10 abril 2017

Trump mobiliza 150 mil reservistas

Um sinal alarmante: o Exército dos EUA está a enviar, neste momento, cartas para 150 mil
reservistas com o aviso de mobilização.

O anúncio oficial do Ministério da Defesa será dado em breve, mas alguns reservistas já receberam a carta e as notícias começam a circular. De acordo com esses rumores, o objectivo do Pentágono seria ter à disposição a força completa dentro de um par de semanas.

Cento e cinquenta mil reservistas: para fazer o quê?
Ninguém quer atacar os EUA, portanto são soldados para serem utilizados fora do País.

Um ataque em grande estilo na Síria? Bater Damasco e a seguir Teherão? Ou a Coreia do Norte? Improvável? Nem tanto: mesmo ontem chegou a notícia segundo a qual a China colocou 150.000 tropas para proteger-se contra uma eventual situação inesperada durante os treinos militares em conjunto com a e Coreia do Norte.

Seja como for, temos de assumir que a estratégia de Donald Trump mudou. Se durante a campanha eleitoral a ideia era concentrar-se no interior dos EUA, deixando que os outros Países resolvessem os problemas com os meios deles, antes o ataque com os mísseis Tomahawk e agora a mobilização dos reservistas indicam que as coisas mudaram: esta é a estratégia neoconservadora.

Não é por acaso que Assad, o governo iraniano e o Kremlin nestes dias declararam que "o ataque dos EUA contra a base síria superou muitas linhas vermelhas" e que de agora em diante "responderão com força a qualquer agressão ".


Ipse dixit.

Fontes: Il Giornale, Donga.com

8 comentários:

  1. A estratégia de Trump mantêm-se, revitalizar a economia norte americana... a economia do material bélico, lançar uma invasão na Síria seria novo "Vietname" entrar numa guerra aberta que pudesse ter um desfecho global é mau para o negocio, matava o paciente ou o médico... O ideal é como na medicina, medicamentos que nem curam nem matam apenas arrastam o estado das coisas, mas entretanto as empresas lucram... um ataque de falsa bandeira aqui, instigar o medo ali... e o negocio floresce. 150.000 reservistas porquê? Porque fica bem, é uma espécie de Yes we can, mas mais musculado intimida "os maus" estimula as empresas...o FED. imprime mais papel colorido, tudo vai bem. "Business as usual".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É por aí, ainda mais que essa lógica se aplica a todos os lados da guerra, menos para os pequenos agredidos (eles não vendem armas, só compram), russia vai testar suas novas incríveis armas de pulso eletromagnético, vai ver se seus stealter são mais stealter do que os dos estadunidenses...
      E nas feiras internacionais seja onde for estarão salafrários governos em busca de gastar o suor IMPOSTADO do povo em seus fetiches sadosexuais agigantados!
      Afinal onde já se viu fazer armas de destruição em massa e não usá-las?
      Só idiotas gastam bilhões de dolares em armamentos para ficar olhando para elas nos silos e angares!
      Esses senhores são salafros e não idiotas, idiotas são os povos!!!
      Fazem até filhotes bêbados de maneira bêbada para que esses sejam no futuro bucha de canhão, alvo de tiro, e quando recebem seus rebentos arrebentados se orgulham porque ele morreu pela pátria!
      Não sei porque tenho a nítida impressão que todos se merecem nessa bagaça... :D

      Eliminar
  2. Anónimo10.4.17

    Uiiiii aquilo la pelos eua deve estar mesmo para rebentar. Já faz algum tempo que se sabe que eles nao só precisam como necessitam de uma guerra bem grande para ocultar o colapso do dolar e de todo o sistema financeiro ocidental. Olhando para estes ultimos 5 anos constata-se que tudo teem feito para provocar e hostilizar a Russia, China, Siria, Coreia e Irao mas nos ultimos meses parecem ter carregado no acelerador e levar a coisa a bruta visto que nao o conseguiram com manhas. O facto de ter sido exposta a extensao da espionagem tambem pode ser um dos motivos para todo este espernear visto que perderam a grande vantagem estrategica, politica industrial e cientifica que tinha sobre todos os outros. Ou seja a janela de oportunidade esta a fechar-se e sera agora ou nunca Segundo li Bannon tambem ja foi removido do Conselho de Segurança Nacional dos EUA o que me leva a pensar que a faccao mais belicosa do estado profundo ja tomou o poder e pos Trump num colete de forças
    Foi óptimo tem podido viver a esperança, por algum tempo. Agora, acabou. Temos de aceitar que nossas esperanças deram em nada, e retomar a luta.

    EXP001

    ResponderEliminar
  3. Voltamos à estaca zero em política exterior no Ocidente. Toute la même chose.
    Abraços

    ResponderEliminar
  4. Anónimo11.4.17

    Esta dos reservistas não estou a apanhar. Ou é para as camaras, ou então deve ser para jogar o jogo de 'A minha pilinha é maior que a tua'.

    abraço
    Krowler

    ResponderEliminar
  5. Chaplin11.4.17

    Os lucros gigantes do "negócio guerra" e a superpopulação mundial de 7,3 bilhões são motivos suficientes para os donos do mundo detonarem um novo conflito de grandes proporções...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12.4.17

      hahaha não.
      O problema não é a superpopulação para já.

      É o que fazer com isto:
      http://www.zerohedge.com/news/2017-04-11/viral-video-shows-chinese-warehouse-where-humans-were-replaced-robots

      As guerras são algo cíclico para mostrar a "utilidade" da indústria bélica paga por impostos dos contribuintes para o (des)governo da altura mostrar a utilidade da mesma, são segundo estes tão ou mais importantes que a água ou comida.
      Tem que fazer uma guerra para justificar o dinheiro gasto nessa "palhaçada" ou as pessoas começam a questionar-se ou até rebelar-se contra este estado de coisas.
      Uma mente minimamente inteligente não encaixa isto é óbvio! Porque não gastar em coisas úteis já que o dinheiro é do contribuinte?
      Fazer ou fabricar umas guerras ciclicamente para mostrar que possuem alguma utilidade.
      E claro com idiotas úteis a espalhar aos 7 ventos que é muito bom e até devia ser mais, através dos retângulos instalados na casa ou espaços que frequentamos.

      Nuno

      Eliminar
  6. Anónimo12.4.17

    Oras a sobrepopulação, o planeta com os recursos e segundo estudos dos mais variados organismos aguenta até 12/13 biliões. O problema não será esse para já. (Fontes ONU Unesco universidades chinesas russas americanas inglesas alemãs).
    Superpopulação em certos sítios é certo mas a maioria nem chega a 50 hab por km2. É com mais ou menos dificuldade é possível a produção agrícola.
    Não será simplesmente o aparecimento cíclico de mais uma guerra para justificar o gasto no armamento?
    Se se gastam brutalidades na defesa/ataque, de vez em quando devem dar um show para mostrar que não é dinheiro dos contribuintes em vão, e são realmente muito necessários como água e alimentos. Caso contrário os mesmos que financiam está "palhaçada" começamos a questionar e a contestatar a brutalidade gasta nisto.
    E a perguntar porque não gastar em coisas realmente úteis? É o nosso dinheiro?

    Nuno

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...