28 abril 2017

Reciclar, reutilizar, poupar: algumas medidas

"As estações já não são o que eram", "é o aquecimento global", "estão a derreter os polos", "toda culpa da poluição", blah, blah, blah.

A culpa é sempre dos outros. Nós? Inocentes, óbvio.

Eis algumas simples medidas que não irão mudar o destino do mundo mas de certeza reduzem, e desde já, a nossa pegada ecológica. Porque nós desejamos reduzir a nossa pegada ecológica, não é verdade?

Medidas para todos
  • limitador de fluxo para torneiras: permite consumir metade da água no que diz respeito a uma torneira comum (custa alguns cêntimos)
  • lâmpadas LED: mesma luz, menor consumo
  • nariz que pinga? Lenço de algodão, não os descartáveis (papel para o lixo?)
  • saco de compras? Em algodão, não de plástico: reutilizável, mais resistente
  • guardanapo? De algodão, por favor, não de papel: não estamos numa cantina e, mais uma vez, papel para o lixo?
  • detergente para lavar a loiça? Limão, sal, água e vinagre. Obviamente, tudo misturado e guardado num recipiente reciclado, porque não somos parvos, não é?
  • uma bela limpeza pela casa toda? Mistura de água, álcool a 95 ° e um óleo essencial que desinfecte.
  • e limpamos como? Com um pedaço de tecido velho, claro está.
  • uma bela limpeza só na cozinha? Vinagre, vinagre e ainda vinagre: anticalcário, detergente e leve esterilizador.
  • um detergente universal? Bicarbonato.
  • pó nos cantos? Limpeza fina? Escova de dente.
  • retirar o pó? Está a ver aquelas meias de nylon velhas e partidas? Isso mesmo.
  • algo mais abrasivo? Guarde as redes nas quais são embalados os citrinos ou os legumes. 
  • precisa duma fita elástica? Utilize aquelas velhas luvas que costumava utilizar para limpar a loiça: são elásticas.
  • televisor, computador, aparelhagem em stand by? Com a luzinha vermelha ligada? Ligue a uma tomada múltipla com interruptor. E desligue tudo quando não for utilizado.
  • Gosta de iogurte? E que tal uma saqueta de fermentos lácticos para prepara-lo em casa? Pode também acrescentar a fruta que quiser, sem açúcar ou conservantes.
  • Tomar notas rápidas? As folhas que ficaram imprimidas mal. Do lado não imprimido, claro.
  • Não consegue viver sem água engarrafada? Aos menos compre os garrafões de 5 litros e utilize uma garrafa de vidro na mesa.
  • a sua varanda está uma tristeza: compre um pacote de sementes, um vaso, semeie e regue. É rápido e torna a varanda menos morta.
  • acabou de ler um livro? Troque-o por outro ainda não lido.
  • máquina do café? Não estará a utilizar os copinhos de plástico, não é? Então leve uma chávena séria para o lugar de trabalho também.
  • a propósito: com a chávena leve também um copo "sério", assim evita aqueles de plástico.
  • e o gatinho, em casa, tão fofinho quando faz as suas necessidades, não é? Pena a areia, que também pesa 5 quilos. Tiras de jornais ou pó de serragem (mas é melhor o papel). Se o gato preferir a areia, que vá ele a compra-la.
  • o gatito fez as suas necessidades? A casa agora cheira mal? Um cristal de alúmen de potássio: é um desodorizante.
  • algo mais chique? Uma saqueta com lavanda (alfazema) secada.
  • rolhas: cada ano biliões (e não é um exagero) de rolhas são atiradas para o lixo. A rolha é de cortiça, algo totalmente natural: obrigatório reutilizar. E dá para muitas coisas, não apenas para fechar as garrafas (está a ver aquela mesa com uma perna mais curta? Isso mesmo).
  • acabou de beber a sua garrafinha de plástico de meio litro? Custava tanto comprar uma garrafa de vidro? Ok, guarde a garrafa utilizada e reutilize até ela cair podre. Inclusive: cabe perfeitamente nos portagarrafa das bicicletas (é o que eu utilizo).
  • nunca deitar para o lixo um recipiente de plástico: nunca! Reutilize, reutilize, reutilize...
  • faltou a luz? Nas lojas chinesas vendem tochas elétricas que são recarregadas à mão (é o princípio da dínamo). Funcionam e muito bem.
  • ciclo menstrual? Já ouviram falar da Mooncup? Não sei se funciona (enquanto homenzinho não tenho ciclo...), Wikipedia diz que sim. E Wikipedia é feminina.
  • e já que estamos em âmbito sanitário: puxou o autoclismo? Sabe quanta água desperdiçou? No mínimo um litro e meio. Encha uma garrafa de plástico de água e coloque-a em posição vertical no interior da caixa do autoclismo: 1.5 litros de água poupados por cada descarga. 
  • quer ler algo antes de adormecer? Há lâmpadas que se carregam durante o dia com a luz solar: custam pouco e no mínimo dão um par de horas de luz à noite. De borla.
  • querem uma esponja 100% natural? Deixem em paz as esponjas marinas, que até são animais pacíficos: procure a luffa (vulgarmente: bucha). Óptima para limpar a loiça ou para tomar o duche. E mais: é muito simples cultiva-la em casa.
  • Branquear os dentes? E retirar maus cheiros do frigorífico? Misture bicarbonato e limão.
  • Roupa manchada? Ahi que horror! Mas não faz mal, esqueçam os vários químicos que prometem milagres. Chocolate ou lama? Água quente e amoníaco.Ferrugem? sal e limão. Fruta? Outra vez: sal e limão. Ou uma noite em água e leite. Vinho? Sal e água quente. Óleo e gorduras? Transpiração? Vinagre e amoníaco diluído. Em alternativa: bicarbonato, limão e sabão de Marselha. Mataram o vizinho e ficaram com a t-shirt cheia de sangue? Não passem por água quente! Só abundante água fria.

    Só para os mais heroicos
  • a sua avó batia os alimentos sem aparelhos eléctricos e mesmo assim chegou aos 99 anos. Será que bater a mão não encurta a vida e poupa electricidade?
  • uma folha de jornal para embrulhar os presentes de forma original e criativa (e passar por forretas, diga-se...)
  • e que tal ler com a luz duma vela? Não é romântico? Talvez não, mas poupa electricidade.
  • massa? Feita em casa. E acreditem: é mais rápido do que ir até o supermercado para comprar um pacote.
  • agulha e linha de algodão: pode reparar as suas roupas, criar novas, fazer objectos decorativos... liberte a sua fantasia.
  • sabão? Feito em casa. Procurem um vídeo no youtube para descobrir como. Mesma coisa para preparar as velas: é ainda mais rápido.

"Epá. sim, é tudo muito simpático, mas não tenho tempo, o trabalho, as crianças, o cabeleireiro...".
Nem o tempo para algumas destas simples e ridículas medidas?
Então trabalhe, consuma e morra.
E sobretudo: não se queixe.


Ipse dixit.

Fonte: TuttoGreen

2 comentários:

  1. Anónimo28.4.17

    O império hedonista não autoriza...além de retirar parte do tempo destinado ao consumo...

    ResponderEliminar
  2. Anónimo28.4.17

    Esqueceu-se de referir a compostagem, na qual a areia do gato entra, e que a água oxigenada remove muita nódoa, inclusive de sangue, e que por isso até existem detergentes com oxigénio.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...