27 outubro 2016

All for LENA

Enquanto continuam as dúvidas que circulam sobre o destino de Julian Assange ("Foi morto por
Google?" é uma das últimas. Tranquilos, Assange está bem), eis que Wikileaks publica algo interessante. O que já por si é um evento.

Entre as e-mails "capturadas", há uma que chega do account de John Podesta, chefe do comité eleitoral de Hillary Clinton. É curta mas muito curiosa e foi enviada em Janeiro de 2015:

Cara Huma,
Feliz Ano Novo
Espero que esteja tudo bem. Queria aproveitar esta oportunidade para introduzir Javier Moreno, ex-editor-chefe do El País e agora novo director da Leading European Newspaper Alliance Alliance jornal Europeia ["Aliança dos Principais Diários Europeus", LENA].
LENA será inaugurada no final do mês e o seu objetivo será consolidar a opinião pública na Europa. Os jornais membros compartilham um conjunto valores comuns sobre a importância do jornalismo de qualidade para estruturar sociedades abertas e democráticas, com uma mensagem de progresso económico, justiça social e protecção das liberdades civis individuais.
Die Welt, na Alemanha, El País da Espanha, La Repubblica da Italia, Le Soir na Bélgica, e os jornais suíços Tages-Anzeiger e Tribune de Genève já assinaram. Cada um deles é um líder no seu mercado de notícias. Contactos já foram feitos de modo que mesmo o francês Le Figaro possa juntar-se à LENA. LENA, portanto, pode atingir um público total de muitos milhões de leitores nas versões impressa e nas versões on-line, em quatro línguas diferentes e em cinco Países da Europa. LENA garante amplo impacto de todas as entrevistas, comentários ou artigos, que são publicados simultaneamente em todos os jornais participantes.
Se a secretária de Hillary Clinton quisesse falar aos cidadãos de toda a Europa, LENA estaria disposta a ajudá-la nisso.
Vou dar-lhe os meus melhores votos de um próspero 2015, feliz e saudável.
Sempre seu, Matt
Obrigado Matt. Que dizer, não sou Huma (trata-se de Huma Abedin, vice-presidente do comité eleitoral da simpática Hillary Clinton), mas votos dum prospero ano novo são sempre bem vindos, ora essa.

Quanto ao mail: e assim temos LENA, que de facto começou a funcionar em Março de 2015 e Huma é logo informada da existência dela, pois LENA estaria disposta a enviar as mensagens de Hillary aos cidadãos dos Países europeus.

Os resultados estão debaixo dos olhos de todos aqui na Europa: Trump é um louco, um doido varrido, um maníaco sexual que quer construir um muro, com ele os Estados Unidos iriam precipitar no Inferno (mas não diziam o mesmo do Brexit?).

La Repubblica, artigos dos últimos dias:
Nada mal, nada mal mesmo.
E acerca de Hillary?
Está tudo dito. E interessante é também o gráfico das intenções de voto dos norte-americanos:
Segundo Huffpost (agora do colosso Verizon, via AOL), a Clinton sempre esteve em vantagem. Isso apesar de não poucas sondagens terem repetidamente afirmado o contrário.

Mas o que importa? LENA (levante a mão quem conhecia a sua existência) decidiu quem terá que ganhar. Doutro lado, a missão de Aliança não consiste em "consolidar uma opinião pública europeia"? Traduzam com "alinhar a propaganda em todos os Países" e ficará mais perto da realidade. Quantas LENA haverá ao redor do mundo?

E tanto para esclarecer ainda mais: como parte da sua estratégia, LENA promove e organiza eventos internacionais na Europa, participando activamente no Fórum Económico Mundial de Davos. Mais nada.

Antes de fechar: mais uma vez, sublinho como a intenção do blog não seja apoiar Trump. Pelo contrário, fosse um cidadão americano nesta altura acho que não iria votar, porque recuso decididamente a ideia de escolher "o mal menor" e porque não tencionaria tornar-me cúmplice na eleição dum destes dois indivíduos.

Todavia não é possível não realçar a autêntica cruzada pró-Hillary, que já passou os limites do bom gosto e atropela o direito dos cidadãos de formar-se uma opinião livre e isenta.

A propósito de LENA: o nome fez-me lembrar All For Leyna de Billy Joel. Não tem nada a ver com o assunto? Claro que não. Mas como se costuma dizer: paciência.



Ipse dixit.

