18 março 2018

Em vespera de eleições: a Finança aposta na Rússia

São 5:59 do dia 12 de Março em Londres. É feito um pedido para comprar obrigações de Estado dum
País estrangeiro pela Xxxx Global Assets Associates, gente com 807 bilhões na carteira dos clientes.

São 11:59 da manhã em New York e parte um pedido da Xxxxx Investment Management, gente com 1.230 bilhões na carteira dos clientes, para comprar em massa idênticos valores. E ao mesmo tempo, em diferentes fusos horários, ordens iguais começam a partir dos gigantes da finanças especulativas, sempre para comprar estas obrigações. Tudo isso equivale a um total de 6.8 bilhões de Dólares em pedidos de títulos governamentais dum Pais estrangeiro particularmente atrativo.

Quando aqueles que sabem a verdade da geopolítica sobre um determinado governo estão a gastar somas como estas para comprar os Títulos desse governo, isso significa que sabem de certeza que aquele governo que vende aqueles Títulos está a salvo de reais perigos. Por isso e só por causa disso atiram bilhões para o mercado.

Talvez esse governo esteja a ser afectado por problemas "cosméticos", como os alarmes das agências de rating, os boletins da OCDE ou as sanções ​​dum continente moribundo (a União Europeia). Mas eles, os que detêm o verdadeiro poder, sabem que na verdade ninguém terá a possibilidade de criar sérios problemas a esse governo.

Qual País é este? É a Rússia de Vladimir Putin.
Enquanto todos os "especialistas" e os "comentaristas autorizados" estão a repetir que agora sim que Moscovo tem problemas, enquanto o alarmismo enche as notícias, quem manda o Mundo investe biliões na Rússia.

A Rússia é má, como sabemos: manipulou as eleições dos EUA, tentou matar o ex-espião russo Sergei Skripal em Londres, mandou estrangular o ladrão da Aerflot Nikolay Glushkov, luta contra os bons "rebeldes" da Síria, apoia o sanguinário Irão, está em plena crise por causa das sanções ocidentais. Esta, pelo menos, é a versão destinada aos comuns mortais. Porque os mortais não comuns investem na Rússia e nem pouco.

Theresa May sabe muito bem que Putin não tem nada a ver com Sergei Skripal. Assim como o Conselheiro Especial dos EUA, Robert Mueller sabe muito bem que Putin nunca realmente mexeu nas eleições da América. O caso Skripal existe apenas por causa dos miseráveis ​​assuntos domésticos entre anglo-saxónicos. O caso Mueller-Putin existe apenas por causa das disputas miseráveis ​​do partido democrata americano que sabe perfeitamente que perdeu ainda mais apoio desde que Trump foi eleito e que colocou tropas na Síria da qual agora não sabe como sair. Precisa duma distração de Massa, chamada Conselheiro Especial dos EUA Robert Mueller.

A realidade é que, como mencionado, quem conhece a verdade neste momento está muito tranquilo acerca do desempenho dos Títulos do governo russo: investiu 6.8 bilhões de Dólares em obrigações com prazos de 11 e 29 anos. Re-ler por favor: prazos de 11 anos e 29 anos.  Super-tranquilos. E isso significa só uma coisa: os investidores globais sabem diretamente dos quartos do poder político que conta que Putin é intocável.

Sergey Dergachev, chefe da dívida corporativa EM na Union Investment (197.4 biliões de Euro investidos):
No pior dos casos, podemos ter uma espiral de sanções do Reino Unido, dos EUA e da UE, mas isso continuará a ser um risco negativo "de cauda"... e não é o meu cenário.
Raphael Marechal, gerente do portfólio principal para os mercados emergentes da Nikko Asset Management (211.5 biliões de Dólares em assets).
Esta (a dívida soberana russa) será a última a ser atingida por sanções se houver uma forte escalada.
Viktor Szabo, gerente sénior de investimentos da Aberdeen Standard Investments (312.1 biliões de Libras em investimentos):
A Rússia provou ter uma extrema resiliência em relação às sanções, no máximo aumenta o custo do capital mas não é algo com o que a Rússia não possa viver.
E as sanções não impediram que a S&P Global aumentasse em Fevereiro o grau de investimento da Rússia. E a partir do dia 29 de Março Moscovo irá juntará-se aos índices EMBI da JPMorgan.

