22 março 2017

Atentado em Londres (mais Orly & Louvre)

Foto Reuters
Caramba, aqui uma pessoa nem acaba de escrever dum massacre que logo aparece outro...

A notícia última notícia é aquela de Londres, onde um homem com uma faca feriu 12 pessoas e tentou invadir o Parlamento britânico. Mas tudo tinha começado na ponte de Westminster, com um outro homem que, de carro, tinha atropelado 5 pessoas e a polícia que começava a disparar.

Ainda não foi relatado mas eis o que será descoberto nas próximas horas: os homens eram muçulmanos, tinham uma cópia do Alcorão no carro e gritavam "Allah Akbar!". Altamente provável, pois foi o que aconteceu na passada Sexta-feira no aeroporto de Orly: homem muçulmano, cópia do Alcorão, faca, e Allah Akbar. Falta nada.

Pergunta: quem são estes deficientes? Do Isis? Nem pensar. O Isis (o quem diz actuar por conta dele) costuma apresentar bem outra cenografias: Kalashikov, operações bem planeadas e muitos mortos. Estes, pelos contrários, são incapazes que nem uma pistola conseguem comprar.

Os antecedentes: Orly e o Louvre

Ziyed Ben Belgacem (este o nome do indivíduo), na passada Sexta-feira, foi para o aeroporto de Orly (França), tentou roubar o mitra dum polícia e ameaçou fazer um massacre: "Baixem as armas, mãos na cabeça, estou aqui para morrer por Allah. Aconteça o que acontecer, haverá mortes". Na mochila um tanque de gasolina e, óbvio, o Alcorão. Acertou apenas numa coisa: morreu.

Mas o interessante tinha acontecido antes: perto das 7 da manhã, Ziyed tinha sido parado pela polícia perto de Saint-Denis: conduzia com as luzes desligadas e em excesso de velocidade. Como se não bastasse, abriu o fogo com uma pistola de pressão (não propriamente uma Magnum...) contra um agente. Admitimos: não é a melhor atitude de quem prepara um atentado num dos maiores aeroportos da França.

A polícia francesa já conhecia Ziyed por causa duma assalto a um banco e venda de drogas (condenação: 10 anos de prisão). Antes de morrer ligou ao pai e disse: "Fiz um disparate: fiz fogo contra um polícia". Disparate? Mas este não deveria ter sido um feroz atentador islâmico? 

Um salto atrás: no passado dia 3 de Fevereiro, um egipciano com um machete (uma faca grandinha) agrediu um grupo de militares franceses à porta do museu Louvre. Obviamente gritando Allah Akbar, ora essa. O procurador François Molins disse logo que aquela era uma "acção terrorista", fazendo assim eco ao Primeiro Ministro Bernard Cazeneuve.

Pormenor interessante acerca do atentador: tinha chegado de Dubai (Emirados Árabes Unidos) no passado Janeiro, no passaporte tinha visto para a Turquia e a Arábia Saudita, alojava no oitavo arrondissement (zona da Bastilha) onde pagava 1.700 Euros por mês, alugou um carro, pagou a arma em dinheiro (680 Euros). Como explicar um árabe com dinheiro (e nem pouco) que se faz matar em nome de Allah após ter ferido "só" um polícia?

O Isis não tem nada a ver com estes dois casos: Ziyed parece um pobre desgraçado, provavelmente sob o efeito de substâncias estupefacientes (cocaína encontrada na casa dele), que decidiu fazer algo demasiado algo para ele sem depois saber como sair da situação.

O egipciano do Louvre, pelo contrário, é algo mais interessante, que abre cenários já conhecidos: endinheirado, com visitas em Países que financiam o terrorismo internacional, quem o enviou para alimentar a estratégia do terror?

Onde se encaixa o atentado de hoje em Londres? No âmbito dos desgraçados como Ziyed ou também estes vinham de Países "amigos"?


Ipse dixit.

Fontes: Il Corriere della Sera, Il Post (1 e 2)

12 comentários:

  1. Anónimo22.3.17

    E dentro de poucas horas iram encontrar o passaporte do terrorista, provavelmente da síria !!