Fonte: Wikileaks

15 comentários:

  1. AlJoLoBaMa27.10.16

    Caríssimos,
    Como continuamos no mesmo 'assunto' do post anterior (ao que parece) repito aqui o link revelador?!? Tirem as respectivas conclusões.
    Saudações.
    http://pt.prepareforchange.net/2016/10/27/eleicao-fraudulenta-hillary-trump-apanhados-a-festejar-com-kissinger-em-gala-jesuita/

    ResponderEliminar
  2. NATO é uma versão militar de LENA e vice-versa. E deve haver milhares de "associações" aglutinantes por todos os lados, sempre em prol dos sagrados valores e instituições democráticas, liberdades individuais e direitos humanos

    ResponderEliminar
  3. Pegando carona na idéia do Max, lembrei de outra LENA..
    https://www.youtube.com/watch?v=hkwFormUvCo

    ResponderEliminar
  4. Anónimo28.10.16

    Os problemas criados geralmente vão dar aos mesmos sempre pelos mesmos para isso utiliza-se a compartimentalizacão só para tornar a coisa ou o todo mais complexo.

    Nuno
    Ps: A Lena de cima é um pouco chata a do Sergio é melhor.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo28.10.16

    https://en.m.wikipedia.org/wiki/Compartmentalization_(information_security)

    ResponderEliminar
  6. Anónimo28.10.16

    Lembramos que no Brasil e Países da America Latina existem "LENA".Só lembrarmos o Golpe Parlamentar em curso (definitivo) Brasil , Paraguai e por final Venezuela...

    ResponderEliminar
  7. Chaplin28.10.16

    Ligas, Alianças, Guildas, Frentes, Associações, são denominações de uma mesma lógica histórica de minorias dominantes que precisam perpetuar sua condição perante maiorias, que por outro lado, são impelidas a continuamente, e de várias formas, a se dividir, fragmentar e com isso, tornarem-se alvos frágeis para seus dominantes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo28.10.16

      Sim. O que se pode fazer é usar as "armas" do inimigo. Aí o "jogo" muda. Mais criar vários caos fictícios para desnortear ainda mais. Pelo que noto são várias psyops ou uma espécie de guerra de terrorismo psicológico de dominação. Se um tipo qualquer como eu e muitos notamos isso já é algo assinalável.
      As contramedidas podem meter isso k.o. ou adiar e ir adiando através de desgaste...por isso o que mencionaste chaplin é só para dizer existimos. O modo de atuar é o oposto. Tipo virar as "armas" do adversário contra ele próprio...
      Creio que neste momento já acontece e aumentara exponencialmente nos próximos tempos disso não tenho a menor dúvida.

      N

      Eliminar
    2. Chaplin29.10.16

      Não esqueças que o otimismo é covarde...abraço.

      Eliminar
  8. Anónimo1.11.16

    @Anónimo28.10.16
    "Sim. O que se pode fazer é usar as "armas" do inimigo. Aí o "jogo" muda. Mais criar vários caos fictícios para desnortear ainda mais. Pelo que noto são várias psyops ou uma espécie de guerra de terrorismo psicológico de dominação. Se um tipo qualquer como eu e muitos notamos isso já é algo assinalável.
    As contramedidas podem meter isso k.o. ou adiar e ir adiando através de desgaste...por isso o que mencionaste chaplin é só para dizer existimos. O modo de atuar é o oposto. Tipo virar as "armas" do adversário contra ele próprio...
    Creio que neste momento já acontece e aumentara exponencialmente nos próximos tempos disso não tenho a menor dúvida."

    Prodigioso :) Pela tua escrita transmites ser alguem bem jovem, diria na casa dos 20 anos, cheio de vitalidade (com sangue na guelra(é uma expressão Portuguesa para cheio de energia, vigor) ) bem informado, com maturidade, com ideias e sem estar condicionado.
    Desejo que continues assim pois é comum ao longo da idade as pessoas ficarem cada vez mais condicionadas, conformadas ate se darem por derrotadas.

    EXP001

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo10.11.16

      Sou eu Nuno às vezes e para não ser maçador meto um N. Tenho 46 a caminho de 47. Mas embora cheio de condicionalismos(isso é pessoal)tento ver e principalmente ouvir as várias partes. Manter o espírito aberto, logo é raro apanhar surpresas
      Grande abraço.
      Ps: O Chaplin sabe mais do que diz não tenho a menor dúvida...hombre habla.

      Eliminar
    2. Anónimo10.11.16

      @Nuno
      Isso e o que eu chamo manter o espirito de jovem. :)

      EXP001

      Eliminar
  9. Chaplin2.11.16

    Olá! Entendo perfeitamente sua avaliação...mas posso te dizer, que além de perceber o funcionamento mundo muito precocemente, priorizei ao longo da vida, buscar e desenvolver inúmeros conteúdos voltados para questões de poder e dominação, que me propiciam ir um "pouco" além do que se costuma ir...Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo10.11.16

      E uma ajudinha? ;-)

      Nuno

      Eliminar
    2. Anónimo10.11.16

      "E uma ajudinha?"

      Esta bem visto sim senhor :)

      EXP001

      Eliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...