundo é muito à esquerda(para o poder corporativo) mas nada como um judeu para controlar o lobby.
      O pior de todos a sra. Hillary Clinton...é o sistema por dentro e por fora.
      Sinceramente já não sei se vivem ou até vivemos em democracia ou algo que parece mas não é.
      Aqui não é melhor temos criaturas na união europeia que mandam sem ter sido eleitas.

      Elas/es andam aí. Se não existem parece.

      Grande post Anónimo.

      Nuno


      Eliminar
    3. Anónimo13.4.16

      Eles vivem
      caro Nuno
      Eles vivem (1988)
      http://www.imdb.com/title/tt0096256/

      EXP001

      Eliminar
  24. 55 comentários...

    Bom, em primeiro lugar muito obrigado a todos os que participaram na discussão.

    Por quem, como eu, vê as coisas "de fora", parece evidente que estamos a falar dum País profundamente dividido. Este é um problema porque as duas partes dialogam apenas com trocas de acusações enquanto não parece haver margem para o diálogo.

    Isso significa que, independentemente de quem estiver no governo, a animosidade é destinada dominar o debate ainda ao longo dum bom tempo. Quando um regime muda, é normal um período de atrito que costuma diluir-se com as novas gerações: o Brasil parece viver esta condição.

    Mais surpreendente a evidente dificuldade que têm os amigos Brasileiros (com excepções, como é óbvio) em reconhecer esta divisão como "natural" no País deles: os responsáveis são os EUA, são os Portugueses, são os media, tudo e todos mas nunca os Brasileiros. Falta só acusar Satanás para que o quadro possa ser considerado completo.

    Mas esta divisão é perfeitamente natural. Menos natural (apesar de estar bem enquadrado no contexto histórico) é o nível da tal animosidade, mas o facto do País abrigar pontos de vista diametralmente opostos não torna o Brasil uma excepção.

    Notas finais.

    Os EUA estão a trabalhar contra o governo de Esquerda? Sim, então? Onde está a novidade? Eventualmente a pergunta deveria ser: por qual razão deveriam ter esperado 2 governos Lula e 1 Dilma antes de tentar este "golpe"?

    O petróleo do Brasil? Mesmo discurso: é desde 2004 que é conhecido o pré-sal, se o objectivo fosse aquele Washington teria-se mexido bem antes, provavelmente já no tempo do primeiro governo Lula, tanto para eliminar duma vez só um presidente incómodo, pôr as mãos sobre as reservas e cercar Cháves.

    Os cidadãos manipulados pelos media? Sim, de ambos os lados. Ou ainda não entenderam como funcionam os órgãos de informação? Não acaso no artigo sobre Cuba publiquei o vídeo de Obama: enquanto o irmão de Castro recusa ser abraçado em público pelo presidente dos EUA, permite que com a televisão Obama entre de foram amigável em todos as casas de Cuba. Ou acham que também a tv de Cuba é manipulada pela CIA?

    Abraçoooooo!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chaplin13.4.16

      Errado! O pré-sal foi partilhado em 2013 onde a Petrobrás ficou com o controle do processo, justamente à partir desse definição começaram os bombardeios conspiratórios contra o governo petista.

      Eliminar
    2. Anónimo14.4.16

      Hahaha Que excelente ter uma visão de fora, Max, a sua no caso. Dói ver pessoas aqui de esquerda defendendo petróleo, tem contradição maior? Que se um irmão de ideologia rouba, melhor ele que um americano, e por ai vai. É a vida, mas é incongruente quererem que se aceite isto, a reprodução dos discursos podres do passado, mas agora populistas e automaticamente por isto 'defensores do povo'. Vou rir até o fim nesta história, com ou sem 'golpe', afinal a Dilma e o Lula tem que pagar os descalabros que cometeram e nada melhor do que doendo onde mais dói , a popularidade e perda gradativa do poder. Ficando ou saindo vão pagar. Governos estaduais falidos, petróleo e investimentos nele exagerados e falidos, consumo reduzido e nenhuma proposta real de conserto, só um pacto por mais impostos. Quanto pior para um político, melhor.