Na SSGA (State Street Global Advisor, terceira agência mundial de consulta no investimento) as obrigações russas passam por um processo de verificação mais rigoroso do que outros Títulos:
É um dano de reputação se acabamos por comprar as obrigações erradas, então a aquisição e é fortemente escrutinada.
As eleições: o ataque informático... 

O presidente da comissão eleitoral russa, Ella Pamfilova, denunciou hoje de manhã:
Existe um ataque cibernético em curso contra a Comissão Eleitoral Central da Rússia, que visa atingir o seu centro de informação.
Segundo quanto relatado por RT, o site da comissão sofreu um alegado ataque DDoS (ataque cibernético oriundo de múltiplas fontes ao mesmo tempo) de 15 Países. O secretário da comissão, Maya Grishina:
Estamos a registrar o que é de facto um ataque cibernético no nosso centro de informações.
Continua a Pamfilova:
O site da comissão foi atacado imediatamente após a votação ter começado. O ataque de denegação distribuída de serviços (DDoS) atingiu o pico entre as 2:00 da manhã e as 5:00 da manhã no Domingo.
O chefe da empresa estatal Rostelecom, Mikhail Oseyevsky, tinha já declarado que os ataques cibernéticos contra várias localidades russas aumentaram consideravelmente nos dias que antecederam a eleição. No último Sábado, alegadamente, o Roskomnadzor (o Serviço Federal de Supervisão das Comunicações) e o boletim online Lenta sofreram ataques. 

...e os "especialistas" do burgo

Para acabar, eis uma pérola da máquina da propaganda aqui do burgo em véspera de eleições: é o português Diário de Notícias, que bem merece uma olhada:
Por outro lado, muitos eleitores estão convictos de que o poder não hesita em recorrer a fraudes para garantir a vitória, como é ciclicamente denunciado pela oposição. Assim como não recua perante a intimidação, como sucedeu durante a campanha com a detenção de um observador independente, David Kankiya, ligada à ONG Golos, que acompanha os processos eleitorais. No passado recente, a própria Golos foi alvo de perseguição pelas autoridades por receber financiamentos externos, nomeadamente dos Estados Unidos, e teve de alterar os estatutos e redefinir os moldes de atuação.
Um "observador independente" que recebia fundos de Washington?!? E é verdade: como confirma nada menos de que Wikipedia, a ONG Golos recebia dinheiro da União Europeia, da USAID (Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional) e do NED (National Endowment for Democracy), criatura esta do Partido Democrata americano.
A única mancha no governo de Putin é a conjuntura económica. Após um período de crescimento em declínio com o fim do preço elevado do petróleo, a economia está em recessão, também por efeito das sanções europeias e dos EUA. Em 2017 verificou-se uma pequena retoma de 1,5%, mas a inflação continua a retirar poder de compra à população.
Sim, a situação é uma lástima: deve ser por isso que os tubarões da Finança atiram quase 7 biliões de Dólares no mercado de Moscovo. Na imprensa ocidental é que sabem.
Mas esperem, falta alguém... quem será?
Navalny avisou ontem que as autoridades vão recorrer à fraude generalizada e anunciou uma campanha de desobediência civil e protestos para os dias seguintes à votação.
É ele, é Alexei Navalny, o pluricondenado líder do nada!
E com o simpático Alexei o quadro está finalmente completo.


Ipse dixit.

Fontes: Paolo Barnard, Reuters, Diário de Notícias, RT.

11 comentários:

  1. Anónimo18.3.18

    Ate eu se pudesse comprava titulos de obrigação da Federação Russa.

    Divida
    Russia
    $451.5 billion (31 December 2017 est.)
    $434.8 billion (31 December 2016 est.)

    Para se ter uma ideia Portugal um pais pequeno que quase nada produz deve quase tanto como a Russia pais que pode ser auto sufuciente, com forte industria e tecnologia de ponta e imensos recursos naturais.

    Divida
    Portugal
    $449 billion (31 March 2016 est.)
    $447 billion (31 March 2015 est.)

    Aqui saltamos para os trillion

    France
    $5.36 trillion (31 March 2016 est.)
    $5.25 trillion (31 March 2015 est.)

    United Kingdom
    $8.126 trillion (31 March 2016 est.)
    $8.642 trillion (31 March 2015 est.)

    United States
    $17.91 trillion (31 March 2016 est.)
    $17.85 trillion (31 March 2015 est.)