    ResponderEliminar
  2. Uma coisa é certa, caro Max e comentaristas: daqui para frente no mundo inteiro aumentará a miséria e consequentemente a violência e a demência entre os humanos.Não aderi a nenhuma seita apocalíptica, não. É apenas uma conclusão racional diante do enlouquecimento, emburrecimento, insegurança e medo de tudo, generalizados. Agora qualquer coisa que for conveniente chamar de ataque terrorista será alcunhado disto com todo simbolismo que a matéria requeira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23.3.17

      Maria.
      Não tendo fontes 100% seguras para colocar. A idéia é precisamente essa, como isto tem sido feito é a pergunta se alguns deles nem sabem bem ou dizem que fizeram um disparate.(momentaneamente perdem a razão, o juizo)
      Tenho uma vaga idéia, doida de mais para ser verdade mas que já foi experimentada com "sucesso" nos EUA...isso sim bem documentado.
      Aqui pode ser uma mistura de muitos fatores.
      E nesse último parágrafo diz tudo... e é o que se pretende(ao menos no distopico Idiocracia a coisa ainda era estupidamente divertida)
      N

      Eliminar
    2. Caros, é interessante entendermos a lógica governamental em sua origem!
      Qual a origem do estado?
      O estado nada mais é do que uma organização criminosa que se infiltrou nas cidades estados através do TERROR, faziam ataques aos que se aventuravam fora das cidades, e com isso eliminavam as fontes de suprimento, nem colher frutos ao redor era possível, quando os povos se organizavam para revidar os ataques, eles batiam em retirada se os povos fossem estruturados, se fracos, eliminavam-nos e assim tomavam a cidade inteira de refém e reproduziam suas linhagens nas mulheres locais. Ou então, capturavam os "bandidos" que nada mais eram do que eles próprios (entregavam os rebeldes do bando) e sugeriam a possiblidade deles, os "bandidos" mocinhos, defenderem as cidades de seus algozes! Nessa situação, os algozes que eram eles não mais agiam e o povo entendia que valia a pena pagar para os "protetores"!
      Isso é sistema de máfia SEMPRE.
      Os estados são os personagens que quebram as pernas dos cidadãos e depois aparecem como salvadores entregando uma muleta "de graça".
      Não existe nenhum governo que não seja mafioso, os que ousam se rebelar são deletados como o foi a Líbia.

      É dividindo que se conquista, e o estado cria a divisão, vide estímulos a rivalidades até no pão e circo!
      Enquanto os cachorros ladram a carruagem passa!

      O esquema atual é retirar qualquer humano do campo, colocá-lo nas caldeiras citadinas e nelas será fácil eliminar a todos sem prejuizo para as Terras que são a ÚNICA coisa que interessa aos dominantes, tomar a Terra toda para eles, e só é possível com essa agenda de aglutinação nas cidades e exôdo rural, o gado está sendo reunido para o golpe de misericórdia!

      O papo de terrorismo é consonante com essa agenda, da mesma forma que o papo de estradas e pedágios que delimitam onde os humanos podem andar, e quando andam.
      Em breve qualquer viagem se limitará ao destino e nada mais, vide viagens de aviões, pois é assim que se elimina a chance do povo descobrir o que é o campo, o que é a liberdade de cultivar e colher seu próprio alimento, essa manobra visa desmontar qualquer indício de autarquia e independência de qualquer ser humano.
      Os líderes não são humanos!
      As cidades são "humaneiros", da mesma forma que existem galinheiros, e os donos das granjas parece que já estão perto da colheita dessa safra de humanos.
      Isso já conteceu e pelo que entendo continuará acontecendo, o segredo do predador é não ser percebido como predador, e os predadores dos humanos sabem bem disso, e fazem os humanos acreditarem que estão livres, e são o topo de cadeia alimentar.
      O pentateuco destrincha de forma brilhante o que busquei colocar!
      A maior virtude do diabo é convencer a todos que ele é deus!

      Eliminar
    3. Chaplin28.3.17

      Origem dos Estados: Organizações criminosas que se infiltraram nas cidades...errado!
      Os Estados foram configurados à partir da necessidade de controle sobre imensos territórios que, gradativamente, foram fracionados justamente para que representantes de líderes tribais/reis/monarcas tivessem seu trabalho facilitado. O Estado atual, ou seja, a Republica, foi configurada por maçons/judeus sionistas nos moldes de suas organizações, portanto, sub-produto eminentemente de cunho conspiratório.

      Eliminar
  3. Mais do mesmo, caros amigos.
    Por aqui, na terra brasilis, a nossa "gloriosa" Policia Federal ( acostumada a promover estardalhaços contra seus alvos políticos ) através da operação "Carne Fraca", cometeu um atentado contra um dos setores mais sólidos da economia brasileira. Ao generalizar o escândalo, ao invés de divulgar os problemas pontuais, colocou em risco a credibilidade de todo setor agropecuário. Somente no outro dia, divulgou a lista dos 23 casos ,mas aí o estrago já estava feito.
    No meu Estado, foram 20 anos de trabalho para conseguir a confiança dos mercados importadores, que agora voltou a estaca zero. Perde a economia e consequentemente os trabalhadores sofrerão com perdas dos seus empregos.
    Contudo, alguns senhores de distintivos reluzentes ( como no dia da apresentação do power point contra o ex-presidente Lula ) tiveram mais uma vez os holofotes da mídia voltados para si.


