06 março 2017

A sabedoria chinesa

E quem é que não compra no Aliexpress? E' cómodo, apresenta um mar de opções e sobretudo é
terrivelmente barato. O notebook no qual escrevo agora foi comprado aí: 170 Euros, 64 bit, com Windows 10 pré-instalado (ainda não tive tempo de instalar Linux!), entregue em casa.

Fui procurar a quem pertence esta raio de Aliexpress. Faz parte da Alibaba Group Holding Limited, lançada em 1999 como simples portal internet. Hoje o grupo Alibaba vale algo perto de 200 biliões de Dólares, ultrapassou o colosso Walmart em termos de vendas e gera receitas maiores daquelas de Amazon e eBay juntas, operando em 190 Países.

Impressionante? Sem duvida. Mas quem fica atrás de tudo isso? Ma Yun, mais conhecido como Jack Ma, um fulano que ao longo de 9 anos fartou-se de fazer o guia para os turistas em Hangzhou, tanto para aprender a língua inglesa. Hoje Jack è o homem mais rico da China, com 37 bilhões de Dólares no bolso.

Eis o que Jack pensa: 
As multinacionais norte-americanas têm acumulado ao longo dos últimos trinta anos montanhas de bilhões. Onde foi gasta a parte do dinheiro que foi para o Estado? Os EUA ao longo dos últimos trinta anos começaram 13 guerras que custaram 14,2 triliões de Dólares. Mas se Washington tivesse gasto uma fração daquele dinheiro para as famílias, para as pequenas e medias empresas, para os jovens ou as infra-estruturas, hoje não teríamos tido Trump. Um Estado que se preze deve em primeiro lugar gastar para a sua gente. Não culpem a China ou a Índia ou da Tailândia pelos lugares de trabalho roubados. Foi a vossa estratégia de guerra que os roubou.
Sabedoria chinesa? Eu diria simples senso comum.


Ipse dixit.

Fonte: Paolo Barnard

8 comentários:

  1. Como se diz cá em Portugal:
    "Quem fala assim, não é gago."

    (Ou seja, "muito bem dito".)

    ResponderEliminar
  2. Esse notebook chegou direitinho a casa sem parar na alfandega? Grande sorte Max :)

    O senhor do artigo fala bem, a vida corre-lhe muito bem, mas eu fico sempre com remorsos quando escolho o Ali Express para fazer compras em vez de apoiar uma loja em Portugal.

    ResponderEliminar
  3. Aonde foi parar meu comentário? Foi censurado?

    ResponderEliminar
  4. O grande problema Max, está no perigo daquilo que se compra no "Aliexpress" poder vir a ser seleccionado na Alfândega para inspecção, não vá estar escondido dentro da embalagem meia dúzia de malvados chineses, prontos a apoderarem-se dos postos de trabalho em Portugal.

    No seu caso, como se tratou de um computador penso que não há problema, de acordo com o que li sobre regras e procedimentos de controlo na Alfândega alguns produtos, como os computadores, estão aparentemente isentos de fiscalização.

    No seguimento do tema que aborda no post, aproveito para deixar o link de uma notícia relativa à empresa Huawei e ao seu último modelo de telemóvel, que promete dar cabo da concorrência (ainda mais):

    https://actualidad.rt.com/actualidad/232175-huawei-presenta-elefono-asesino-iphone

    ResponderEliminar
  5. E depois também temos o caso do navegador Opera, adquirido pela empresa chinesa Qihoo 360, sendo actualmente o melhor navegador da actualidade com VPN embutida e gratuita.

    ResponderEliminar
  6. Ele falar atá fala muito bem... o problema vai ser se os chineses tiverem que vender na China o que produzem na China.

    ResponderEliminar
  7. Sim, a guerra, lembro-me de ter lido que só nos EUA há três milhões de pessoas a trabalhar para a guerra, a que se chama habitualmente ministério da defesa. A prodigalidade em que vivemos chega a ser inverosímil. Dezenas de milhões de pessoas trabalham para a guerra, outras centenas de milhões não fazem nada de útil (pelo menos nos países desenvolvidos), quase ninguém faz qualquer coisa de valioso, e mesmo assim conseguimos passar anos a ler ou a ouvir música. Sim, de alguma maneira as nossas possibilidades seria de outra ordem de grandeza vivêssemos nós num outro sistema.

    ResponderEliminar
  8. Phena Sutta (SN XXII.95) – Espuma.

    O Buda apresenta alguns vívidos símiles para descrever a vacuidade dos cinco agregados.

    http://www.acessoaoinsight.net/sutta/SNXXII.95.php

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...