    Ou seja... os paises do dito mundo ocidental estão enterrados em dividas.
    Ja agora, tanto a Russia como a China nos ultimos anos teem acumulado reservas de ouro a um ritmo recorde.
    Entre janeiro e setembro de 2017 o Banco Central russo comprou 4,2 milhões de onças troy de ouro por um total de mais de cinco bilhões de dólares (R$ 15,7 bilhões. Desde o início das sanções, a Rússia compra cerca de 100 toneladas de ouro por ano.

    Nao é preciso ser especialista na materia para constatar que a Russia vai muito bem, nao so conseguiu recompor-se do colapso dos anos 90 como agora consegue passar bem mesmo com as sanções e o baixo preço do barril de petroleo.
    Ca pela Europa é que nao se sai da cepa torta, é o defice, a recessão, a austeridade, a crise, o crescimento anemico, os bancos a rebentar (mas para esses nao ha falta de dinheiro para os safar).
    Pelos eua temos aquela divida impagavel que ja desde a alguns anos os faz andar aos soluços quando chega a hora do congresso autorizar aumentar ainda mais aquele monstro.

    Nao , nao e preciso ser especialista para notar que ha algo muito errado.
    So os vendilhoes e os acefalos ignorantes dos especialistas aqui do burgo é que vao na cantiga que estamos muito bem e a Russia em frangalhos.

    EXP001

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo19.3.18

      https://tradingeconomics.com/country-list/government-debt-to-gdp

      A listinha que a UE atira a cara constantemente, realmente estão muito mal, 6° a contar do fim.

      nuno

      Eliminar
    2. Anónimo19.3.18

      Sim estao realmente muito mal.
      Em 6° a contar do fim da lista.
      Bem atras dos chamados paises ricos. Mas ricos em que? Dividas ?
      ;)

      Obrigado pelo link

      EXP001

      Eliminar
  2. Anónimo18.3.18

    Hoje dia de eleições na Russia.
    A contagem de votos esta em 56% e os resultados ate ao momento sao:

    Vladimir Putin 75,39%
    Pavel Grudinin 13,09% (Candidato do Partido Comunista Russo)
    Vladimir Zhirinovsky 6,24% (líder do ultranacionalista do Partido Liberal Democrático)
    Ksenia Sobchak 1,43% (A loirinha toda gira, aposto que esses 1,43% de votos sao de homens)
    Os outros nem vale a pena falar deless pq nem a 1% chegaram.

    Ou seja os Russos manifesamente querem Putin.
    A opção que logo preferem (embora distante) sao os comunistas
    O resto...é o resto

    EXP001

    ResponderEliminar
  3. Chaplin18.3.18

    Putin já negociou a venda da Rússia para o grande capital sionista, início do processo de migração do núcleo duro da banca...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18.3.18

      Ja o podia ter feito a mais tempo.
      Poque so o faz agora?
      Alias, porque andou este tempo todo com trabalho e a ser demonizado quando no fim dos anos 90 o capital sionista poderia ter deitado a mao com facilidade a tudo?

      EXP001

      Eliminar
    2. Chaplin19.3.18

      Algumas respostas só mesmo a própria banca para responder. Equações que envolvem relações de dominância entre a mais alta esfera do poder supranacional não chegam por completo até nós. É como a diplomacia, serviços de inteligência, ordens semi-secretas...

      Eliminar
    3. Anónimo19.3.18

      Ou aquilo relativamente bem explicado no Saker

      Eliminar
    4. Anónimo19.3.18

      "Ou aquilo relativamente bem explicado no Saker"

      Exactamente ;)

      Eliminar
  4. Chaplin19.3.18

    Ou seja, respiramos conspirações!

    ResponderEliminar
  5. Anónimo19.3.18

    "Sim, a situação é uma lástima: deve ser por isso que os tubarões da Finança atiram quase 7 biliões de Dólares no mercado de Moscovo. Na imprensa ocidental é que sabem."

    Agora é que o Boris Johnson fica ainda mais despenteado(ele já sabia).

    Mais isto parece um jogo de xadrez:
    " Mas eles, os que detêm o verdadeiro poder, sabem que na verdade ninguém terá a possibilidade de criar sérios problemas a esse governo."

    Se isto já ocorre de desde essa data e antes, e com esses tubarões, minha nossa a City e WC Street (não os chefes, começou a debandada a conta gotas) mas os jogadores de casino vão ficar bem chateados, e nada podem fazer, porque parte do investimento/casino foi para outras bandas, mas teem lá muito investido.
    Bolas o xadrez não é para todos.

    n

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...