    http://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/exportacao-de-carne-brasileira-desaba-apos-operacao-da-policia-federal.ghtml

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23.3.17

      A Justiça Federal de Curitiba a fazer das suas. Era só alguns produtos de/para venda interna(lotes devidamente localizados e indicados), com o alarido os principais exportadotes(todos) suspenderam as compras. E aí é só o primeiro produtor de carne bovina a nível mundial. Agora imaginar depois de Petrobras, Odebrecht e muitas outras que empregavam milhares e eram das principais alavancas comerciais além dos postos de trabalho que criavam é muito tiro no pé ou são burros ou idiotas não eleitos.
      Ou são tudo isso acima é que literalmente é idiotice atrás de outra.
      Bônus Temer convida:
      http://politica.estadao.com.br/blogs/coluna-do-estadao/a-gente-nao-trabalha-com-carne-brasileira-diz-funcionario-de-churrascaria-de-temer/

      mmmm agora vão deter as carnes e interrogar as mesmas através do sistema de delação premiada.

      Veja: eles sabiam de tudo!

      hahahaha

      N

      Eliminar
    2. O que é um polícia se não um assassino e sequestrador a mando do estado?
      A única forma de termos segurança é através de armas, e foi isso que o "super legal" Lula fez, sequestrou as armas dos cidadãos!!!
      O povo votou a favor da manutenção do porte de armas, mas mesmo assim o sufrágio foi jogado no lixo (da mesma forma que fizeram com a Dilma, e mesmo assim o povo retardado foi de novo votar!!!) PELO LULA!!
      Achar que existe alguma diferença entre "comunas" e "capitalistas" é tolo, pois todos os envolvidos se beneficiam sempre, o salários de parlamentares só aumenta, dos juizes idém, dos procuradores, dos polícias... TODOS agentes do estado salafrário!!

      O tributo incide só no consumo, e o consumo só quem paga é o POVO< o assalariado, visto que empresário SEMPRE repassa nos custos de seus produtos ou serviço, e nenhum governo até hoje sugeriu a tributação APENAS sobre o LUCRO LÍQUIDO e patrimônio!
      A única forma de orbigar as elites a pagar por suas parasitagens é a tributação no lucro líquido, não adianta os vermes aumentarem os valores de seus produtos/serviços, pois os lucros irão para as benfeitorias em benefício de todos!
      Isso é mais óbvio do que comer com a boca e mesmo assim ninguém fala???
      A carne fraca é a do povo, a carne e o cérebro!!!

      Eliminar
    3. Anónimo28.3.17

      Discordo.
      Isso é nivelar por baixo e uma mentira vai explicar isso para os escandinavos e povos mais desenvolvidos. Assim nunca passam do mesmo.
      HDI, A lista:

      https://en.m.wikipedia.org/wiki/Human_Development_Index

      Ps: no site da ONU caíram 11 postos depois do cruel PT ter saído. Existem inúmeros elogios ao br e até como modelo a seguir para erradicar a pobreza mas já são do tempo do barbudo. Será que isso passou nos mídia daí?


      http://img.huffingtonpost.com/asset/scalefit_630_noupscale/56e85fea150000ad000b223c.jpeg?cache=ryehtcbzxo

      Sei...pois o novo normal.
      Nuno

      Eliminar
    4. Chaplin28.3.17

      Cheio de meias-verdades! O cidadão comum é desorientado desde sempre, condicionado p/inconsciente antes mesmo de ser parido. O escravo pós-moderno é o pior dos tempos. Diferentemente do antigo e medievo, não se observa como escravo, é seduzido e conduzido por algo então inexistente: a PROPAGANDA. Replica pensamentos sem que precise desenvolver seus próprios. E isto tem nome: DOMINAÇÃO.

      Eliminar
  4. Chaplin23.3.17

    Partindo da propaganda e seu uso na configuração do "mal", o que se propaga é a Teoria do caos construtivo/controlado, lançada nos anos 1970 pelo lobbysta sionista Leo Strauss, como forma de ação regional/global para sustentar o ideário político/econômico/militar dos EUA, associado ao seu dominante complexo militar/financeiro/industrial. Se assenta em gerar proveitos e zonas de domínio geoestratégico a partir de situações de instabilidade criadas artificialmente.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo23.3.17

    Então não falhei muito quando no artigo anterior coloquei um post da Voltaire.net exatamente sobre isso. Única diferença, chamam Estratégia do Caos. É precisamente o mesmo.
    Mas o complexo já fica contente desde que tenha enormes fundos astronômicos nem que para isso construa submarinos voadores e aviões submergíveis(com periscőpio).
    O que interessa é receber fundos estatais com ou sem guerras ex(drones).
    O que sobrar vai para o bolso.
    Sem perguntas incomodas a que o resto está sujeito(uns mais que outros). É tudo fica bem.
    N

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...