      Eliminar
    3. Anónimo14.4.16

      Realmente não vale a pena.
      O que o Chaplin disse acima é a pura verdade. O Expo já viu.O que aconteceu em 2013 Max??
      Faça a pesquisa s.f.f.
      Chevron, Exxon cheira a Ucrânia só falta a Vitória nuland fuck the ue/fuck petrobras is ours at all costs.
      O que aconteceu em 2013??? que despoletou a seguir ainda em 2013?????
      Eu desisto. Isto não tem a ver com partidos ou ideologias isto tem a ver com a venda ou cedência de riquezas vossas que vão ser exploradas por outros, a vale o niobio etc...até no Para as maiores
      exploracoes a céu aberto já não são vossas.
      Das duas uma ou você é ingénuo ou realmente existe um equívoco muito grande ahahahah e nós somos os burros!?
      Ok esperem que eles cheguem ao poder e comecem a vender tudo o que devia ser vosso por direito.
      O amigo Max falta-lhe experiência de viver em "paises do terceiro mundo".
      Não é ver e ler isto ou aquilo é viver lá.
      Descalabros e provas os mafiosos/corja que querem
      o poder a qualquer custo tem cada um mais processos e com provas ou conluio desvio de milhões e outras operações fraudulentas.
      Isso é como meter palas nos olhos e só ver tipo túnel alguém tem que pagar os portugueses, a esquerda (desde quando se aí é mais capitalista do que aqui ou a maioria da Europa, mesmo com Lulas e Dilmas), é disto é daquilo tudo serve para despejar ódio.
      Tenho pena é dos familiares e amigos aí.

      Nuno

      Vou dar uma ajuda e vejam de onde vem:
      http://g1.globo.com/economia/noticia/2013/10/e-bem-diferente-de-privatizacao-afirma-dilma-sobre-leilao-do-pre-sal.html

      Eliminar
    4. Anónimo14.4.16

      Amiguinho, não é ódio, é frustração por um partido que dava todos os sinais de que faria diferente e se rendeu a esta política que você ataca, velha, carcomida, vendida, mas com o uso de parte do arrecadado para manter um projeto de poder, ou você acha que avanços sociais como bolsa família de 21 bilhões justificam toda esta roubalheira, corrupção e mudança do plano original para um projeto de poder? Estes avanços sociais não são mais que a obrigação, mesmo em um país tão distante destas ações, isto NÃO DEVE SER TOMADO COMO DE HEROÍSMO, É OBRIGAÇÃO. Se o brasileiro não aprender a ver desta forma, sempre estará tomado por novos tipos de coronéis, ou você acha mesmo que o Lula e sua corja não são um coronel moderno?

      A cegueira esquerdista chega ao ponto de dizer que o Max não viveu em países de terceiro mundo, quanto constrangimento e discriminação em tal frase, vai dizer que ele é um europeu golpista também? Tenha dó amigo, guarde seu veneno esquerdista para ti. Ódio é você quem destila também. Eu quero esta cobrança a qualquer um que entre lá, foi o que fiz quando assinei e pressionei com o pouco ou nada para a aprovação do Ficha Limpa.

      E outra. Nosso petróleo? Nossas commodities? Por favor amigo, só um sindicalista que luta a vida inteira para se apropriar dos bens do estado diz isto, o povo comum mal recebe migalhas para continuar votando nesta corja e dizer: "o Petróleo é nosso" kkkkk que piada, como tem otário ainda neste mundo. Este é o discurso dos irmãos ladrões que querem roubar porque são irmãos. Por favor, vamos elevar a argumentação, afinal o que é mais neoliberal que defender petróleo? Super Capital de Estado? Sistemas controladores? Eu venho aqui para ler sobre a quebra do sistema ou alternativas TOTALMENTE diferentes das que estão na mesa, desculpa se não gosto de uma alternativa velha que você defende.

      Mas fica tranquilo, te respeito e não te odeio. E faço a contraparte lendo muito mais a mídia alternativa (aqui é um exemplo raro de mídia reflexiva imparcial, se é que existe isto), mas assim como hoje temos uma mídia golpista de ricos, temos uma mídia fabricante de lambe-saco do governo, é meio difícil ler estas duas linguagens tão chulas, que só dividiram o país. E vou continuar pressionando e desejando o pior para políticos ladrões, principalmente aqueles que prometem mais e tinham mais ainda por realizar e traíram a nação e os tolos que acreditaram que não seriam corrompidos por milhões. Se você quer chamar isto de ódio, repetindo feito um papagaio o que milhares utilizam de argumento para se igualarem e tentarem lavar a mentes dos outros, assim como os médias fazem, fique a vontade. Chame do que quiser.

      Obrigado pelos links.

      Eliminar
    5. Anónimo15.4.16

      Não, nada disso.
      Vou ser sincero se qualquer que seja o governo prejucida os seus cidadãos tem que responder por isso.
      Seja de esquerda,direita,de cima,de baixo. Seja quem for, foi eleito para servir e cumprir o seu plano de governo e mais nada.
      Eles deviam lá estar para servir quem votou neles, e não servir-se do poder.
      Isso vale para todos.
      Chamar não vou chamar nada, está desiludido e sente-se enganado.
      Em relação ao Max, a minha informação foi um pouco infeliz mas nada como ver/viver/presenciar para crer, e olha que não foi só aí que estive.
      Sim o sistema actual está em decadência.
      Estou de acordo com a maioria do que apontou.
      Isso da cegueira esquerdista, o inverso é o mesmo.
      Ideologias ultrapassadas para apanhar votos.
      Não é odio é senso comum.

      Abraço
      Nuno

      Eliminar
  25. Anónimo14.4.16

    http://g1.globo.com/economia/noticia/2013/10/consorcio-formado-por-petrobras-e-mais-4-empresas-vence-leilao-de-libra.html

    ResponderEliminar
  26. Anónimo15.4.16

    ok...e boas leituras

    http://www.nytimes.com/2016/04/15/world/americas/dilma-rousseff-targeted-in-brazil-by-lawmakers-facing-graft-cases-of-their-own.html

    lol agora os americanos tambem são os culpados.
    toma e embrulha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16.4.16

      "toma e embrulha"
      Voçê acha que isso é maneira de se dirigir e responder a um comentador aqui do blog?
      Não sei que sitios voçê frequenta mas garanto-lhe que este não aprecia de todo esse tipo de linguagem e sugiro-lhe que se modere mesmo que a opinião dos outros possa ser discordante da sua e utilize um bom tom e seja respeitoso para com os outros. Este é um local de discução de ideias e não de troca de picardias e escape de frustrações.
      Max não foi minha intenção tomar o teu lugar, mas este tipo de comentário ao qual escrevo estas palavras não posso tolerar.

      Eliminar
  27. Anónimo16.4.16

    Peço desculpa não confundir o Anónimo acima comigo.
    Ass:Nuno
    Dirigido a participante:Anónimo
    E que tal usar nomes na vez de anónimo?
    Isto só dá confusão.
    Abraço

    ResponderEliminar
  28. Anónimo16.4.16

    Ouça agora quem se chateia sou eu. Lendo o seu post com atenção denoto algo com que detesto, o tom paternalista com que se dirige ao indivíduo Nuno(eu).
    Mais diz que apoio ou sou isto...basta.
    Isto não é o Brasil em que se ganham eleições na rua ou sei lá onde

    Quem é você? Um anónimo, quantos anónimos postaram aqui nesse theread?
    O que eu não posso tolerar é um anónimo ter dois tipos de comportamento, com quem falo/e
    escrevo com o anónimo qual deles?
    Olha esse aí escreveu:para já não sou teu "amiguinho" coisa nenhuma nem isso é forma de se dirigir a alguém ok
    Não meta coisas que eu não defendo e não tire conclusões precipitadas ok
    Ex"cegueira esquerdista" e mais pérolas.

    Ass: Nuno
    Para :quem? qual dos anónimos?

    "Mas fica tranquilo, te respeito e não te odeio."
    E eu quero lá saber não preciso da sua aprovação de um anónimo para coisa nenhuma ok
    Aqui neste espaço eu não sou menos ou mais ok

    E se você se dirigir a mim ao menos arranje um nick, anónimos há aqui muitos.
    Passar bem
    Nuno

    ResponderEliminar
  29. Chaplin18.4.16

    Não há salvação sem que o indivíduo receba uma formação, desde sempre, onde a história, a religião e o jornalismo não passem de propaganda dominante. Esta é a questão! Muito além dessas retóricas entre "modernismos", esquerdistas e direitistas, até porque o que vemos pelo mundo são governos capitalistas totalitários, onde os Estados Nacionais são usurpados por interesses de minorias dominantes. Perante indivíduos alienados ou oportunistas, onde a primeira corrupção começa com a mentalidade de que para os "meus" é diferente do para os "outros" outro. De uma hierarquia de valores podres não se pode esperar algo novo e melhor...MUDAMOS ESSA HIERARQUIA OU CONTINUAREMOS FAZENDO DE CONTA.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...